EMD Cast #75: Review – Dorohedoro

Prontos para mais discussões, conclusões épicas e trilhões de pontos discutidos em uma única review?
Então sejam bem vindos a mais um cast do Ecchi Must Die.
Nesta semana, comentaremos de uma obra muito bem falada por aí, com uma arte de qualidade duvidável (ou não), com um enredo cheio de mistérios e muito mais a ser discutido. E é por isso que eu orgulhosamente lhes apresento a nossa review de Dorohedoro!

Dorohedoro

 -> PODCAST <-

Lembrando que recomendamos que baixem nossos podcasts.

Para fazer o DOWNLOAD e/ou ESCUTAR ONLINEMega.     [SEM SPOILERS]

EMD Cast #75_ Review - Dorohedoro.mp3

(para baixar, clique com o botão direito do mouse e escolha a opção “salvar link como”) 

*Notas

Trilles: 7
Estupratom: 8
Lucas: 7 (mas ele odeia a obra e se pudesse a nota seria 4)
Thomás: 8

– Informações Gerais –

Onde baixar: MangaTraders (inglês) e Fuji Scans (português-BR).
Leitura online: Central de Mangás.
Status: sendo lançado.
Volumes: 17 até o momento.

*Para saber sobre as músicas utilizadas no cast ou caso tenham qualquer dúvida, entrem em contato conosco.

57 pensamentos sobre “EMD Cast #75: Review – Dorohedoro

  1. FODAM-SE!!![
    CENARIO DE DOROHEDORO RUIM? V]ÃO SE FODER, A PORRA DA ARTE COMBINA COM A OBRA SEUS DESGRAÇADOS. VCS ÇÃO RETARDADOS AO PPONTO DE NÃO PERCWEBEREM QUE A ARTE DAKELE JEITO É PROPOSITAL PQ O MANGÁS É PRA SER DAQUELE JEITO?

    MISTERIOS FRACOS/?????????? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK SÓ RETARDADOS COMO VOCÊS PRA DIZEREM QUE OS MESTERIOS DE DOROHEDORO SÃO FRACOS, VOCÊS LERAM O MSM MANGÁS QUE EU MSM. PQP. VAI SE FUDER PRUMA COISA DESSA, POR ISSO QUE VOCÊS SÃO CINONIMO DE NOOBISSE PELA INTERNET.

    E A COMÉDIA, MEU DEUS. FALAR QUE A COMEDIA DE DOROHEDORO É RETARDADA. MELDELS. QUE TIPO DE COMEDIA VCS GOSTAM? APOSTO QUE DEVEM RIR COM ZORRA TOTAL, NÉ? PQP, VIU…

    • Vamos lá, eu ainda tenho paciência para responder alguém que nem sequer escutou o podcast.

      Dorohedoro está no nosso TOP 10 Melhores Cenários Criativos, os mistérios são muito bons e consideramos um dos pontos mais fortes da obra. Também adoramos a narrativa e o desenvolvimento dos personagens.

      O único problema da obra são alguns pontos técnicos de arte e o começo ruim. Comédia é totalmente pessoal. Eu pessoalmente gosto de GTO e Zippy Ziggy.

      Me diga onde está o problema?

      • Nada, me desculpe pelos comentarios agressivos, mas odeio quando alguém fala mal de algo que eu tanto gosto. to vendo o podcast agora, ach que fui um pouco precipitad, desculpem.

        • …Não entendemos mesmo. Recomendamos a obra, tudo o que o Estupratom citou está no texto… Vocês tem que aprender a pelo menos ler primeiro, pelo amor da porra.

        • Sem problemas, só de uma olhada no podcast da próxima vez. O problema é que isso tem ocorrido bastante.

    • Eu gosto muito de Dorohedoro e concordei em vários pontos. Tente ser mais crítico com as coisas que gosta, cara. Mesmo assim, acho um bom seinen e recomendo a muitos.

