Ranking Semanal #17 – I’m Batman!

Dae pessoal, aqui é o  Estupratom novamente.

Essa semana eu trago novamente mais algumas adições para o ranking semanal. Primeiro nós temos a nova obra da Jump, World Trigger o manga que “promete” ser a série de ação de 2013. Eu acho que a propaganda está absurdamente exagerada.

Em seguida temos o manga Tokyo Ghoul, uma obra que deveria ser um seinen de horror e mistério. Mas aparentemente a obra é apenas mais um shounen com monstros e algumas mortes aleatórias. Também trago minhas impressões de um one shot shoujo chamado Kimi o Chuushin Sekai wa Mawaru, um romance curto e agradável.

rank 17

Eu sei que eu tenho adicionado muitas obras recentemente, mas eu decidi fazer mais uma adição para esse ranking. Vou dar as minhas impressões da edição de luxo do “Batman the World of the Dark Knight”. O livro é um volume único, então eu irei comentar apenas nesse ranking.

E por fim eu trago uma nova adição ao formato do ranking semanal. Como vocês já sabem toda semana eu escolho qual foi o personagem mais imbecil, o mais imprevisível e o MVP. Irei trazer um quarto pódio, a partir desse rank toda semana eu também vou eleger o melhor personagem inédito. Se vocês tiverem mais alguma ideia interessante para pódio é só colocar nos comentários.

15° Colocado – Rurouni Kenshin Kinema-ban capítulo 02

Esse capítulo foi uma decepção completa. Eu imaginei que o autor iria correr com o início da história, mas esse capítulo foi simplesmente ridículo. O autor destruir todo background que o Sanosuke poderia ter. Todo o passado fantástico que o personagem tinha na obra anterior foi jogado no lixo. Ele é apenas um cara que gosta de brigar e não gosta do governo.

Todo o ódio que o personagem tinha originalmente foi para Nárnia. E as decepções não acabam por ai. Na luta entre os dois o Kenshin derrota o Sanosuke em uma briga de socos. Mas que merda é esse? O personagem nunca tinha desferido um soco na obra original e ele consegue vencer o Sanosuke no tapa?

14

E o autor não para de jogar merda na cara dos fans. Ele não apenas acabou com o passado do personagem como ele também acaba com o melhores desenvolvimento do Sanosuke. Ele já sabe usar o Futawi no Kiwami. A luta entre os dois foi uma merda do início ao fim, a ponto de ofender o confronto que eles tiverem anteriormente. A luta termina com o Kenshin anulando o golpe do Sanosuke de forma desnecessária, pois a sua velocidade é muito superior, ele nunca iria ser acertado por um soco.

24

E a movimentação está muito inferior a obra original. Eu nem sequer consegui entender direito o golpe que o Kenshin deu no Sanozuke após anular o soco. Olhas vocês mesmos, a página abaixo é a continuação do golpe acima. Não entendi nada.

25

E como que o autor fez o Sanosuke entrar no grupo? Da forma mais imbecil possível! Após perder o Kenshin pode pedir qualquer coisa a ele, e ele pede para o Sanosuke proteger as pessoas. Apenas com essa frase ele decide proteger o dojo e se muda para ele.

Eu me senti insultando lendo esse capítulo. Nada nele fez jus ao Sanosuke Sagara que conhecemos e amamos. Foi uma decepção completa. O autor vai ter que fazer magia negra para dar alguma profundidade ao personagem após esse capítulo. No capítulo vamos ter o confronto contra o Saito, e eu acho que eu vou morrer do coração. A batalha entre o Kenshin e o Saito é a minha luta favorita em toda a obra original.

14° Colocado – Tokyo Ghoul capítulos 01-02

A premissa da obra é bem batida.  Monstros demoram humanos e se disfarçam entre eles, fim. A arte do manga é bem comum, o que mais me agradou na arte foi a capa. Ele recebeu uma coloração bem interessante que combina perfeitamente com o gênero mistério.

E a maior parte do primeiro capítulo é sobre o amor platônico do protagonista rato de biblioteca  pela linda garota da cafeteria. Conforme o romance entre os dois se desenrolava o que viria a seguir estava bem previsível. Estava ficando óbvio de que a garota era um Ghol e que alguém iria salvar ele matando o monstro. E aconteceu exatamente o que eu imaginaria. Isso é algo que não pode acontecer em uma obra que diz ter o gênero mistério.

35

A arte das cenas que deveriam ser dramáticas está péssima. O autor tem usado muitas linhas de expressão de forma exagerada, tornando a página feia e desagradável. E ao mesmo tempo ele está fazendo um péssimo uso no nanquim e  os carimbos de fala estão muito mal colocados. Sem contar que o monstro foi simples de mais. Era apenas uma menina com tentáculos, eu estava esperando algo mais chocante.

O ghol é morto por um capricho do destino ou por algum ato heroico desconhecido. Eu fiquei contente que a garota da garçonete não apareceu salvando ele e mostrando a calcinha.

43-44

A obra consegue acabar com as minhas esperanças de ler um manga de mistério psicológico. Para que o garoto sobreviva os órgãos do monstro foram transplantados nele. Não sei como que restou algum órgão intacto após ela ser esmagada por vigas de metal. E agora que o protagonista é meio monstro eu estou sentindo um cheiro forte de shounen sem diferencial.

No capítulo seguinte o protagonista está completamente curado e obviamente ele está prestes e desenvolver uma vontade de comer carne humana. O segundo capítulo trouxe a primeira surpresa da obra. A garçonete não era a heroína, ela também era um ghol. E finalmente as portas para um enredo seinen foram abertas. Os primeiros capítulos não me agradaram mas a obra pode melhorar.

30

13° Colocado – Molester Man capítulo 02

A narrativa desse capítulo foi muito melhor que a do anterior. Os personagens se mostraram mais interessantes e o enredo mudou de foco. Todos os personagens receberam mais profundidade. Até o Sr. óculos, um personagem que eu pensei que nem iria aparecer novamente foi trabalhado nesse capítulo. O manga está seguindo rumo a um romance, mas todos que leram Onami Master Kurosawa sabe que a obra não terá um enredo tão simples.

Molester Man c02 - 029

O protagonista está sendo bem convincente, e as atitudes da Miss Understanding estão me deixando curioso. Eu achei interessante o fato do autor não usar nomes. Ele chama todos os personagens por apelidos, o protagonista por exemplo é chamado de Molester. O enredo conseguiu me chamar atenção, mas a arte do manga é uma das piores que eu já vi em minha vida. Isso vai manter a obra em baixas colocações a menos que o enredo seja fantástico.

12° Colocado – Toriko capítulo 233

Eu esperava que os Nitros seriam fortes, mas eu não imaginei que eles seriam tão monstruosos. Eu não acreditei que o Yuuda foi derrotado com apenas um golpe. O capítulo começou emocionante e quando eu vejo o Livebearer ser cortado no meio eu fiquei entusiasmado  No momento eu pensei que Toriko finalmente iria atravessar essa barreira   amadurecendo o roteiro.

223_08

Mas o autor conseguiu me broxar na página seguinte. Dois caras aleatórios literalmente colam as duas partes do Livebearer e ele sobrevive. Foi forçado de mais e quebrou totalmente a tensão da batalha. Eu fiquei tão decepcionado que eu nem liguei para os vilões que foram mostrados nas páginas seguintes. Em seguida o autor consegue massacrar o pouco de tensão que ainda tinha sobrado ao ter a ideia genial de fazer o pinguim resgatar o Komatsu.

223_16

Pelo menos a cena final do capítulo deu uma animada. O Coco está sendo derrotado pelo doidão de oito braços que eu esqueci o nome. Espero que o capítulo seguinte tenha alguma luta interessante, esse capítulo cortou a animação que eu estava com o arco.

11° Colocado – World Trigger capítulos 01-02

Esse manga é de um autor praticamente desconhecido. Sua obra mais famosa é Kashikoi Inu Rilienthal, uma comédia besta sobre um cachorro. A sua arte é bem abaixo da média para o gênero. Minhas expectativas iniciais estão bem baixas. A premissa do mangá é interessante mas é  inicialmente mal desenvolvida.  Um portal dimensional foi aberto e monstros tecnológicos chamados “Naver” estão ameaçando destruir a Terra. Uma organização chamada “Border” está pesquisando e utilizando a tecnologia dos invasores para expulsa-lós de volta para o seu mundo. E obviamente todos os guerreiros da organização são crianças. Fiquei incomodado que a premissa foi apresentada rápida demais ao invés de ser trabalhada a partir da narrativa de algum personagem. O mesmo foi feito com Hunfry Joker que mostrou ser uma decepção.

world_trigger001-04

E para melhorar a minha visão da obra um dos personagens principais conversa com um robozinho preto com orelhas de coelho que voa. O autor quer fazer o que? Ele pensa que vai criar o Mokona robótico? Meu desagrado não terminou com o robô. Um dos protagonistas é um garoto baixinho de 15 ano de cabelo branco que derruba um estudante arremessando uma bolinha de papel nele. Uma barrocha até vai, mas uma bolinha de papel é exagero.

Para servir de ‘parceiro” para o baixinho nós temos uma nerd fracote e correto, quanta criatividade. Mas as atitudes do baixinho me agradaram. Ele não tem um falso moralismo e ataca qualquer um que ameaçar ele. Conforme o baixinho ia me agradando mais o nerd me irritava. Ele chega ao ponto de ir lutar contra um monstro gigante devido ao seu moralismo shounen de quinta categoria.

world_trigger001-36

Obviamente o personagem amigo de todos seria um dos heróis. Ele morfa e vira o power ranger e salva o valentão. O maior problema foi a movimentação do manga que é péssima. Em um quadro o personagem está correndo, no seguinte ele levanta a espada e grita e no terceiro ele já está no ar, já desferiu o golpe e o monstro já soltou o garoto. A movimentação não é apenas ruim, ela é simplesmente ignorada. Os discursos e frases de efeito são mais importastes do que uma boa cena de batalha. E a Jump tem a cara de pau de falar que esse manga será “série de ação de 2013”.

world_trigger001-39

Quando eu penso que a luta não poderia piorar o autor me surpreende. O baixinho se transforma no ranger negro e vai para a batalha. Mas ele tem que falar antecipadamente cada movimento que ele vai fazer porque o coelho tem que autorizar cada movimento. Essa foi a saída do autor para fazer os leitores entenderem as cenas de luta. O personagem narra cada movimento.

world_trigger001-43

Depois o capítulo termina com um revelação que deveria ser bombástica. O baixinho veio da outra dimensão. Apresentando um personagem dessa forma a revelação tem impacto nenhum e pode até ter um impacto negativo no leitor. Se esse revelação fosse usada no decorrer do manga, após os personagens criarem uma relação de amizade ou amorosa, o impacto seria muito maior.

Isso pode ser algo bom dependendo da trama que o autor vai trabalhar em seguida. O que não pode acontecer é essa alegação ser mal trabalhada e começarmos a ver lutas semanais ao invés de um enredo central atrativo, como ocorreu em Hungry Joker.

O capítulo dois foi focado em diálogo e foi mais interessante que o primeiro. Isso me deixa resseso, uma obra que promete ser de ação ter seu “melhor” momento em um diálogo descontraído após uma luta com péssima movimentação e uma revelação “dramática” não é um bom sinal.

Nesse capítulo o autor usa diversas expressões faciais muito utilizadas em obras de comédias gag. Eu pessoalmente não considero isso ruim, mas é difícil fazer isso combinar com o gênero shounen de batalha. Eu acho que o autor exagerou um pouco, principalmente nas expressões faciais. Isso cortou o pouco de tensão que a revelação final do capítulo anterior tinha criado. Eu fiz uma imagem com alguns dos rostos que aparecem na primeira metade do capítulo.

