Review – Great Teacher Onizuka (GTO)


Venho aqui dizer que agora toda semana postaremos uma das nossas reviews antigas, mas com um texto acompanhando. É isso aí, fiquem com a review de GTO feita pelo Thomás.

Great Teacher Onizuka foi a segunda obra a receber uma review pelo grupo quando ainda utilizávamos o YouTube.

E como um manga tão bom como este não poderia ficar sem uma review escrita eu, Thomás, fui encarregado de fazer este trabalho para aqueles que se recusam a ouvir o nosso podcast ou a ver nossos vídeos antigos. Sério, porque vocês não escutam? Enfim, espero que vocês gostem da minha primeira review escrita.

Great Teacher Onizuka

Então, vamos finalmente aos ensinamentos do Great Teacher Onizuka, o professor mais querido e sem-noção dos mangas.

Antes de começarmos a falar propriamente do manga de GTO é importante sabermos alguns aspectos sobre a obra. Great Teacher Onizuka foi escrito por Tohru Fujisawa e conta com 201 capítulos encadernados em 25 volumes. GTO não é a primeira obra em que nosso personagem principal Eikichi Onizuka aparece. Cronologicamente falando, o manga Bad Company (1 volume) é o primeiro que apresenta o personagem e nele vemos como Onizuka conhece seu melhor amigo, Ryuuji Danma, e como eles ficaram conhecidos como a temida dupla “Onibaku”. O divertido Shonan Junai Gumi (31 volumes) aparece em seguida mostrando a vida colegial da dupla desenvolvendo muito bem a relação dos personagens principais. Finalmente chegamos a Great Teacher Onizuka que mostra Onizuka já como professor do colégio Holy Forest e ainda fomos presenteados com o spin-off GTO: Shonan 14 Days (9 volumes) que se passa num período do manga de GTO que Onizuka fica desaparecido por 14 dias (oh, really?).

Após toda esta introdução podemos começar a falar exclusivamente de Great Teacher Onizuka. Nosso protagonista, Eikichi Onizuka, tem como objetivo se tornar um grande homem e a história de GTO começa com ele sendo rejeitado em diversas entrevistas de emprego, em meio a esta indecisão de como será o seu futuro Onizuka se depara com uma situação inusitada: uma bela estudante do colegial prefere ficar com um professor de meia idade, baixinho e feio do que com ele. Após este acontecimento, Onizuka decide virar professor para finalmente se tornar um grande homem e, é claro, para conseguir pegar as suas estudantes.

Eikichi Onizuka é um ex-membro de gangue, virgem, pervertido que possui 2º Dan de Karatê. Percebemos que Onizuka não é um típico professor, ele resolve os problemas da maneira mais inusitada possível e sempre acaba indo pra porrada. Onizuka é um personagem muito carismático e é bem desenvolvido ao decorrer da obra.

Voltando ao enredo, Onizuka se torna professor da escola Holy Forest e é encarregado de uma turma que odeia os professores aonde os alunos fazem de tudo para conseguir fazer com que os professores se demitam. Por não ser um professor convencional Onizuka vai entrando aos poucos na vida dos alunos e resolvendo os vários problemas que ocorrem com os alunos da classe. Vale dizer que os problemas tratados em GTO são temas pesados e os passados dos personagens são muito bem construídos, sendo um dos maiores atrativos da obra como estes temas são apresentados, trabalhados e resolvidos, mas, infelizmente, o manga deixou de tratar de alguns assuntos perfeitos para o que o manga propõe e em algumas vezes trabalha com temas mais improváveis, mesmo assim isto não tira o mérito da obra.

Percebemos ao longo do manga que a evolução e o amadurecimento do personagem principal ocorre em conjunto com a solução dos problemas dos alunos e à medida que ele se aproxima dos estudantes. Onizuka passa de um professor com a intenção de ficar com suas estudantes a um professor que se preocupa e faz de TUDO para resolver os problemas dos estudantes e que também procura um relacionamento mais maduro e sério.