  2. Apesar de não concordar com tudo que foi dito sobre Dorohedoro, concordo com as opiniões sobre “cult”, tem pessoas que endeusam um mangá por ele ser desconhecido e, como no caso de Dorohedoro, com arte diferente, tentando provar sei lá, pra si mesmo que é diferente de todo mundo, que não é mainstream e blá blá blá.
    Eu até gosto do outro site que vocês citaram, mas concordo que pra fazer uma Review tem que ser muito mais técnico do que opinativo (o que não acontece no tal site). Se ao menos vai botar o que “sentiu” ou coisas assim apenas, não coloque o nome de Review.
    Parabens pela Review ae =D

    • Obrigado pelo apoio. Mesmo que as pessoas não concordem conosco de forma plena (o que é muito bom na verdade), o que importa para nós é que entendam o que queremos passar. Falhas que observamos, qualidades que apreciamos, coisas que nos incomodaram que poderiam incomodar outros também. É sobre isso que falamos por aqui, e se os outros prestassem mais atenção nisso do que em, “Ai, você falou mal da obra que eu gosto! Agora fiquei butthurt!”, tudo seria muito melhor, mas fazer o que…
      Novamente, obrigado.
      Até a próxima! =)

  3. Sou fã de Dorohedoro,apesar de concordar que esta obra tenha muitas falhas tais como:premissa inicial clichê e entediante,uma comédia que não acrescenta nada a obra tal como é o caso dos capítulos extras,todavia não acho que a arte(mesmo sendo feia)seja um problema,afinal ela funciona para obra(sei que já devem ter ouvido isso muitas vezes,mas tinha de dizer senão não conseguiria terminar meu comentário de forma coerente)tendo em vista que a cor escura é um presságio de mal agouro dês que tempos primordiais,que quando usado corretamente em uma obra da aquela sensação de “tensão”,mesmo sendo uma arte tecnicamente ruim é compensada por seu roteiro incrível,tendo sido amarrado de forma magistral(mostrando que em cada capítulo a qualidade “textil” torna-se melhor que o anterior).
    Deixando um simples adendo digo-vos que no presente momento minha nota é 9 tendo em vista que encontro-me no volume 17 e tambem a vós manifesto que de certa forma achei uma semelhança neste manga com Hunter x Hunter(estórias incrivelmente criativas(por causa das drogas),arte porca com roteiros fantásticos.)

    • Compreendo o que diz, e não deve pedir desculpas. Como já falamos inúmeras vezes, não há problemas em alguém gostar da arte de Dorohedoro. Ela é feia? Sim. Ela é mal feita? Sim. Mas isso não impede pessoas de a acharem bonita e algo que “combina” com o manga. Que bom que a arte não lhe encomodou.
      Agora, comparar com HxH é um insulto… =( HAUaHAUhaUA

      • Sinto ter insultado HxH minha comparação com Dorohedoro é baseada em que ambos a história(narrativa) conta mais que a arte (desenho) claro que gosto mais de HxH pois é melhor trabalhado e todos os personagens tem carisma,e que ambos asam drogas não me baseio em nada só que depois que vi o manga assassinato classserom achei que os mangakas usavam algum agente psicodélico sério que personagem bizarro tenho certeza que foi criado enquanto o autor tava bebado…HAUaHAUhaUA

        • AHuAHuaH, rlx, é zoação nossa. Acho que se este grupo for fanboy de alguma obra, esta obra seria Hunter x Hunter sem sombra de dúvidas.
          E sim, muitos mangas ultimamente estão meio “drogados”, não que isso seja ruim. =D

  4. a comédia é algo muito subjetivo, então não deveria ser um ponto fraco(desde que as piadas do manga sejam bem boladas. na minha opinião, elas são) acho, dorohedoro bem engraçado e apesar do tom de misterio e seinen eu encaro a obra como um manga descompromissado(com uma dose de cogumelos na construção cenario)

    mas eu sou meio estranho pra comédia, acho Franken Fran um dos mangas mais engraçados que ja li e assisto Breaking Bad como uma serie de humor(com drama). Só pontuando que se deve ter muito cuidado ao colocar a comédia como um ponto fraco.

    Acredito que ” a obra pode ter um final ruim” não deveria influenciar no julgamento dos misterios, o manga é bem imprevisível em certos pontos.

    Mas o cast ta muito bom e eu concordo com a maior parte de seus argumentos.