03

Mas a atitude do garoto foi muito boa. Tentam chantagear o baixinho dizendo que ele quebrou a perna de um marginal. O garoto vai e quebra a perna dele e dá o dinheiro, adorei a ironia. E eu gostei do fato do personagem não entender como que funcionam as coisas no mundo humano. Ta certo que ele sabe japonês  mas isso é algo normal em qualquer shounen.

11

Ele dando uma surra em outro grupo de marginais foi desnecessário, mas foi divertido. Só fiquei incomodado porque novamente o autor não mostrou nenhuma movimentação. O diálogo seguinte foi bem agradável, tendo uma seriedade e lógica maiores do que os diálogos do primeiro capítulo. O baixinho se tornou um personagem bem interessante, mas o nerd moralista fica pior toda vez que ele abre a boca.

E finalmente o autor fez uma página que me surpreendeu. Eu nunca pensei que ele iria ser atropelado, a cena me deu uma boa acordada. E em seguida o visual do personagem se regenerando chamou bastante atenção.

Só que novamente eu vou ter que clicar na mesma tecla. A movimentação do atropelamento foi péssima. Teve um quadro do carro acertando ele e um dele quicando no chão. Se o autor tivesse feito alguns quadros do garoto rolando pelo chão a cena ficaria ainda mais emocionante quando o personagem se levantasse. E nem sequer mostrou ele se levantando de forma decente, o autor apenas colocou uma mão aparecendo no quadro seguinte.

23

24

Se a obra tiver um bom enredo e adicionar mais alguns bons personagens ela pode se tornar uma boa leitura semanal. Mas com essa movimentação o manga nunca vai ser um bom shounnen de batalha.

10° Colocado – Crossed Badlands capítulos 10

Eu estava a espera de um capítulo assim a muito tempo. Tenho lido muitos que ocorrem após a chegada dos Crossed, a tempos eu queria ler um arco que mostrasse como um personagem lidou com a tragédia. E não um mercenário ou ex-soldado, eu queria uma pessoa sem treinamento militar. É exatamente isso que esse novo arco apresenta para a leitores.

O protagonista é um garoto chamado Edmund. Ele é um garoto anti social que acabou de se formar. Como todo adolescente virgem ele é um tarado que não pensa em nada alem de sexo. Ele estava no circo com seu pai e seu irmão quando ocorre um ataque de Crosseds.

img010

No meio do tumulto ele vê o seu pai ser estuprado por alguns Crosseds. Quanto eles terminam de se divertir o pai do garoto se levanta já transformado em um dos demônios e vai em direção ao esconderijo do Edmundo e do seu irmão. Ele assiste seu pai começar a estuprar seu irmão e desmaio de medo.

Ele acorda algum tempo depois e não vê sinal de nada além de corpos. O garoto não foi morto porque alguém matou sua família antes deles chegarem em seu esconderijo, provavelmente o destino foi caridoso com ele.

img026

O garoto está tão apavorado que ele pega o carro e vai para casa. Ele não liga para polícia e bem conta para a sua mãe o que aconteceu, ele apenas se escondo no armário e treme de medo. Ver como uma pessoa comum lidou coma catástrofe foi muito interessante.

9° Colocado – Kimi o Chuushin Sekai wa Mawaru capítulo único

Kimi o Chuushin Sekai wa Mawaru é uma coletânea de one shots shoujos. Eu vou comentar do primeiro curta da coletânea. Esse capítulo foi escrito pela mesma autora do famoso shoujo Ookami Shoujo to Kuro Ouji, também conhecido por Wolf Girl & Black Prince.A arte é de um shoujo normal. Não tem nenhum atrativo em especial e não tem nenhum erro brutal. Esse obra tem uma arte que agrada os fans do gênero. O enredo do capítulo é simples, ele trabalha o romance entre um professor e uma aluna. Mas o modo como eles se aproximam foi bizarro. O professor suplicá para que a garota o ajude a zerar um jogo. O pedido foi tão estranho que até a protagonista é pega desprevenida.

kimi_o_chuushin_sekai_wa_mawaruunico-11

O professor que inicialmente aparentava ser um personagem sério e rígido é na verdade um garotão. Ele se diverte com hobby infantis e aparenta ser uma pessoa pura e inocente. O personagem parece forçado, mas ele encaixa muito bem em uma obra shoujo. A protagonista sendo a adulta da relação dando algumas lições de moral para o professor. Começam a surgir sentimentos nessa amizade de jogos o que assusta a protagonista. Mesmo sendo um capítulo curto a autora conseguiu desenvolver os sentimentos da protagonista de maneira simples e eficiente, sem ignorar a relação aluno professor. A protagonista agiu de forma bem agradável. Ela admite para o seu professor que se eles continuarem passando tempo juntos ela vai ficar apaixonada por ele. Essa cena foi inesperada e muito agradável. Eu pensei que ela iria fugir ou mudar o assunto, mas ela não tentou enganar a si mesma e foi honesta.

kimi_o_chuushin_sekai_wa_mawaruunico-39

A conclusão do capítulo foi ideal. Pura, agradável e com um toque de realismo. A autora conseguiu tornar os personagens convincentes e fez m romance imprevisível. Foi uma leitura fluida e agradável. Eu gosto de romances curtos e sinceros.

8° Colocado – Skyhigh capítulos 05-08

Nesses três capítulos tivemos algumas temáticas diferentes trabalhadas. No capítulo cinco temos uma mulher que deseja descontar o ódio em alguém  não importando quem seja. O capítulo não foi bom como os anteriores, mas teve um ótimo diálogo envolvendo a Izuko. Eu esperava um capítulo melhor para encerrar o primeiro volume do manga.

01_226-227

Inicialmente o primeiro capítulo do segundo volume também não impressionou. Vemos a história de um segurança que morre acidentalmente tentando impedir um suicídio. A premissa não era muito atrativa mas o desenvolvimento foi ainda pior. A narrativa foi lenta e pouco convincente. O capítulo seis foi o pior capítulo até agora, e não foi um bom capítulo para iniciar um volume.

02_048-049

Os capítulos cinco e seis não me animaram, mas a premissa do capítulo sete me deixou esperançoso. Ele teve um premissa interessante  envolvendo um músico que morreu após dois anos de coma. Como é de praxe logo em seguida vemos como que ocorreu o acidente, e a vítima apresenta ter uma relação muito interessante com um outro músico. A narrativa e desenvolvimento desse capítulo foi superior a todos os anteriores. O autor fez muitas imagens impactantes, uma narrativa que te absorvia e ótimos diálogos.

02_075

Semana que vem eu irei comentar dos capítulos finais desse manga. Eu espero que eles sejam tão bons quanto o capítulo oito.

7° Colocado – Assassination Classroom capítulo 31

Minhas expectativas estavam altas após o capítulo da semana passada. E para minha alegria o capítulo dessa semana foi tão bom quanto o anterior. A luta foi bem divertida e agradável. Todos sabíamos que professor iria ganhar, mas eu nunca imaginei que ele teria tantas dificuldades. Ele chegou ao monto de usar armas anti tentáculos para poder vencer a luta.

06

Ao mesmo tempo em que a luta ocorre o Nagisa faz um ótimo monólogo. Ele mostra o incomodo dos alunos com a possível derrota do professor. Não apenas porque eles criaram laços de afeto, mas porque todos os alunos da sala desejam tirar a vida do professor com as próprias mãos. Esses detalhes que tornam a obra tão diferente do padrão da Jump.

11

E o final do capítulo teve uma deliciosa pitada de caos. Após o Itoma ser derrotado o professor pede para ele se juntar a turma, mas aparentemente o personagem tem um ódio mortal por estudos e isso faz com que ele entre em modo berserk. Aposto que ninguém esperava por esse final. Estou ansioso pelo próximo capítulo para ver como que esse arco vai terminar.

19

6° Colocado – Naruto capítulo 621

O enredo da luta foi interessante, principalmente a criatividade das técnicas. Colocar a espada do Susano na bjuu dama e dispara-la foi muito criativo. Eu posso falar o mesmo sobre usar o Susano como armadura. A estátua de 100 braços já foi utilizada várias vezes porque é considerado praticamente uma divindade japonese, mas ela não deixou de ser interessante. Meu principal problema foi a arte do capítulo. Vou citar alguns problemas que me incomodaram porque se não vão falar que eu sou um hater que não entende porra nenhuma de arte. E não vou falar do sombreamento fraco, da dinâmica de quadros ou linhas tortas, vou falar apenas do que eu bati o olho e fiquei incomodado.

Na imagem abaixo eu não entendi o que ocorre no segundo quadro. E no quadro final a cabeça de primeiro desaparece. Pela posição do corpo isso não é possível.

1

Na primeira página dupla eu fiquei um pouco perdido. No terceiro quadro eu só consegui encontrar onde o primeiro deveria estar por causa de uma mão ao lado da espada. Não entendi mais nada do que está desenhado próximo a mão segurando a espada. E no quadro final as mãos que seguraram as espadas deveriam estar paralelas a raposa, mas elas estão perpendiculares. E porque o Madara fez esse ataque estrondoso nas mãos de pedra em uma altura tão alta? Ele poderia ter pego o primeiro kage nesse golpe, ou pelo menos tentado.

2

Na página seguinte algumas coisas me incomodaram. No primeiro quadro as pernas do primeiro desapareceram, no quarto o Madara deveria estar em cima da raposa mas parece que ele está flutuando do lado de uma parede mal desenhada. Eu não faço ideia do que causou a explosão no quinto quadro. E eu só reparei o Madara na cabeça da raposa quando eu fui fazer os círculos coloridos. Ele parece um borrão de tinta.

3

Em outra página eu só entendi que o kage mudou a trajetória do golpe porque o Madara disse. Vendo o desenho eu não consigo entender a movimentação dessa troca de direção.

08

Nessa página a cara da raposa está bizarra e dessa vez o Madara virou um triangulo equilátero preto.

4

E por fim temos as duas páginas onde aparece a estátua de madeira de 1000 braços. Primeiramente ela parece ser feita de pedra, eu só sei que é de madeira porque conheço a técnica dele. A página dupla é impactante, mas se você parar para observar você vai ver que todos os braços são absurdamente simples e todos eles parecem ser achatados. Só os dois braços principais da estátua tem profundidade.

12-13

Mas a página que mais me surpreendeu foi a seguinte. Pela página dupla eu achava que os braços formavam um arco, quando eu vejo a pinha cortada no meio na página seguinte eu pensei “WTF!”. E não foi só esse o meu choquei. Eu tinha ficado um tempo apreciando a página dupla e obviamente eu reparei na enorme floresta que está em volta da estátua e reparei que a estátua está sentada. Nessa página a floresta sumiu e a estátua está de pé. E a distância entre o Madara e o Kage que aparentava ser bem curta porque eles estavam conversando se tornou enorme. Pelo jeito eles gritam alto pra caramba.

14

No fim do capítulo temos um flashback dentro de um flashback. O primeiro começa justamente porque o primeiro estava contando a história. Ele parou no meio e começou a contar sobre a infância dele? Eu adoro ver o background de um personagem, mas essa cena me lembrou imediatamente o filme “A Origem”.

A arte do capítulo me decepcionou, mas o desenvolvimento da luta e a criatividade foram tão interessantes que eu acabei gostando do capítulo. Se outro autor tivesse desenhado esse mesmo capítulo ele teria sido épico.