Um grande diferencial de GTO são os seus personagens e como se trata de um manga que o principal foco é resolver os problemas dos alunos, podemos perceber que GTO apresenta muitos personagens e não somente alunos são mostrados, mas também outros professores, diretores e amigos do professor. Apesar de o manga mostrar muitos personagens, boa parte é apresentada e desenvolvida de maneira satisfatória. O manga apresenta personagens que são um ótimo alívio cômico como o vice-diretor e seus diversos Crestas.Como alguém pode gostar tanto de um carro que não é tão bom assim?. Temos também personagens com um problema mais sério e são muito bem desenvolvidos como a Kanzaki. E podemos dizer que existem aqueles que estão lá só para serem sacaneados, como a professora Azusa que é uma tentativa de par romântico com nosso personagem principal.

A arte de GTO não é das melhores, podemos dizer que é até uma arte genérica já que vários mangas com a temática escolar apresentam uma arte semelhante. Porém, a arte de GTO se destaca no que é mais importante para a obra que é a comédia. As expressões faciais que o autor emprega nos personagens são sensacionais, desde a expressão mais cômica até a mais séria conseguimos realmente sentir o mesmo que o personagem sente apesar da maneira exagerada. Algo bom na obra é que os personagens possuem características próprias, sendo de fácil reconhecimento. Isso nem era pra entrar, mas como tem tanto manga com personagem igual eu tive que colocar .Outro ponto importante que percebemos em GTO é que a obra apresenta bastante ação e apesar de não apresentar uma movimentação espetacular nas cenas, o autor mantém as páginas limpas e conseguimos entender tudo o que se passa na tela. Concluindo, a arte não é sensacional, mas cumpre o seu papel.

O cenário de GTO apesar de se passar obviamente na escola, já que se trata de um manga escolar, percebemos que o autor não se prende somente a escola. Digo isso não somente por haver arcos em que a turma viaja e o cenário muda completamente como, por exemplo, a viagem para Okinawa, mas o cenário urbano é muito bem trabalhado. Percebemos diversas vezes o professor indo resolver os problemas de seus alunos fora da classe, passando por toda cidade, como parques, prédios, rodovias e até na casa dos personagens. Os cenários de fundo são muito bem desenhados e não percebemos fundos brancos no manga. Um ponto alto do cenário de GTO é quando o autor desenha páginas duplas para demonstrar o lugar e que são muito bem desenhadas e um show à parte.

Como GTO não é uma obra perfeita é claro que apresenta alguns pontos fracos. O romance, infelizmente, é um ponto negativo de GTO. Percebemos ao longo da obra que em alguns momentos o autor se preocupou em desenvolver as relações de alguns casais, mas infelizmente são ocasiões esporádicas que iludem o leitor de que haverá algum romance no manga, pois vemos que o autor deixa em aberto a formação de casais e tudo fica na base da especulação para saber se alguém ficou com alguém.

Outro ponto negativo de GTO é o irrealismo que ocorre principalmente com Onizuka. Apesar das cenas cômicas em que Onizuka realiza feitos improváveis, para não dizer impossíveis, diversas vezes o autor exagera na dose de irrealismo chegando ao ponto de até irritar o leitor. Um pouco de irrealismo até cai bem, mas utilizar isso de maneira acentuada já é outra história. Para aqueles que discordam disso é só lembrar às vezes que Onizuka deveria ter morrido ou pelo menos ter ficado um bom tempo no hospital, eu até perdi a conta de quantas vezes isso aconteceu e se alguém quiser me ajudar na contagem sinta-se a vontade.