    Ja que o EMD começou a fazer casts de HQ, não seria uma boa ideia criticar alguns desenhos americanos? Tem alguns bons, como o da Liga da Justiça. X-men, Batman e Megas XLR;

    • É, realmente seu humor para comédia é estranho… hUAhaUhauaHa. Breaking Bad comédia?! o.O
      Enfim, mas é como você mesmo disse, e fico feliz que o tenha dito. Comédia é sim algo muito pessoal, e acredite, acho muito bom que tenha gostado da de Dorohedoro, pois assim deve ter gostado mais da obra em geral. Repeti inúmeras vezes no podcast, e até me repeti no texto que comédia é um ponto PESSOAL, por isso, a comédia foi um ponto fraco PARA NÓS, mas pode até servir de ponto FORTE para outros (comentei isto no podcast também – deveria escutá-lo😦 ).
      E não, eu não julgo os mistérios com meu medo pelo final. Dou “7” para o manga por seu início fraco, personagens inicialmente fracos, desenvolvimento de personagens pouco importante (não me importei com ninguém até então) e arte. São vários pontos fracos. Só comentei que estou com um pé atrás. No cast, até comentei sobre a nota do Estupra aumentando em Shingeki enquanto a minha se manteve no mesmo local, pois mesmo a obra “dando a entender que será boa”, continuo contando os erros iniciais que ela tem para dar notas. Acho isso o mais válido a ser feito.

      A parte de HQs fica com o Estupratom, com o Lucas, e com o João, mas falaremos muito sobre HQs ainda de forma geral. Espere e terá várias surpresas boas. O Estupratom mesmo já começou a adicionar mais HQs no Ranking Semanal dele.

      Muito obrigado pelo bom comentário. Espero que tenha entendido. Até a próxima! =)

    • Não tem spoilers no cast, Guigas… Deveria ouvir. Comentamos bem (em minha opinião) sobre o manga. Fora isso, parte dos integrantes não leu tudo o que foi lançado (alguns leram 13 volumes dos 17). Não demos spoiler algum que mude algo na leitura.

    • Obrigado pelo feedback. Faremos sim. Ultimamente estamos tendo alguns problemas, com alguns membros desaparecendo de vez em quando, mas no início de Abril lançaremos um Melhores e Piores contendo todos os melhores e piores animes e mangas em nossas opiniões desse primeiro trimestre de 2013.

  5. Cristo, nem deu treta. Também achei que as criticas seriam mais pesadas.
    Chorei quando falaram que os personagens não são carismáticos, especialmente Nikaido.

    Como já falaram que o humor é subjetivo nem vou nessa tecla de novo. Só vou falar que pra mim ele era necessário sim, pois pra mim esse foi o principal gênero de Dorohedoro no começo do mangá, aquele começo já me fez ter em mente que eu estava lendo uma obra de humor negro com uma arte estranha(Tecnicamente ruim ou não), universo bizarro, personagens carismáticos(Vocês discordam, né) e não deveria cobrar nenhuma seriedade dela, apenas me divertir com randomices como o capitulo do apocalipse zumbi e o baseball.

    Após esse começo a história foi ficando mais séria aos poucos sendo que o grande divisor de águas foi o capitulo 67. A partir desse ponto o mangá não parou de me surpreender com os mistérios, continua desenvolvendo/aprofundando os personagens ainda mais, e claro, um dos maiores feitos de Dorohedoro, tornar cada detalhe da obra ou personagem importante, não esquecendo nem de elementos do cenário que foram apresentados nos primeiros volumes, é incrível ver a forma como tudo se conecta dentro dos mistérios, mesmos os detalhes que pareciam tão irrelevantes.

    Para ser justo, realmente nenhuma luta me marcou apesar da arte ser estilosa.
    Concordei com o cast na maior parte.

    Já tinha lido MakenxAnother, realmente acabou sendo bem fraquinho, mas tive a impressão de que foi cancelado, aquele final foi muito corrido.

    “como finais bons com um fechamento lógico são muitas vezes essenciais para uma obra de mistério, Dorohedoro pode vir a decepcionar muitos.”
    Pelo o que vi até agora, acho que o final será foda sem deixar nenhuma ponta solta.

    A obra “sem falhas” que vai ganhar uma review é Psycho Pass não é? Acho que terei que discordar mas até lá então…

    • Olá franc,

      Sobre o carisma dos personagens, comentamos também que “carisma” também é subjetivo. Algo pessoal, então vai de cada um. Agora, os personagens serem “ruins” inicialmente, o foram para nós não somente pela falta de carisma, mas por suas ações nada lógicas, sua falta de vontade, nenhum personagem tinha AQUELE diferencial, mas enfim…

      Entendo ter levado o humor como o que suportou a obra em seu início, mas quando você não gosta do humor inicial, o que suporta a obra no início? Este foi nosso problema. =)

      Realmente o enredo melhorou com o tempo, e devo concordar que pelo menos até onde li, o enredo não apresentou falhas de continuidade e que pode ter um final fantástico, por isso não tiro pontos do manga neste caso, mas não deixo de ter um pé atrás.