5° Colocado – One Piece capítulo 699

O começo do capítulo foi muito interessante. Não pelos seus acontecimentos, mas sim pelo que ele representa. O Doflamingo estava morrendo de medo do Kaidou, um dos quatro imperadores, mas ele nem sequer fica nervoso com a presença de um ex-almirante. Isso indica que o poder dele a maior do que eu esperava, bem maior. Em seguida tivemos um diálogo agradável entre o Aokiji e o Smoker.

Depois tivemos algumas cenas hilárias. Ver o trio tarado morrendo de inveja do garotinha foi muito engraçado, a cara de mau dos três ficou muito boa; Quando eu vi que 0 pai mandou o garoto cortar o cabelo eu me mijei de rir, é muito ódio no coração. E a cara de maldade do garoto no fim foi perfeita para o desfecho da piada.

699_13

O melhor foi as revelações seguintes. O autor não fez um capítulo apenas com piadas, tivemos revelações que vão ser importantíssimas para o arco seguinte, que vai começar no capítulo 700. Primeiramente temos o Doflamingo desistindo de ser um Shichibukai, em seguida a aliança entre o Luffy e o Law foi anunciada no jornal. E para adicionar um pouco de caramelo a aliança entre os três piratas da nova geração também foi anunciada. Eu não fico tão animado com um arco de One Piece desde o arco da prisão.

A página final do capítulo já cria um gancho inicial para o próximo arco. Temos uma ligação para o Doflamingo, que todos nós suspeitamos ser do Kaidou. Os chapéus de palha arranjaram briga com dois dos quatro imperadores. Com qual eles vão entrar em confronto primeiro?

699_19

4° Colocado – Bleach capítulo 527

A arte do capítulo foi bem ruim, mas isso é algo comum na obra então eu vou me focar apenas no enredo. O Kenpachi ficando desesperado ao perder sua “rival” não me tocou, mas o monólogo final da Unohana foi bem agradável. Ainda fico surpreso em como o autor conseguiu fazer eu me apegar a essa personagem tão rapidamente.

08

Em seguida o autor conseguiu me deixar ansioso pelos próximos capítulos. Todos os leitores de Bleach devem estar muito ansioso para ver qual é a shikai do Kempachi. Eu não apenas queria ver o poder dela, eu adoraria ver um diálogo entre o Kenpachi e sua espada em uma forma humana. Parecido com o que o Ichigo teve com o Zangetsu.

A segunda metade do capítulo me deixou meio dividido. Ao fiquei bastante surpreso com o Ichigo ter falhado e mandado embora, mas as insinuações seguintes me preocuparão. O estereotipo de negro fala que o Ichigo lutou hoje sem ter sido aceito pelo Asauchi. Isso leva a entender que ele não foi aceito pela espada, mas isso contradiz todos os diálogos que o Ichigo teve com o Zangetsu.

18

E eu não aguento mais ver o Ichigo receber level up forçado. Atualmente ele é um shinigami/hollow/vaizard/fullbring, que não usou ainda todo o poder de sua espada e é possivelmente filho do rei quincy. Daqui a pouco ele também vai ser nazista e negro.  Só eu acho isso forçado?

O capítulo conseguiu uma posição alta principalmente pele ansiedade que ele causou. Seja a ansiedade boa ou a ruim, o capítulo de deixou ansioso pelos próximos.

3° Colocado –  The Breaker New Waves capítulo 106

O início do capítulo adicionou ainda mais profundidade ao conflito. O Shi-Woon amadureceu muito nos últimos arcos, mas ele não deixa de ser uma criança. Uma pessoa morreu para proteger ele, é muito comum a pessoa entrar em um estado de culpa ou de negação, e isso foi aproveitado de forma simples e eficiente.

03

Em seguida teve uma cena que me decepcionou um pouco. O Lamina Sorridente foi salvo de uma maneira muito forçada. Não ficou nem um puco convincente a garota gótica salvar ele para que ela mesmo possa derrotar ele no futuro.

Logo em seguida temos a página mais LOL de todo o TBNW. O careca de prepara para finalizar o Shi-Woon, só fiquei na dúvida se ele estava carregando um Kamehameha ou um Hadouken. EU nunca pensei que eu iria ver isso nessa manga. Eu ainda não sei dizer se isso é algo que não vai interferir na qualidade das lutas ou se isso vai piorar a qualidade delas.

14

A página final foi brutal. O Shi-Woon recebeu um golpe devastador, e ele nem sequer se moveu para  tentar de desviar porque seu adversário lembrou o seu mestre. O golpe não pegou nenhum ponto vital, então o garoto vai sobrevier, mas eu não vejo ele se recuperando tão rápido de um ferimento desse nível. A batalha terminou da melhor maneira possível. O protagonista surpreendeu durante a luta, o adversário ganhou profundida e o final foi lógico e me deixou curioso para saber a premissa do próximo arco.

18

2° Colocado – Dorohedoro capítulo 67

Esse capítulo me pegou com as calças arriadas. Fiquei de boca aberta na maior parte do tempo. O capítulo começa mostrando pela primeira vez o En sem máscara. Eu estava tão acostumado com a sua máscara que ver ele com uma aparência tão humana me surpreendeu.

A Nikaidu está prestes a morrer quando algo inesperado acontece. Temos duas cenas que me confundiram e intrigaram. Em uma vez o Aikawa reclamando de uma forte dor de cabeça, e na página seguinte temos o a maldição de Risu gritando que encontrou o seu alvo. Esses dois fatos tem que estar interligados.

dorohedoro11_0134

Em seguida temos uma sequência impressionante de cenas. Muitas delas eu não consigo explicar, mas isso apenas as torna ainda mais interessantes. O Fujita avista um homem sem cabeça em frente a uma janela. Ele está no mesmo lugar onde o Aikawa estava quando disse que sua cabeça estava doendo.

Logo depois temos um dos melhores encontros que eu já vi nesse manga. A revanche entre o chefe dos Olhos Cruzados contra o En. Não posso nem considerar aquilo uma batalha, o En foi massacrado não conseguindo soltar fumaça nenhuma vez. E durante a luta teve uma cena com uma sombra enorme. E a sombra demoníaca que foi usada como  personificação da aura do Olhos Cruzados ficou impactante.

dorohedoro11_0147

Aparentemente o Aikawa é o chefe dos olhos cruzados. Estou louco para ver como que a história do Aikawa vai se interligar com o passado do Ai Coleman que já foi comprovado ser o chefe dos olhos cruzados. Sem contar que eu não faço ideia de como o Risu se meteu nessa história a ponto de ser assassinado.

A cena final do En foi perfeita. A cabeça dele sendo levada foi o ideal. Isso fecha todos os pontos, não mostrando nenhum erro de continuidade. O chefe dos olhos cruzados sempre roubou a cabeça de magos poderosos, e se ele deixasse a cabeça para trás ele seria ressuscitado.

dorohedoro11_0159

Esse capítulo foi um dos mais chocantes de toda a obra, e eu estou muito ansioso para ver como que o passado de todos os personagens misteriosos se interligam. E mesmo com a arte fraca o autor conseguiu fazer algumas cenas bem chocantes com o seu uso único de nanquim.

1° Colocado – Batman the World of the Dark Knight volume único

Essa foi uma das melhores compras que eu já fiz. Eu encontrei o livro em uma livraria e imediatamente fiquei impressionado. Ele tem uma qualidade de material impecável. Capa dura, páginas de tamanho A4 de alta qualidade, totalmente colorido e extraordinariamente bem organizado. O livro não é uma história, ele explica tudo o que um fan deseja saber sobre o Batman. Ele explica cada arco, geração, vilão, amigo,  e qualquer outro assusto que tenha relevância.

dk_batman_spread_01

O mais impressionante é a organização. Ele é organizado de forma  fantástica, o livro todo é feito através de páginas duplas, onde cada uma é um capítulo. Todas as páginas são cheias de imagens chocantes de alta qualidade, com uma harmonia perfeita. Após paquerar o livro por uns 15 minutos eu fui checar o seu preço. Pela qualidade da capa e das folhas, pelo tamanho do livro, e pela coloração de altíssima qualidade eu estava esperando um valor de no mínimo 90 reais. Quando eu percebo que o livro estava custando apenas 50 reais eu fiquei perplexo.

batman_spread_03

Eu entrei em um estado de negação, era bom de mais para ser verdade. Normalmente um comics com capa dura em versão definitiva custa um presso muito superior. O “The Preacher” por exemplo, cada edição custa 90 reais, e a qualidade do material do Batman the World of the Dark Knight era muito superior. Eu comprei o livro imediatamente. Eu estava endividado, mas se eu não comprasse eu iria me arrepender amargamente, era o último exemplar na livraria.

Eu já me peguei folheando o livro dezenas vezes. Só folhear ele já é prazeroso, e o autor conseguiu fazer uma das melhores dinâmicas de imagens e leitura que eu já vi. O autor escreve apenas o necessário, e faz você entender a situação mostrando as imagens ideais. O livro revela cada reviravolta na história do justiceiro das trevas. Esse guia supremo traça toda a carreira do Batman, com todos os detalhes de suas aventuras, batalhas e inimigos.

Batman-spread-Face-the-Face-e1342114618878

Batman-spreads-Robin-e1342114682608

dk_batman_spread_02

O autor não deixa nada passar. Eu achava que entendia um pouco sobre o Batman, mas após terminar de ler o livro eu percebi que eu não tinha visto praticamente nada. Foi apresentado a arcos da obra que eu nunca tinha ouvido falar, assim como eu me deparei com muitos universos paralelos interessantes. Eu estou pensando seriamente em trazer um deles para o ranking semanal assim que eu terminar Crossed Badlands. Pretendo fazer uma enquete com algumas opções de comics, e podem ter certeza que vocês iram ver alguns sobre o Batman.

Batman-spread-Escapes

Como você devem ter percebido eu recomendo fortemente a compra dessa edição. Procurando na internet eu encontrei o mesmo livro sendo vendido por valores entre 75 e 120 reais e ainda estaria valendo a pena. Se você tiver a mesma sorte que eu tive de encontrar por 50 reais não perca a chance de obter esse livro fantástico. Irei pesquisar se eu encontro mais edições do gênero sobre outros heróis.

Para os interessados em comprar o livro, eu o comprei na Saraiva. Online ele está custando 58 reais, se tiver alguma Saraiva perto de sua casa de uma checada que vocês podem encontrar mais barato: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/4090255/batman-the-world-of-the-dark-knight

Imbecil da Semana

Sem dívidas a vergonha vai para o Sanosuke. Em apenas um capítulo ele conseguiu acabar com doces memórias que eu tinha de Samurai X. Ele aniquilou com todo o background e profundidade que o personagem tinha na obra original.

21

MVP da Semana

O personagem que mais me impressionou essa semana foi um garoto fraco e chorão. O prêmio vai para o Momonosuke de One Piece. Ele me fez rir bastante, e o garoto se mostrou ser um pequeno gênio do mal. Só podia ser japonês (porque ele é um samurai, piada fraca eu sei).

699_14

Imprevisível da Semana

O personagem que me deixou de queixo caído foi o Chefe dos Olhos Cruzados de Dorohedoro. Ele apareceu na hora que eu menos esperava, e matou um personagem que eu pensei que só iria morrer em um futuro distante. Ele me surpreendeu tanto que eu reli o capítulo umas três vezes.

dorohedoro11_0152

Melhor Personagem Inédito da Semana

Esse novo prêmio vai ser dado para o personagem inédito da semana que se mostrou ser mais promissor. Sem dúvida nenhuma essa semana o Yuuma de World Trigger merece essa posição. O personagem tem uma personalidade interessante a ponto de se tornar o principal atrativo de uma obra que deveria ser de ação. E é muito raro uma obra da Jump apresentar um personagem com frieza e personalidade e ao mesmo tempo deixa-lo convincente nos capítulos iniciais.