Para finalizar esta review vale a pena comentar um pouco sobre o anime de GTO. O anime possui 43 episódios e é uma boa opção para aqueles que querem entrar no mundo de GTO. O anime possui um começo um pouco diferente do manga e como a animação não cobre a história inteira, também possui um final diferente. Vale dizer que apesar de serem diferentes ainda são muito bons. Outro ponto a comentar são os fillers que o anime apresenta e para surpresa da nação os fillers de GTO, na sua maioria, são muito bons. Como comecei pelo anime vale dizer que nem percebi que eram fillers, já que eles seguem a mesma linha de GTO, sendo muito engraçados e constroem um personagem melhor no anime do que no manga, que é o caso da professora Azusa. A censura de GTO não afeta muito aqueles que vêem a série, pois são cortadas algumas cenas bem insignificantes e o sangue, mas isso não incomoda quem está vendo e nem faz falta. Outra coisa que tenho que comentar do anime são as suas aberturas, além das músicas serem boas, a animação ficou muito bem feita e fez total sentido com a figura do Onizuka e da obra.

Como eu que estou fazendo essa joça também quero deixar a minha nota mesmo não tendo participado do podcast. Minha nota final é 9.

Queremos saber a sua opinião! Então, dê a sua nota votando no manga e no anime!

Qualquer reclamação, xingamento, comentário sobre a review ou a obra, por favor, escrevam em baixo nos comentários que responderemos de maneira mais educada possível.Ou não hahaha

Então é isso galera! Essa foi minha review de Great Teacher Onizuka e espero que vocês tenham gostado assim como gostei de escrever esse texto.

*Notas

Trilles: 9 (anime)
Estrupatom:10 (manga)
Gutinho: 9 (manga)

- Informações Gerais -

Onde baixar o mangá: Chrono.
Leitura Online: Central de Mangás e MangaHost.
Status do manga: terminado.
Volumes: 25.

*Para saber sobre as músicas utilizadas no cast ou caso tenham qualquer dúvida, entrem em contato conosco.

About these ads

12 thoughts on “Review – Great Teacher Onizuka (GTO)

    • Nao eh necessário e todas estas obras possuem um começo, meio e fim, por isso você ler pela sequência que quiser. A melhor dessas obras eh realmente GTO e seu spin-off e recomendo ler ela primeiro, pois o resto sera um “bonus” bem agradavel. Em relaçao a Shouan Junai Gumi, eu nao encontrei ele completo pela internet. Obrigado pelo comentario e continue a visitar o site xD

    • Valeu pelo apoio e que bom que você gostou da review de GTO. Realmente eh uma comédia muito boa e o autor conseguiu misturar bem os momentos cômicos com os sérios fazendo com que a leitura se tornasse menos cansativa, já que GTO possui muitas falas. Se você gostou muito da obra procure pelas outras, principalmente GTO Shonan 14 Days que segue a mesma linha de GTO. Obrigado por comentar e continue a visitar o site xD

  1. Legal a review, eu que tenho uma net mais lenta do que tartaruga aleijada prefiro até reviews escritas do que um podcast, só passo um sacrificio pra baixar os de vocês pq os de vocês são 10.

    e acho que só ficou faltando algumas imagens pra ilustrar a review, no mais, parabens thomas, otima review. =)

    • Valeu pelo apoio e que bom que você gostou da review de GTO, pode esperar que mais reviews estao por vir. Em relaçao as imagens nao colocamos, pois o video do youtube possui MUITAS imagens, mas acho que na proxima review colocaremos imagens. Obrigado por comentar e continue a visitar o site xD

  2. Não posso ouvir os podcasts pelo fato do meu pc não ter áudio…Então me sinto meio deslocado quando vocês não pôem texto, como foi o caso da review de HOTD. Mas mesmo assim, aprecio muito o trabalho do EMD e anseio pelo dia em que vou poder ouvir seus podcasts! Vocês sabem dizer quando sairá o próximo ranking semanal?

    Também aproveito a oportunidade para perguntar quais as suas opiniões sobre o mangá D.Gray-Man, que até agora não comecei a ler e não sei se é cilada ou não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s