      Sobre Psycho-Pass, quando comentei sobre a ausência de erros, me referi a continuidade do enredo também. Pelo menos eu não lembro da continuidade ter se quebrado em momento algum, mas posso estar errado. Qual seriam suas críticas ao anime? Gostaria de sabê-las.

      Obrigado novamente pelo feedback e até a próxima. =)

      • Ao meu ver o humor não era bem o que salvava mas o principal naquele ponto, mas concordo que se não gostarem do humor no inicio fica difícil.
        Muita coisa subjetiva nesse Dorohedoro, não aguento.

        Quanto a continuidade não lembro de nada também. Curti PP mas, por exemplo, não chocar a sociedade para evitar que o “hue” das pessoas escureça assim impedindo que novos criminosos surjam parece ser uma preocupação do Sibila e tudo mais… A duvida é, porque os fucking Dominators tem que explodir o cara deixando os presentes traumatizados? Tanta tecnologia e ao invés de resolver a situação da forma mais calma e que chame menos atenção…
        Anyway, me aprofundo mais quando sair o cast.

        Aí é nóis, Xcog(Exceto que tenha sido pro Trilles né).

  6. Muito bom. Eu pude formular uma opinião bem diferente de antes e depois de ouvir este intrigante cast. Vocês estão de parabéns, pois as arte da argumentação e da descrição para analisar de um tema , tem que ser apreciada . Escutei do inicio ao fim( foi a minha primeira visita aqui), posso dizer que estou muito satisfeito com esta review. ( opiniões devem ser discutidas , não digladiadas com gritos infundíveis e argumentos infantis).

    Vou continuar vendo outras review de outras obras!!

    • Que bom que gostou de nosso conteúdo trunonn. Espero que goste do resto de nosso conteúdo.
      Não somos um grupo imparcial, até porque, duvido que exista algum crítico imparcial neste mundo, e tentamos mostrar aos outros, na maioria dos casos, os pontos fracos que vemos em algumas obras. Este é o nosso objetivo por aqui. Observar bem uma obra, e dizer que, mesmo aquela obra que foi muito bem feita e que é adorada por muitos, contém erros (embora possamos adorar elas mesmo assim, já que ser tecnicamente mal feitas, não as tornam obras ruins).
      Até a próxima. =)

  7. Olá, parabéns por mais uma boa review, mas eu não boto muita fé no manga li ate o capitulo 12 e não me pego, mas pelo que ouvi no cast, provavelmente no futuro vou dar uma segunda chance a obra, um dos principais motivos de eu ter largado foi a arte meio “travada” e “suja”, achei os personagens “quadradões” na minha opinião a autora podia ter caprichado mais, tbm tinha o defeito de mistério que não me interessou muito e nem senti vontade de ler o resto, fora ter muitos personagens rasos (e que eu não me identificava ou simplesmente tda vez q apareciam me irritavam)para um seinen (12 capítulos de 40 e poucas paginas geralmente as “boas” estorias ja te prendem), contudo é só a minha opinião sobre dorohedoro, posso estar falando merda mais pra mim é isso.
    Mais uma coisa, sobre shingeki no kyojin, no ultimo capitulo eu tava achando ele fraco ate que ouve a revelação, na hora fiquei meio chocado sem saber se era bom ou ruim, pq uma coisa me incomoda no decorrer da obra todo titã apresentado sempre possuia uma semelhança com sua forma humana, mas o colossal não, alem disso na parte onde eles aparecem na primeira vez depois do time skip de 5 anos, senti como se o rener e o amigo dele tivessem no time do marco, isso geraria um erro de continuidade, pq de acordo com a física é impossivel estar em 2 lugares ao mesmo tempo, posso estar enganado pois faz um tempo que ja li essa parte, e acho que o autor não é tão burro quanto o kubo pra cometer um erro bobo desses.

    • Concordo com tudo o que disse. Mas sim, Dorohedoro merece uma chance. Ou não, afinal, não sou você para julgar.