16

Essa semana não tivemos muitos capítulos então eu quis adicionar algumas novidades, como o one shot shoujo e o Batman. Eu espero que vocês tenham gostado das novas adições, e eu gostaria muito de um feedback sobre o “Melhor Personagem Inédito da Semana”. Espero que vocês tenham gostado, até semana que vem.

85 pensamentos sobre “Ranking Semanal #17 – I’m Batman!

  1. Gostei das colocações em bleach, infelizmente, tá numa fase ruim qnto ao Ichigo, precisamos de explicações mesmo. Pelo menos na saga Aizen ele (Kubo) explicou tudo no decorrer. Vamos ver..

    Quanto ao capítulo de Naruto, a questão da cabeça do primeiro pode ser por ele estar com a cabeça inclinada, e aquilo que aparece ser os cabelos em movimento e o pergaminho tira a clareza de como o seu corpo está disposto, então, isso é uma possibilidade, que acredito que seja a correta, não é possível que o mangaká e o editor da JUMP não notariam.
    E quanto ao Madara virar um triangulo equilátero, kkk, é uma questão de proporção e a kyuubi tá bizarra porque nesse modo ela tá assim mesmo ué.
    E a respeito da floresta ‘sumir’, você não notou direito a aproximação da imagem. Veja:

    Isso é a vista de longe, onde dá pra ver as partes mais escuras que são as árvores, que estão como se fossem em compartimentos na paisagem entre os montes, vendo de perto, http://mangas.xpg.com.br/leitor/44245/Naruto/621-Hashirama-e-Madara/scansPROJECT#11,
    claro que fica mais visível a vista das árvores. E a respeito dela ser invocada sentada e depois tá em pé eu não notei necessidade de criticar, claro que a estátua se levantaria pra batalhar, pode ver que na imagem que ela se levanta aparece o ‘estrondo’ do impacto do passo à frente dela, que é diferente da ‘fumaça’ de sua invocação que ainda jaze na sua dianteira.
    E por que serem mais ‘complexos'(menos simples) os braços da estátua O.o? KKKK!

    Eu não sou fanboy, gosto muito de Naruto, One Piece, Bleach, Toriko, muitos seinens e até mesmo Fairy Tail, sendo que eu achei meio que injustas as colocações com Naruto por isso eu expus minhas observações.

    • Sobre a cabeça do primeiro kage, ela provavelmente está inclinada enquanto ele faz algum jutsu. Mas isso não ficar claro e o leitor ser obrigado a deduzir algo simples como “onde está a cabeça” é um erro sério de arte.

      O Madara pode ficar pequeno, mas justamente a proporção que torna impossível ele se tornar um triângulo. Um ponto eu aceitaria.

      Sobre as arvores, na página dupla elas estavam em frente a ele, e não longe a direita. Com certeza a floresta estaria em vários lugares, ela pode estar a direita, mas deveria ter arvores a frente da estátua também.

      Sobre seu comentário:

      “E a respeito dela ser invocada sentada e depois tá em pé eu não notei necessidade de criticar, claro que a estátua se levantaria pra batalhar, pode ver que na imagem que ela se levanta aparece o ‘estrondo’ do impacto do passo à frente dela, que é diferente da ‘fumaça’ de sua invocação que ainda jaze na sua dianteira.”

      Como eu falei antes, é possível entender o que está acontecendo, mas isso não torna a arte boa. Uma arte boa você consegue ver todos os movimentos, e não apenas entender que eles aconteceram. Eu percebi que a estátua levantou e so moveu para frente, mas a arte foi fraca.

      Com exceção dos dois braços principais, todos os outros parecem que foram desenhados por uma criança. Eles não tem profundidade nehuma, não parecem ser uma figura geométrica. Se você ver uma individualmente você perceberá que é uma arte tão ruim que qualquer um conseguiria fazer, mas a quantidade causa impacto e disfarça esse desleixo ou incapacidade de fazer algo realmente bom.

      Como eu falei, eu não disse que a arte é uma merda, apenas falei que foi fraca. Eu sitei apenas os erros mais básicos, se eu fosse listar todos, só Naruto teria 10 páginas. O sombreamente é iniciante, movimentação é quase nula, dinâmica dos quadros é fraca e o autor nunca presta atenção nos detalhes. Ele faz o suficiente apenas para que o leitor entenda o que está acontecendo. O que você gostou do capítulo foi o enredo e criatividade, assim como eu. Se você tivesse pego o capítulo sem saber nada de Naruto e sem ler os diálogos, você não entenderia praticamente nada do que está acontecendo. Uma arte boa não depende de informações de diálogos ou de enredo para que o leitor entenda o que está acontecendo.

      Se eu não tivesse gostado do capítulo ele não estaria em uma posição tão boa. Mas como eu comentei, tem dezenas de desenhistas de shounens que tornariam esse capítulo muito mais emocionante do que ele foi.

  2. A respeito de One Piece essa semana, me decepcionei MUITO, esperava algo mais interessante entre Aokiji e Don Flamingo. Sério, que enrolação, algo incrível pra acontecer, e passar um capítulo quase todo com as piadinhas (boas, mas de praxe), acho que essa semana, Naruto, Bleach e Toriko valeram mais que One Piece.

    • O capítulo 699 não era para ser um capítulo de clímax. Ele é um capítulo que criou o gancho para o inicio do próximo arco, e isso ele fez com muito exito. E as piadas ajudaram ele a subir uma ou duas colocações, não foram a parte mais importante.

  3. Digo que Bleach valeu graças ao shikai de Zaraki. E eu acho a arte de Bleach muito boa! Por que você não acha? O.o Não vê a perfeição que é feita os personagens e as poses.. Sério, coloca One Piece e Toriko no bolso, no bolso não, abaixo do chinelo!

    • O Lucas já foi dormir, amanha eu peço para ele responder para você. Eu poderia fazer um resumo, mas ele vai conseguir explicar bem melhor do que eu.

      Mas vou citar alguns pontos básicos. Bleach tem ótimos designs de personagens, e muita criatividade, mas isso não torna a arte boa, isso mostra que o autor é criativo. O autor peca muito em detalhes, sendo a maioria dos desenhos muito simples. Os cenários são fracos, com muitos erros de angulação, isso na página que o autor os desenha, porque se estiverem ocorrendo alguma luta 95% do tempo temos um fundo preto, branco, ou com estampas de efeito (linhas ou algum barulho escrito de forma gigantesca).

      A arte agrada qualquer leigo ou pessoa acostumada com a arte shounen, devido ao uso no nanquim (preto forte). Porem muitas vezes o uso é exagerado ou até mesmo errado, causando impacto em maioria a leitores com pouca experiência.

      Sua movimentação é péssima, pior que a de Naruto. O autor pula a maior parte da movimentação, mostrando apenas o necessário para entendermos o movimento, e as vezes nem isso fica bem entendido.

      O enquadramento é melhor que o de Naruto, mas é bem pior do que o de OP por exemplo. O sombreamento do autor é péssimo, maioria das sombras estão em locais errados, e muitas vezes elas deveriam ser presentes e o autor as ignora.

      Esse foi um resumo bem rápido, mas para que você entenda melhor eu vou fazer algumas análises iniciantes desse capítulo.

      Na imagem inicial o nariz está desalinhado com os olhos e a boca, e isso é um erro básico. parece insignificantes, mas para alguém que faz mangas a tanto tempo, esse é um erro brutal. O dedão dela está em uma posição tão estranha que eu não consigo dizer se ele está dobrado para fora ou para dentro. Ele deveria estar dobrado para dentro, mas para isso ele teria que ter três justas ou estar saindo do centro da mão. A manga está horrível, não dando para distinguir quando acaba a manga e quando começa a roupa. Não importa o quão escuro seja a roupa, isso deveria ser visível.

      http://centraldemangas.com.br/online/Bleach/527#2

      Página 1: fundo branco, poucos detalhes e sombreamento horrível. A sombra do pescoço dele parece uma barba pontuda e a dos olhos está tão escura que não da para ver nada alem de um borrão preto.

      http://centraldemangas.com.br/online/Bleach/527#2

      Página 2: A movimentação foi tão ruim que eu nem tinha percebido que ele arremessou a espada, só percebi após analisar a página. A espada tinha atravessado a Unohana mas o quimono não tem nenhum furo e nenhuma mancha de sangue. Não dá para perceber quando acaba o cabelo e quando começa a manga do Kenpachi e da Unohana.

      http://centraldemangas.com.br/online/Bleach/527#3

      Página 4: péssimos detalhes e erros básicos. Péssimo sombreamento, a Unohana está mal desenhada, expressão exagerada, dentes desproporcionais. Os detalhes são tão ruins que nem podemos diferenciar um dente de outro.

      http://centraldemangas.com.br/online/Bleach/527#5

      Isso foi só erros que vi olhando as primeiras páginas. Novamente, uma arte ruim pode agradar, mas isso não a torna boa. Você deve gostar mais do estilo da arte de Bleach, mas tecnicamente a de Naruto é melhor, e a de OP é melhor que ambos, por uma grande vantagem.

      • Mr.César os link da central de mangás estão quebrados,quando tu coloca a imagem deles em JPG vai para o site,manda a imagem com o link do leitor mesmo,o link da imagem não dá!! dá apenas para pessoa que entro no link.

      • Cara, eu vou ser bem direto com você. Você prefere o estilo do Kubo, mas isso não torna a arte melhor. O traço te agrada, fique com isso, mas tecnicamente ele é muito raso, inclusive em todas as imagens que você mandou.

        Para você ter ideia, o Inoue, um dos melhores artistas de mangás que já viveu elogiou a arte de One Piece, e ele já fez piada com a arte do Kubo. Vou postar abaixo alguns comentários meus e do Lucas sobre a arte de Naruto e de OP. Não vou fazer o mesmo com a arte de Bleach porque você é obviamente um fan da obra, e não importe o que eu falar você vai continuar achando ela ótima.

      • E quer defender a arte de Naruto, vou usar apenas um capítulo como exemplo. O primeiro capítulo que veio em minha mente foi o 595. Vamos citar os erros de arte do capítulo.

        Primeiramente não é possível distinguir se as pedras estão caindo ou se elas estão flutuando. Na maioria das páginas do capítulo o autor evita desenhar os fundos e apenas coloca as pedras no fundo ou uma série de estampas. Exemplos:

        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#4
        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#5
        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#6

        O último quadro da página seis está muito confuso e falha com a continuidade do golpe. Inicialmente ele era um golpe reto e nesse quadro ele está curvo. E na página seguinte o golpe está reto novamente. E ele continua sem desenhar os fundos.

        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#6
        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#7

        A movimentação da página abaixo é simplória até mesmo se comparada com outras lutas do manga

        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#8

        As páginas seguintes continuam com movimentações simplórias onde você entende o que está acontecendo mas o autor utiliza a menor quantidade de movimentos possível.

        As duas páginas seguintes são a gota d’água. A kunai do Kakashi atravessa a cabeça no Tobi e no quadro seguinte ele chuta a kunai como se ela estivesse próximo de seus pés. É óbvio que a angulação dessa página está completamente errada.

        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#17

        E para completar a ultima página tem alguns erros. O braço do Naruto entorta após atravessar a cabeça do Tobi. O Naruto o Kakashi estavam no ar e no quadro seguinte os dois mais o Gai estão lado a lado em uma pedra. E no inicio da página o Tobi está de frente para os protagonistas, e do nada ele está de costas e faz um giro dramático.

        Esses foram os erros de apenas um capítulo. Você comentou que Naruto erá ótimo quando comparado com batlle-shounen semanais. Você deve conhecer Onepunch-men, que é infinitamente superior em arte.

      • E vou adicionar mais um detalhe ao meu comentário sobre arte. Eles afirmam o tempo todo que a arte de Naruto é superior a de One Piece. Eu já analisei o capítulo de mesmo número de OP, para não dizerem que eu escolhi a dedo.

        Minha análise do capítulo 595 de OP:

        Coincidentemente o capítulo começa com uma página colorida. Então eu vou comparar as duas.

        A página de Naruto foca o rosto dos personagens apenas, peca em detalhes e evita desenhar o cenário em cinco dos seis quadros. Como já comentado antes as pedras estão estáticas, não dando para entender se elas estão caindo ou flutuando. A coloração está com uma cor péssima e sem vida, temos muitas linhas mal desenhadas principalmente no 10 caldas e o sombreamento é de nível iniciantes, onde o desenhista faz várias linhas grossas e escurece algumas partes do personagem. Sem contar que a posição das sombras se contradizem, é como se houvesse várias fontes de iluminação. Para agravar ainda mais o problema das sombras, no última quadro o Tobi não tem sombra, o chão está perfeitamente iluminado. E nesse mesmo quadro o pé esquerdo do Tobi parece estar entrando dentro do chão. E não adianta dizer que é a técnica dele porque o outro pé está estável.

        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#1

        Agora vamos para a página seguinte. O autor faz um cenário completamente branco, nem se da ao trabalho de desenhar.Pelo menos o rosto dos personagens está bem desenhados.

        http://centraldemangas.com.br/online/Naruto/595#2

        A página colorida de OP é dezenas de vezes superior. A coloração é infinitamente superior. O cenário tem diversas cores divididas de forma harmônica, O sombreamento é realmente um sombreamento, e não apenas linhas pretas e uma mascara escura por cima. Ele tem suas falhas, aparentemente a imagem tem duas fontes de iluminação, mas tecnicamente o sombreamento é muito superior. Todos os personagens estão bem desenhados detalhados.O distribuição dos personagens está ótima e todos os personagens estão demonstrando suas personalidades através de suas expressões faciais. E a imagens tem diversos detalhes interessantes, como as mãos, roupas e desenhos feitos a caneta nos personagens.

        Mas eu ainda tenho três reclamações. As pernas do Cavera estão mal desenhadas, faltam sombras no tapete com o símbolo da bandeira deles, e a pernas da Nami estão em uma angulação que não bate com os quadris.

        Na primeira página temos alguns artifícios bem trabalhados.A espada do Law invade os quadro próximos dando enfáse ao personagem. As nuvens e o mar estão muito simples, mas ele não ignorou o cenário, Todos os quadros da página tem tamanhos e posições diferentes tornando a leitura bem agradável e novamente dando enfase ao Law. E o autor muda a coloração do personagem para melhorar a expressividade do personagem. Isso não ocorre nenhuma vez em todo o capítulo de Naruto. E para finalizar todos os quadros tem ângulos de perspectiva diferentes, algo que não é difícil de fazer se os personagens não estiverem em movimentação.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#3

        A página seguinte falha em sombreamento, mas todos os quadro tem cenário e novamente ele utiliza de forma correta os artifícios de posicionamento de quadros e invasão. No primeiro quadro ele divide em um grande e um pequeno, mas um é a continuação do outro. Ele faz isso para manter a dinâmica visual. O primeiro quadro não está detalhado, para ele uso tonalidades diferentes para dar profundidade ao cenário. No quadro final ele peca um pouco, o dinossauro está bem simples e de fundo ele coloca apenas a neve.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#4

        Ele continua utilizando os mesmo artifícios por várias páginas, dando enfoque individual para vários personagens e mantem uma ótima dinâmica de quadros. Nunca repedindo o tamanho e formato de um quadro na mesma página. Isso fica bem claro na página dupla.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#5
        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#6

        Nas duas páginas seguintes ele continua mudando a tonalidade dos personagens mais próximos para manter a profundidade, mas ele não desenha o cenário nos quadros finais. E o sombreamento foi bem ruim, parecido com a página colorida de Naruto onde o autor faz várias linhas grossas para simular o sombreamento.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#7
        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#8

        Na próxima página ele desenha todos os cenários dos quadros e todos são diferentes, mostrando a troca de narrativa. Novamente o personagem está em destaque de forma eficiente e a dinâmica dos quadros está ótima.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#9

        Na seguinte ele continua dando profundidade através das mudança de tonalidade, adiciona mais um cenário e mantem a dinâmica. Mas tem alguns problemas, os pelos e penas estão mal desenhados e a movimentação entre o segundo e o terceiro quadro foi péssima.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#10

        A página seguinte é uma das melhores até agora. Primeira quadro foi simples e bem desenhado. O autor deu enfoque para todos os personagens que deveriam ter presença forte, mas como o Chopper ele faz o contrário. Ele acaba sendo ofuscado pelos personagens a sua volta mostrando que o personagem não tem uma presença forte como os anteriores.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#11

        A página seguinte é melhor ainda. Temos dois cenários desenhados com ótimos detalhes e uma profundidade perfeita.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#12

        Na seguinte nós temos uma boa mudança de perspectiva. No quadro inicial temos um close do personagem e no seguinte temos uma perspectiva que mostra o quanto ele é “inferior” se comparado com os livros a sua volta. O resto da página são cenas de capítulos anteriores.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#13

        Na página seguinte o autor evida desenhar o cenário em alguns quadros. Mas no fim ele desenha novamente a arvore que eu elogiei no capítulo anterior. E se comparar as duas dá para perceber que ele não foto colou, ele a desenhou novamente e aperfeiçoou os detalhes.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#14

        A página 15 é a pior até agora. O primeiro quadro está simples de mais. O terceiro tem ótimos detalhes mas o quadro final peca em detalhes.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#15

        Nas páginas seguinte temos alguns detalhes interessantes. O autor continua com a dinámica de quadros e o Sanji tem oito expressões faciais totalmente distintas que são acompanhadas com uma mudança de tonalidade equivalente. Mas o autor evitou os cenários.e usou estampas demais.

        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#16
        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#17
        http://centraldemangas.com.br/online/One%20Piece/595#18

        O capítulo de One Piece teve uma coloração melhor, usou vários artifícios técnicos como a invasão de quadro e a dinâmica. Ele não fez erros brutais de movimentação, usa um número muito maior de expressões faciais.

        E a diferença mais importante. Ele trabalha muito melhor com a profundidade e os cenários.

        Vocês ainda acham que a arte de OP é pior que a de Naruto. É óbvio que Naruto tem capítulos bem desenhados e OP também tem capítulos mal desenhados. Mas na maior parte do tempo OP tem uma técnica superior,

      • E esse foi o comentário do Lucas, que entende bem mais de arte do que eu:

        [EMD] Lucas disse:
        fevereiro 22, 2013 às 5:07 pm (Editar)
        Bem eu não queria entrar na discussão, sinceramente porque eu não ganho nada com isso, afinal de que vale um profissional discutir com um leigo, existem diversos pontos que você nunca saberá argumentar, já que diversas coisas você só consegue saber desenhando, mas sinceramente muita besteira já foi falada aqui, e espero pelo menos que vocês aceitem o meu ponto, afinal como já falei, você pode gostar da arte de Naruto, mas também é necessário que você entenda que existem opiniões diferentes da sua, e eu como desenhista não aceito determinadas falhas, ou ainda pior, um caso claro de desleixo do artista.

        Primeiramente os pontos em que você defendeu a arte, e disse que eu estava equivocado a criticar.
        O enquadramento simplório: Primeiro vamos esclarecer uma coisa, enquadramento simplório é diferente de quadros simples. O enquadramento diz respeito a como todos os quadros funcionam para a cena, e sua montagem em um conceito geral, e isso não pode ser analisando somente pensando em uma página, e na forma dos quadros. A página que você postou
        http://mangas.xpg.com.br/leitor/2446/Naruto/384-Irmao-x-Irmao/StrawHatScans#15
        Mostra Três quadros totalmente sem sentido, afinal a sena busca dar ênfase a ação, e se você quer dar ênfase à mesma cena, deve-se igualar o tamanho dos quadros, para que todos os quadros tenham a mesma proporção e mesma importância, outro erro também é a angulação desses quadros, nesse tipo de montagem deve se fazer com que o ângulo de cada quadro indique para o próximo, para induzir o olhar do leitor, mas nessa página temos ângulos aleatórios, o primeiro apontado paro o alto, e o segundo angulado de forma contrária ao ultimo quadro, quadro que deveria seguir a sequência do quadro anterior, e acho que eu nem preciso citar o fato de o Itachi estar em um ângulo contrário ao do banco, no ultimo quadro, ou ter os pés invertidos no segundo quadro, além disso, acho uma falha o autor repetir a mesma cena para dar ênfase a uma ação, o ideal seria dar impacto em um quadro, e dar continuidade a cena, adicionando fluidez ao movimento, o que só prova que ele não consegue fazer uma cena pela arte, simplesmente aumentando sua importância pelo valor que ela tem para o enredo. E se não achar suficiente, posso fazer uma análise mais detalhada desta mesma página.

        E sim esse tipo de montagem é bem característica do Kishimoto, assim como da maioria dos desenhistas, afinal essa técnica é das mais básicas, mas no caso do Kishimoto, ao que me parece é uma característica dele, errar 90% das vezes em que ele usa desse recurso.

        E sobre as falhas que eu citei, podemos ver várias delas nessa página que você mesmo mandou.
        http://mangas.xpg.com.br/leitor/37568/Naruto/595-Rachadura/scansPROJECT#10
        Logo no primeiro quadro temos um erro na angulação, auxiliados pelo sentido das pedras e pela delimitação do quadro, pode-se traçar o ponto de fuga logo abaixo do braço do Tobi, Tobi que deveria estar a frente desse ponto, afinal ele que é o centro da ação, mas não está, e o Gai que deveria estar na direção do Tobi, apesar de estar angulado de forma correta, foi feito em um tamanhão exagerado e ultrapassa a delimitação da perspectiva, e mais uma coisa, se o Naruto é o personagem mais próximo, de acordo com o ângulo da cena ele deveria também estar angulado, assim tendo sua base maior em proporção do que o resto do corpo, mas isso não contece. Bem não vou me alongar nessa página, então vamos direto para o quarto quadro, onde temos mais dos erros que citei, primeiro o pulo para esse movimento, devido a economia de movimentos (preguiça de desenhar), que fazem com que não se entenda o movimento, apesar de você saber o que aconteceu, porque esse é o ponto da boa movimentação, conseguir formar todo o movimento, e não somente saber o que aconteceu, mas falando do quadro, o principal erro, o fato de o braço esquerdo do Gai, o braço mais distante, ser maior que o braço mais próximo, mostrando a falha na forma e na anatomia do personagem.

        Acho que isso já é o bastante. Você me criticou por ser genérico, mas o que eu fiz foi citar os erros frequentes do manga, ou você quer que eu análise todas as páginas de todos os capítulos de Naruto. Sério vocês mesmo falaram que não se pode julgar a arte, por algumas páginas, ou por um capitulo em si, então eu fiz uma análise da obra como um todo.
        Agora vou falar sobre a principal besteira que eu li, arte shounem, arte seinen, arte shoujo, entre outros. E isso não é só por parte de vocês do fórum, mas do pessoal do EMD também. Não existe isso de arte shounem, e arte seinem, só existe o desenho, cada desenhista tem seu próprio estilo, um exemplo claro disso é o Inoue, que com sua arte fez um shounem de esporte, e um seinem histórico (só para constar, eu não estou comparando com Naruto) ambos com o mesmo estilo de desenho, só que feito de formas diferentes. Dizer que Naruto tem uma boa arte por ser um BS semanal, não justifica nada, eu nunca julguei uma arte por seu estilo ou periodicidade, em sim por sua qualidade como um todo independente de fatores externos, Naruto falha no uso de técnicas básicas de desenho, sem motivo, simplesmente por falta de habilidade, ou desleixo do autor, e dizer que ele não tem tempo não é desculpa, nenhum desenhista trabalha com um prazo justo, sendo que se demora em média um dia para se desenhar uma página, por isso que existem os assistentes para os mangakas, e as funções são divididas no desenho de comics, simplesmente porque é impossível desenhar no prazo exigido pelas editoras, eu mesmo tenho a ajuda de um amigo na colorização e arte-finalização dos meus desenhos.

        A mágica do desenho está na liberdade que ele da ao artista, para criar e ser ele mesmo com seu desenho, e é isso que me faz desenhar todo o dia, é isso que faz com que eu me esforce e busque melhorara sempre, para que não só eu me sinta bem com meus desenhos, mas que para todos que verem eles, possam ter esse sentimento incrível que é apreciar a arte, e é por isso que eu critico artistas como o Kishimoto, que não se esforçam, que não buscam melhorar, e fazem o básico só por obrigação, mostrando um desrespeito muito grande para com seus fãs, e é por isso e por todos os outros motivos que já citei, que eu considero a arte de Naruto fraca.

  4. Boa tarde Estupratom,

    Só uma pequena curiosidade,
    acho Beelzebub uma obra bem engraçada, msm tendo um enredo um pouco fraco… vc nunca pensou em adciona-la ao ranking?

    • Olhe meus ranks anteriores que você vai ver. Temos três membros no grupo que são fans de HQ’s também. Eu sou especializado em mangas, mas leio HQ’s periodicamente, o Lucas é desenhista de HQ’S, e o João é um membro do grupo especializado em comics. Ele participa da review de The Boys, que é uma HQ, e participou da review de Watchmen que vai sair em breve.

      Aqui está uma das nossas reviews de HQ:

      https://ecchimustdie.wordpress.com/2013/01/27/hq-review-the-boys/

      • Eu pretendo fazer, mas ainda vai demorar. O Lucas não gosta de baixar comics licenciandos no Brasil, ele está comprando e nem pretende ler na internet.

        Eu já pensei em colocar no meu ranking semanal, mas eu acabaria dando spoilers para muitos que assistem a série, mas saiba que eu adoro o HQ de Walking Dead.

        • Cara, eu acompanho ambos. Já vi todos os episódios e todos os capítulos da HQ. Tem spoiler, só saber que personagem X morreu eu não morreu no comics já vai mudar as expectativas de alguém que assiste a série.

          Vou deixar bem claro, eu não vou colocar qalking dead na ranking, mas a HQ terá uma review no futuro.

        • Muito grande para o ranking semanal. Pretendo colocar no ranking obras completas (colocar após ler tudo), ou colocar capítulos de obras curtas.

          Ao contrário dos mangas, temos muito desenvolvimento em um capítulo de HQ, tornando o texto complicado e longo. Eu fiz isso com Nórdicos e tenho feito com Crossed. Mas após terminar Crossed eu só vou colocar obras completas dando minha visão geral da obra ou obras pequenas.

          O problema de colocar uma obra completa é que a comparação fica muito injusta. é impossível eu comparar qualquer capítulo de manga com um comics completo que tem 14 capítulos por exemplo.

          Outra alternativa que tenho é falar de sequências de capítulos (cinco por exemplo), sem contar o que aconteceu, apenas falando por cima a minha opinião. Estou pensando em fazer isso com Y The Last Man e ver como que o pessoal vai reagir.

          O maior problema é que eu tenho muito pouco feedback sobre as HQ’s que coloco no ranking, então eu não sei como eles preferem que eu aja.

      • Watchmen é muito bom,provavelmente o cast vai ter umas 3 horas tamanha a complexidade do baguio, um dia quem sabe vcs podiam fazer um Desmascarando Alan Moore.

        • O cast não ficou tão grande. Ele não tem muita complexidade porque o autor tem uma continuidade impecável.

          E pretendemos fazer um Desmascarando Alan Moore, mas ainda vai demorar.

  5. A respeito de Bleach eu acredito que o semi-negro lá fala do Ichigo ter lutado sem sido aceito pela Asauchi, foi logo após ele receber os poderes de shinigami denovo, porque quando ele aprende o Getsuga Tensho Final a Zangetsu fica triste dizendo que ele quer proteger o Ichigo e ele perderia todos os poderes de shinigami, eu entendi que ele perdeu o contato com a Zangetsu após perder seus poderes, e quando ele recebe novamente ele ja usa a bankai e mesmo após isso não apareceu nenhum diálogo entre ele e a Zangetsu. E sobre o Rei Quincy lá eu acredito que quando ele fala meu filho, ele se refere ao Ichigo ser quincy e não a ser realmente filho dele.

    • E o que Kubo também tenta mostrar, desde muitos capítulos, que a Zangetsu não é uma zampakutou comum, afinal os Quincys não conseguem roubá-la, além de normalmente ela está sempre em modo shikai.

  6. Muito bom, concordo com as posições e estou ansioso pelo próximo ranking.

    A respeito do pódio, você poderia colocar o personagem que mais evoluiu ou que mais cresceu durante a semana também.

  7. Me interessei por World Trigger, eu estava ignorando esses lançamentos da Jump mas pretendo dar uma olhada. Tenho que ler Molester man também, mesmo autor de Kurosawa e já está no top 7 do MAL O.o

    E a partir desse momento, Dorohedoro começa a ficar realmente foda🙂

    • “E a partir desse momento, Dorohedoro começa a ficar realmente foda”

      Ah! Agora tudo faz sentido! Concordo com você que melhora a partir daí. “Realmente foda” já não sei, pois só li até o volume 13, mas sinceramente, antes disso para mim estava só “OK”. Eu continuava lendo pelo mistérios, pela curiosidade, mas depois disso o manga melhorou sim.

      • Dropou?😦
        Eu acho que a partir desse ponto Dororhedoro começa a ser um mangá sério. Acho que antes o mangá era mais pela comédia e os personagens, e acho que se saiu muito bem nisso.
        E claro que eu provavelmente me surpreendi mais que vocês quando li essa parte por isso, tente imaginar um capitulo desses em Assassination Classroom(Ia estragar o mangá mas é só um exemplo né).
        Pra mim Dorohedoro se saiu muito bem nessas duas partes(Outro ponto forte é a forma como todos os personagens e acontecimentos no mangá acaba sendo importantes em algum ponto, além das várias auto-referência).

        Não aguento vocês falando que a arte é fraca, achei tão foda quando li.

      • Não não… Não dropei e nem pretendo, porque o mistério é bem interessante, mas me cansou um pouco.
        Agora, existe uma grande diferença no que citou. Arte “boa”, pode ser considerada assim simplesmente quando funciona para uma obra. Ex: A arte de Shingeki no Kyojin é boa para a obra, pois funciona bem para o enredo que ela apresenta. “Faz sentido.”
        Mas uma arte “bem feita”, vai além do “funcionar para a obra”. Ela é bem detalhada, correta em anatomias, clara e fácil de se compreender, e afins.
        A arte de Dorohedoro pode até ser “boa” para algumas pessoas, que faz sentido para a obra, bem escura, tensa e que melhora a interpretação do leitor em certos casos, PORÉM, é uma arte tão suja, mas tão suja, que é como se a autora tenta esconder os próprios erros com rabiscos. Vários rabiscos e borrões se transformam em “detalhes” para os leigos, mas a verdade é: fica difícil para distinguirmos objetos a todo o momento em Dorohedoro, e principalmente para distinguirmos movimentos, já que todos do manga são completamente irrealistas, surreais, com anatomias quebradas (pernas quebradas em todos os “movimentos de capoeira” que a Mikado faz) e feitos em uma montagem de quadros que não ajuda na movimentação dos personagens, nas lutas e fora delas.

      • Hmm, pra mim o principal da conclusão é que para uma arte ser boa ela tem que combinar com a obra.
        Até concordo com esse ponto de vista, apesar de cair no que você falou sobre a diferença entre arte “boa” e “bem feita”. Mas também manjo nada do assunto ‘-‘

        Enfim, flw, até a próxima… Ou seja, no cast de Drifters… Exceto que o Hirano tenha feito algo além de Hellsing e Drifters, claro.

    • O “só li até o volume 13” me fez pensar na possibilidade, enfim, pode ir lendo que só melhora(Pelo menos até agora).

      Hmmm, tentarei ler com esses detalhes em mente, ver se noto algo diferente. Me pareceu normal quando li. E aqueles rabiscos combinam muito bem com a obra(Tive que olhar um monte de pagina pra me convencer de que aquilo não era detalhe).
      Parece que as criticas quanto a arte são bem mais leves do que eu imaginava.

      Falando em arte, acabou de sair um Mangá² sobre traço, percebi que eles tem uma opinião totalmente diferente de vocês. Vide a frase “O traço de Dorohedoro é um Nihei melhorado”, lol.

      • A diferença é “sabedoria”, neste caso. Eles mesmos nos comentários disseram que não entendem do assunto.
        Aquele podcast foi feito basicamente para mostrar que “pessoas tem interpretações diferentes”, e isso foi confirmado por eles.
        Foi um cast inútil em minha opinião, sendo bem sincero, porque o maior objetivo dele (citado acima) é algo bem óbvio para qualquer pessoa que pense um pouco e não seja completamente “mente fechada”.

  8. Estupra, uma dúvida que eu tive após eu ler o seu ranking do One Piece, o den den mushi que aparece no final do capítulo é o personalizado do Law, isso não com que seja a ligação obrigatoriamente do próprio Law?

  9. Eu considero os personagens de One Piece bizarros, com proporções ruins, isso não deveria agradar olhos de leitores tão exigentes como vocês..
    Já cansei de ver bizarrices em One Piece, principalmente antigamente.
    Na obra Bakuman os autores fazem muita alusão ao Kishimoto, Oda, Kubo e Toriama, e eles são profissionais de fato, o que mostra que somos muito, muito mais leigos quando dizemos que entendemos do assunto. Eu também desenho, porém, desenho mangá e muito bem. E o que atrai de fato as pessoas é os personagens serem ‘bonitos’, coisa que não acontece em One Piece.
    E no que diz respeito a coloração ‘viva’, é simples, isso vai de quem edita, as tintas utilizadas pelos autores são as mesmas.
    Muitos mangakás super famosos já elogiaram Kishimoto, como o Tagashi sensei e a Dupla de Bakuman (Obata e Ohba), como eu já disse antes. Então isso é muito uma questão de gosto a ”tara” por cenários, que particularmente eu não tenho muita, valorizo muito mais os personagens em sí, que como já disse antes os de One Piece tem bizarrices, quando Luffy ou algum outro ri, seus olhos e seu nariz cabem tranquilamente em sua boca. Gosto muito da trama, mas demorei a me acostumar.
    Não sei se vocês já viram o ‘debate’ entre Oda e Kishimoto, onde comentam que Kishimoto usa muito mais técnicas de design que Oda.

    • O Lucas vai fazer uma resposta para você, mas eu vou ser direto e grosso, porque essas discussões estão me cansando.

      “Eu considero os personagens de One Piece bizarros” A arte não é seu estilo, isso não quer dizer que só pq a arte de Bleach te agrada mais que a de OP ela é tecnicamente pior.

      Não se baseie por um manga. Bakuman tem muitas informações uteis, mas ele é uma obra da JUMP, e nunca ele iria falar mal de suas principais obras.

      Me desculpe, mas pelo seu entendimento de manga eu posso garantir que você não desenha muito bem. O Kubo, seu “ídolo sensei” não desenha muito bem, sua arte é mediana.

      Todos os mangakas que você listou que elogiaram Bleach são da Jump. E só para avisar que a arte do Togashi é horrível na maior parte do tempo.

      Agora a maior merda que saiu do seu comentário:

      .”Então isso é muito uma questão de gosto a ”tara” por cenários, que particularmente eu não tenho muita, valorizo muito mais os personagens em sí, que como já disse antes os de One Piece tem bizarrices, quando Luffy ou algum outro ri, seus olhos e seu nariz cabem tranquilamente em sua boca.”

      Como exatamente eu falei, VOCÊ FAN DE KUBO gosta do ESTILO dele. Uma obra pode ser bizarra ao infinito, mas isso não quer dizer que a arte não é boa tecnicamente. Você não gosta do estilo do Oda, e adora o estilo do Kubo. Todo o seu “entendimento” é gosto pessoal, e não utiliza de nenhum argumento técnico. Boas movimentações e cenário são técnicas básicas para um autor ser considerado bom, e não tara pessoal.

      Por favor, pare de comentar dizendo que o que você gosta é “FODA E SUPERIOR”, e o que não é seu estilo é “INFERIOR E BIZARRO”.

      Melhor ainda, simplesmente pare de comentar.

      • Nunca expus minhas opiniões como verdades universais, só deixei claro meu gosto, acredito que existem muitos outros que concordam comigo. E não entendi sua irritação toda por conta desse assunto, continuo gostando de bleach e de One Piece também, nunca quis mudar sua opinião sobre nenhum mangá, mas quem começou falando que o Kubo era ruim foi você, nunca disse que o Oda desenhava mal, só falei que EU ACHO melhor que a de One Piece. Portanto, mais uma vez comprovado que guerra de opiniões não tem rendições, ou seja, ninguém se converte a outra opinião facilmente.

        NARUTO tem erros, mas o mangá tem um enredo incrível, BLEACH tem seus erros, mas muitos querem saber como vai acabar, ONE PIECE também queremos ver no que essa aliança vai dar.

        E acredito que exatamente como você ressaltou de meu gosto por Bleach, acredito que seja o seu por One Piece, mesmo que tenha muitas ‘falhas’ você vai continuar gostando.

        Não entendi todo esse stress, achei que a conversa estava num debate comum, mas ok.

      • Honestamente, seu comentário insinua que o Kubo é melhor, e não que é apenas a sua opinião. Você usa frases de mangas, e de outros artistas da mesma revista para dizer que não entendemos do assinto. Você induz que o Lucas não entende do assunto, mesmo sendo um desenhista profissional, e induz que você está com razão porque você “desenha muito bem”.

        Fala coisas imbecis como “tara por cenários”, e designe dos personagens para indicar boa arte. E novamente fala besteiras nesse seu comentário, como falar dos enredos de Naruto e Bleach, sendo que o enredo não interfere em nada em uma discussão sobre a qualidade da arte de um manga.

        E para cagar de vês o seu comentário você deduz que gostamos da arte de OP porque gostamos do manga, mas o Lucas detesta One Piece.

        Analisar a arte de uma manga independe do seu gosto sobre a obra. Qualquer arte pode agradar pessoas, mas isso não a torna BOA, a torna popular.

        Cansamos de pessoas que insistem que uma obra é boa apenas porque são fans do estilo dela. Desculpe se eu fui mal educado, mas eu tive uma discussão de mais de 10 páginas com fans de Naruto, e estou sem paciência para ficar falando educadamente com fans de obras específicas da Jump;

    • César basicamente o que você disse, é que o estilo de One Piece não te agrada, os personagens de One Piece são “bizarros” porque esse é o estilo do autor, estilo que não te agrada, inclusive esse estilo também não me agrada, mas eu tenho de admitir quando algo é bem feito, e sim One Piece é bem feito. Agora sobre o resto de seu comentário.

      “e eles são profissionais de fato, o que mostra que somos muito, muito mais leigos quando dizemos que entendemos do assunto”

      Bem César você até pode ser um leigo, mas eu não, sou desenhista profissional, trabalho como ilustrador e desenho comics, aliás você já leu meu páginas do mês? Se leu você acha mesmo que sou um leigo?

      “Eu também desenho, porém, desenho mangá e muito bem”

      Primeiro, humildade ta faltando para você, segundo, um bom desenhista não se acha um bom desenhista, ele procura melhorar e evoluir sempre, nunca achando que seus desenhos estão bons o bastante, e não precisa dizer que é um desenhista para embasar seus comentários, ele usa de seu conhecimento(que aparentemente você não possui)para argumentar. E sério você acha que desenha bem? Quem te disse isso, sua mãe? Um artista sem estilo próprio, e que em seus desenhos copia o estilo de outro artista, não passa de um copista mediocre.

      “E o que atrai de fato as pessoas é os personagens serem ‘bonitos’, coisa que não acontece em One Piece”

      Não são bonitos para você, mas é para a maioria das pessoas, sendo que One Piece é o mangá mais vendido do mundo.

      “E no que diz respeito a coloração ‘viva’, é simples, isso vai de quem edita, as tintas utilizadas pelos autores são as mesmas”

      Se você realmente entendesse do assunto, saberia que existem diversos tipos de tintas, com uma enorme variação de tons e textura, que podem ser usadas de diversas maneiras pelos artistas, mas como você saberia disso, você só sabe copiar o que o Kubo faz.

      “Então isso é muito uma questão de gosto a ”tara” por cenários, que particularmente eu não tenho muita, valorizo muito mais os personagens em si, que como já disse antes os de One Piece tem bizarrices, quando Luffy ou algum outro ri, seus olhos e seu nariz cabem tranquilamente em sua boca.”

      Uma coisa, se você valoriza mais os personagens do que seus cenários, isso mostra que você tem uma visão extremamente limitada, ignorando o cenário você ignora uma das coisas mais difíceis de se fazer ao desenhar, que é fazer com que os personagens interajam com o cenário, mas isso também não importa para você afinal o Kubo quase nunca desenha o cenário. Afinal qual a importância de saber onde os personagens estão, e como eles estão se movimentando?
      E sobre as formas dos personagens, novamente e somente porque você não gosta do estilo do autor, já que as formas dos personagens respeitam completamente seu estilo.

      “Gosto muito da trama, mas demorei a me acostumar.
      Não sei se vocês já viram o ‘debate’ entre Oda e Kishimoto, onde comentam que Kishimoto usa muito mais técnicas de design que Oda.”

      Técnicas de design? Que porra é essa, você quis dizer desenho? Porque se for mesmo design, isso diz respeito somente a criação do cenário, das armas, técnicas e personagens, não sobre o desenho que vemos no manga, a não ser que eles façam seus desenhos no computador, que não é o caso.

      • Essa era a entrevista na qual falam das ‘técnicas’ que soaram como se eu fosse um idiota à você (pelo menos deu a entender isso):
        http://www.bleachforuns.com.br/showthread.php/1086-Oda-X-Kishimoto-Jump-Fest-One-Piece-X-Naruto

        E ” você só sabe copiar o que o Kubo faz” rapaz não julgue, você disse que eu era arrogante e rebateu com uma mais arrogante ainda, somos todos leigos(sim, somos) comparando com os artistas da Jump que estão com uma sério a mais de/a quase uma década.

        E eu sei que não sou fodão, talvez você me ponha no bolso mesmo nos desenhos, mas com um pouco de paciência eu sei que eu consigo fazer algo bom (como já foi debatido, é subjetivo, pra você pode ser que seja lixo).

        SPAM

        Não sou profissional, desenho por Hobby, portanto, pra mim, um leigo, isso é ‘bom’. Mas se você quiser me dar dicas seria bom ;D

      • Sim, e sobre o ‘copista medíocre, sem estilo próprio’, o seu desenho é realmente muito bom, mas é bem batman não, será que só uma pessoa confundiu?

        Não tô pra comprar briga véi, nunca me afirmei melhor que você, até elogiei seu desenho, mas não saia insultando as pessoas, é feio😛

        • A questão é que você usou como base para seus argumentos o fato de desenhar bem, e para rebater isso falei de seu desenho, sei que fui grosso,mas é como o Estupra disse, nós passamos por diversas discussões, sobre esse mesmo assunto, com pessoas que não aceitam opiniões diferentes, e ainda por cima querem falar de um assunto que não entendem, sério eu já estou de saco cheio dessas discussões, e ouvir alguém me chamando de leigo, sendo que eu sou um profissional da área, sério isso me deixou irritado, e qualquer besteira que eu ouço sobre arte, que é uma das coisas mais importantes da minha vida, eu realmente levo isso como uma ofensa.
          E sobre meu desenho, sim ele lembra o Batman, mas é o Iron Fist um dos super-heróis da Marvel, feito com o meu estilo de desenho, não é problema desenhar algo que gosta o problema é copiar o estilo de desenho do autor, eu com certeza já copiei diversos desenhos, mas não faço isso desde meus 11 anos, e desde então venho aprimorando meu próprio estilo, eu poço desenhar o Batman, mas ele será um Batman único, feito com o meu estilo, e sim da para dizer muito sobre a arte de alguém só por um desenho, principalmente se o primeiro desenho que ela te apresenta é uma cópia, se você realmente desenha bem você não teria mandado um desenho, seus argumentos falariam por si só, o que não aconteceu.

      • “se você realmente desenha bem você não teria mandado um desenho”, paradoxo… Você pôs o seu na capa de um post. E eu não tenho nenhum problema em mostrar um desenho meu de ‘primeira’ uma cópia.

        Desenho desde que eu me entendo de gente, sempre gostei de copiar meus ‘heróis’ (na época Goku, Yusuke, Seiya e até o Pica Pau). E digo que hoje meus desenhos são bons, podem melhorar e muito, mas não são merda. E já fiz personagens de um mangá que eu queria fazer, mas depois que surgiu essa de vestibular esse ultimo ano, eu desisti. Se pareceu que eu me exaltei demais, foi erro da minha parte usar expressões erradas.

        Acho que já tá bom dessa conversa. Posso dizer que aprendi bastante com ela a ver mais os defeitos do mangá que muitas vezes passa imperceptível.😛

        • Primeiro que meu comentário foi: se você realmente desenha bem você não teria mandado um desenho, seus argumentos falariam por si só.
          E com isso eu quero dizer que alguém que desenha bem, só com suas palavras e seu conhecimento do assunto podem provar que realmente sabem como desenhar, que foi o que eu fiz por um bom tempo nesse site, tanto que se passaram vários casts, e muitas pessoas nem sabiam que eu desenhava, e mesmo assim nunca discutiram minha analise de arte, inclusive no meu primeiro Páginas do Mês, eu não comento em nenhum momento que eu desenho.
          E se você acompanhasse o site, saberia que antes de colocar um de meus desenhos como capa do meu Melhore Páginas do Mês, eu perguntei em um cast se as pessoas que acompanham o site gostariam que eu colocasse meus desenhos no post, e mais uma coisa, eu não coloco meus desenhos só para mostrar que eu desenho bem, eu não preciso disso, esse já é o meu trabalho, eu coloco os meus desenhos com o intuito de falar sobre algumas técnicas em particular, e de incentivar aqueles que também querem se profissionalizar na área.
          Bem pelo menos alguma coisa você conseguiu aprender com essa discução.

        • Só deixa eu adicionar uma coisa rápida. Existem milhares de pessoas que podem fazer uma página muito bonita, principalmente se for de um personagem sem fundo.

          Tente fazer uma movimentação, que se encaixe bem com um cenário, que tenha angulações e sombreamentos corretos. Isso é apenas o inicio para se tornar bom em desenho. Você pode se considerar bom comparado com os alunos da sua sala, mas não comparado com a técnica básica de desenho.

  10. Estupratom, eu disse “você vai continuar gostando”, não vocês..😀
    E definitivamente, arte é algo muito subjetivo, vai do gosto, isso aprendemos na escola, portanto, como eu disse antes, eu estou no público alvo de Kubo, pelo menos por enquanto.
    Você esculachou Naruto na postagem, não entendi por que ficou tão puto quando comentei sobre minha opinião a cerca de mangás..

    • Não me incomodo nenhum pouco com sua opinião. Eu mesmo gosto de artes que são tecnicamente ruins, como a de Parasyte. Gostar de uma arte é totalmente pessoal e subjetivo, conheço pessoas que não gostam da arte de Vagabound, que é a melhor arte em todos os mangas.

      Mas qualidade técnica de um arte não é subjetiva. Quando eu falo que uma arte tem erros técnicos eu não estou dando minha opinião pessoal, eu estou dando um fato. Não sou um imbecil qualquer que afirmar coisas devido a gosto pessoal, eu li mais de 5 mil volumes de mangas, mais de 50 comics e dezenas de livros.

      Não estou falando que eu não gosto da arte, estou falando que ela é tecnicamente ruim, e isso é algo que eu estou afirmando porque eu entendo do assunto. E o Lucas que entendo MUITO mais do que qualquer um que já comentou nesse site, incluindo a mim, afirma que a arte tem problemas técnicos sérios e sabe argumentar e explicar todos eles. Mas não podemos ficar dedicando nosso tempo para explicar isso para fans que não querem aceitar a verdade.

      Cansei de ver pessoas falando que eu estou falando merda apenas porque elas GOSTAM da arte de obra X, sem ter verdadeiro conhecimento do assunto, sem usar argumentos corretos e muitas vezes sem usar argumentos.

      Novamente, eu peço desculpas pela minha irritação, mas eu não aguento mais discutir de arte com leigos que acham que sabem mais do assunto do que eu e o Lucas. Quando eu afirmo um ponto TÉCNICO, seja de arte, enredo ou desenvolvimento, eu estou dando um fato, e não uma gosto pessoal.

      ps: eu não gosto do design dos personagens de OP. Eu gosto da dinâmica de quadros, enquadramento e do uso constante de cenários de diversos tipos. Todos pontos técnicos.

      • Boa!😀
        Realmente, Vagabond é incrível na arte. Battle Royale também, você acha?
        Mas é um estilo diferente.. Fairy Tail por exemplo tem uma arte tecnicamente boa, mas eu não o aprecio tanto quanto os da Jump e Full Metal (que é da Magazine também).

        • “Realmente, Vagabond é incrível na arte. Battle Royale também, você acha?
          Mas é um estilo diferente.. Fairy Tail por exemplo tem uma arte tecnicamente boa”

          Não, não e não. Simplesmente não. NÃO! Battle Royale não tem uma arte “incrível”, e Fairy Tail não tem, de maneira alguma, uma arte “tecnicamente boa”. Tudo bem você falar dos seus gostos. Eu estava me mantendo fora dessa discussão sem sentido, porque alguém que argumenta que uma arte é boa demonstrando imagens dela, não sabendo nem citar o porquê de ela ser boa, e que se auto-denomina “desenhista”, não merece o meu respeito. Agora, se auto-denominar desenhista e ao mesmo tempo dizer que a arte de Fairy Tail é boa “tecnicamente” falando, por favor amigo, pare de cuspir merda pela boca e saia daqui. Sinceramente, já deu pra perceber que você não entende absolutamente nada de “técnica” de desenho, e muito menos de crítica em si, porque não utilizou um único argumento plausível até então, e ainda cuspiu a maior trolha de todas quando falou que Naruto tem um “enredo incrível”.

          O que deu para perceber com seus comentários são os seguintes pontos:
          Você é uma jovem criança sem conhecimento no assunto, ou pelo menos fala, TENTA argumentar (mas não consegue), pensa, escreve e tem o gosto de uma.
          Você provavelmente não conhece muitas obras, e mesmo se conhecer, não tem visão crítica alguma e acaba indo pelo que gosta e pronto.
          E para completar, mesmo sendo um “desenhista” não sabe criticar artes.

          Por isso repito o que o Estupratom comentou: simplesmente pare de comentar.

      • Vou ser bem direto com você.

        Alguém fala que Crepúsculo é um livro fantástico com uma narrativa impressionante e ótimos diálogos. Fala que Harry Potter tem narrativas de combate incríveis e por fim fala que Agatha Christie é pior que ambos porque os detalhes exagerados das cenas de crimes não agradam. Em seguida essa pessoa fala que é um escritor, e que escreve muito bem. Qual é a sua conclusão?

        O seu caso foi o mesmo.

  11. Já que você é tão foda Trilles, entende tanto, por que não é um editor da Jump ou não vira multi milionário com seu conhecimento invejável a respeito do assunto?

    E pra mim, o enredo de Naruto é bom sim, conseguir a paz no mundo, um quer de uma maneira outro quer de outra, isso é interessante.

    Pra um mangá antigo, Battle Royle se sobressai sim, principalmente nas cenas de ‘violência’.

    E eu não pretendo me tornar desenhista profissional, quero ser engenheiro. Mangás e desenhos é só hobby pra mim, talvez eu seja um idiota no assunto, até porque o que eu ganho sendo ‘expert’ em mangás? Ou esse site é pra Doutores do mangá? Peraê…

    Alguém que joga futebol com os amigos e joga bem não pode dizer que joga bem? Por que não posso dizer que gosto dos meus desenhos? Eles são ruins? Aceito boas críticas!

    • E você falou outra merda. Batlle Royalle se sobressai em anatomia física, movimentação e cenários. As expressões faciais são exageradas e as cenas de ação cortam todo o realismo da obra devido as explosões de tripas exageradas e irreais. E sim, a arte de Batlle Royalle é boa.

      Não quero que você seja um “Doutor” em mangas, mas não pense que você sabe mais do que pessoas com mais experiência e conhecimento do que você. E se você pretende ser engenheiro, é melhor você mudar essa personalidade, porque você vai ser devorado.

      Você não disse que gosta dos seus desenhos, você afirmou “que desenha muito bem”.|

      Você já cansou. Pare de comentar porque cade vez mais você está se passando por um garoto egocêntrico.

      • obs: não se irrite com a brincadeira das nuvens, foi só uma brincadeira. Esse é ainda uma limitação da linguagem escrita, não poder demonstrar o tom de voz. Mas eu sei que entenderás!😛

  12. A respeito do debate do Oda com o Kishimoto:
    # Numa discussão sobre character desings, disse-se que “Oda desenha o que vem a cabeça por pura diversão”, enquanto Kishimoto tenta sempre seguir um senso de desing.

    Alguem tinha duvida disso? xD One piece tem cada personagem maluco

    • E Bleach está com um design tão bom que os vilões são nazistas, as Asauchi são caras brancos sem nenhum detalhe, e o gotei 0 é formado por uma gorda dos biscoitos, um yakusa, uma mulher com braços mecânicos, um gordo careca e um estereotipo de negro japonês.

      Que ótimo design de personagens. Checa a ser ridículo de tosco. Sem contar que praticamente todos os personagens do arco do Fullbring também não tinham nenhum carisma.

      Bleach é uma doideira, mas temos muitos personagens criativos, e o autor recentemente fez uma mudança no visual de praticamente todos os personagens. Serem bizarros não torna o design ruim, esse é o estilo da obra.

      Mas é óbvio que ninguém é obrigado a gostar do estilo de OP, mas não a dúvidas de que ele é bem criativo.

      • Eu nao gosto de Bleach ‘-‘
        Nao gosto nem um pouco do Ichigo e nem do tema de samurais shinigamis com espadas etc e principalmente as habilidades

        Gosto é foda

  13. Mas já que estamos falando de Bleach e One Piece, é verdade que tem personagens muito sem sal. Na saga dos Arrankars eles eram mais engraçadinhos, e claro, tem personagens como Tousen Kaname que ninguém se apega, não tem jeito.. Já outros, como o Gin, o Aizen, o Ulquiorra que são notáveis entre ‘o mundo dos animes’. Nessa saga atual eu só gostei daquele magrelo dos cílios brancos que mata o Kira. Em One Piece também, Nico Robin mesmo, não tem uma grama de tempero, totalmente insossa, já o Zoro, o Sanji e o Law são muito notáveis.

    • Também não vejo nenhum graça na Nico Robin. Mas gosto muito de personagens como o caverão, Bon Clay, Sanji, etc.

      Em Bleach eu acho que o melhor design foram o Kempachi, Grimmjow, Urahara, Shinji e o careca tatuado. O resto muda apenas o cabelo, porque as roupas são iguais, e a maioria dos vilões são bem simples.

      • Embora que o Aizen, não sei se você acha, mas ele meio que ‘exala’ fodice, e eu acho ele muito bem projetado, o olhar dele é muito fd*s, um típico vilão arrogante. E saindo um pouco do contexto de design e ainda falando em Aizen, eu tenho ainda desconfianças que ele tava certo em querer matar o Rei, esse Rei não parece muito bonzinho. Pode ver que o Aizen nunca explicou de fato o porquê dele ter planejado tudo aquilo pra ir ao Rei (é só uma teoria).

        Eu particularmente acho que a série devia ter acabado no Aizen, valorizar mais os personagens naquela guerra, fazer mais vilão, um final bem feito e fim. Mas vamos ver né..

  14. Boa tarde pessoal, primeiramente ótimo os Rankings Semanais de vcs da EMD, criticas muito bem compostas e analisadas, também gostaria de indicar um mangá é o Nanatsu no Taizai ele ainda esta bem no começo e as scan ainda não traduziram o resto dos cap. que lançaram, mais pelo oq eu pude ler em inglês e gostei muito do desenvolvimento dele, apesar de no começo ser meio chatinho, vai uma indicação pra vcs e o enredo é muito interessante (minha opinião).

  15. Bem nao vou comentar sobre naruto porque muita gente ja fez, to gostando de ler ate entao e fora alguns pontos criticos está indo muito bem a obra, mas enfim o Top fico muito Dez estou vendo e lendo uns mangas que voces estão recomendando e esta valendo muito a pena, Obrigado.
    Agora sobre o Bleach ta meio cansativo isso mesmo, a forçação de “FODICE” do Ichigo está muito forte, vamos ver a explicação agora ne, embora pela minha opinião não ira ser boa, pois não terá nenhuma grande surpresa mas veremos…
    Obrigado pelo Top, está muito bom \o

    • Teve três motivos para eu gostar desse mini arco de Bleach: Unihana, Kempachi e sem Ichigo.
      Os três pontos estão indo embora, e o cheiro de merda já está retornando.

  16. Então finalmente está pegando gosto por Dorohedoro? Esse aí é um ponto crítico, mas o nível não cai nada a partir desse ponto. No volume 16, até o Fujita, um dos personagens mais randoms, absolutamente brilha. Tu começa a ver que muita coisa que parecia apenas slice random antes se tornar importante pra trama (como o negócio dos demônios, mundo mágico vs hole, a Nikaido tbm sofre um “power-up” drástico como personagem). Dorohedoro é fascinante, preciso reler algum dia desses. Não consigo ser crítico com os cap atuais, porque simplesmente me falta conhecimento pelo enredo ser tão complexo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s