      [SPOILERS ABSURDOS DE SHINGEKI NO KYOJIN ABAIXO]

      Agora, sobre Shingeki, não sei se leu o que mandei do cara que descobriu tudo que iria acontecer, mas novamente concordo com você. Tudo o que o cara adivinhou, foi sobre Reiner ser o Armored Titan, mas ele não conseguiu concluir que o Bertholdt fosse o Colossal. Ele colocou isso como uma possibilidade provável, mas concordo plenamente com você sobre a aparência do personagem. Particularmente tinha acreditado no Estupratom. Antigamente tive uma conversa com ele onde ele citou a possibilidade do general lá (o do bigode), ser o Colossal, justamente por ter o bigodinho e por ser careca. Achei a ideia genial, e não sabia onde isso entraria na obra. Ver o Reiner como Armored foi muito bom, mas acho que o autor poderia escolher outro titã para o Bertholdt ser, deixando ainda o Colossal como mistério. Ia me intrigar ainda mais, deixando ainda em dúvida a identidade do Colossal Titan, e dando a grande revelação de Reiner ser o Armored, já que só isso já é uma ENORME descoberta para a humanidade.

      [FIM DOS SPOILERS DE SHINGEKI]

      Enfim, obrigado pelo bom comentário. Até.🙂

  8. Bom cast. Infelizmente tem muita gente endeusando essa obra na internet ainda não entendi o porque (não li ainda), mas pelo que falaram no cast não parece ser tão bom assim e a arte que tem gente que diz proposital (sombra na lampada foi mancada ahsuahsuhaush), vi umas imagens e tal do manga (chuvendo e eu não sabendor dircerni o que era chuva e cabelo do personagem na página), em termos de gosto, ainda prefiro a arte de shingeki no kyojin que acho ruim.

    • Putz, acho até sacanagem “escrotizar” tanto a arte. Comparar para pior que Shingeki no Kyojin é sacanagem. HAUhAUaHuAHaU
      Valeu pelo comentário, e é isso o que achamos também, embora tenhamos recomendado a obra. Vale a pena ler. Bom, pelo menos valerá se o final for bom, mas acho melhor esperar ele acontecer mesmo.

    • Leio a obra se você estiver afim de ler um bom mistério com um mundo criativo e bem trabalhado. Mas se prepare para sofrer um pouco nos primeiros volumes.

  9. Vocês têm ou se interessam em fazer algum Review de Battle Royale? O que acham da arte dele (tecnicamente, poque já falamos sobre ela antes, mas não tocante à técnica em si) ?

  10. Incrível como ‘personas’ que não possuem conhecimento técnico (não esse adquirido em seu despótico bel prazer) podem criar um número tão infundável de concepções errôneas.

    Apesar de um traço diferente do traço organizado, em Dorohedoro não se nota o que é comum a uma obra que comtém erros, seja na quadrinização ou no traço. O que se percebe, e de forma explícita, é um traço característico da autora (que vem inclusive de outras obras) sempre repetidamente descrito. Resumindo, se a anatomia não é a anatomia correta (que se formos exigir em outras obras, iremos ler apenas um punhado de mangás) é uma anotamia marcante.

    Para entender a diferença entre erros e características indico ao grupo a leitura de dois livros que retratam a vida e obra de um artista que apesar do visual adotado se tornou um exemplo artístico.

    Perfect Square: Picasso e Picasso (Dover Fine Art, History of Art)

    Abraços do King Buddy Holly, ETERNAMENTE ITs ALIVE!

    • Provavelmente não deve ter ouvido ao podcast, e mesmo tendo feito isso, provavelmente não percebeu que a todo o momento falamos sobre a característica do traço de Q. Hayashida. O problema não está apenas na anatomia, como você citou. Longe disso, o maior problema de Dorohedoro está no uso exagerado de nanquim, que acaba sujando páginas, complicando a percepção do leitor para alguns acontecimentos. Fora isso, vemos constantemente o desafio às leis da física, com vários prédios, casas e estruturas tortas em geral.
      Em algumas páginas que postei, é visível a falta de noção da autora ao desenhar luzes ao meio a escuridão, ou sua falta de percepção para a péssima movimentação irrealista que cria, com movimentos impossíveis para seres humanos.
      Concordo com você que o “traço característico” é explícito, e citamos isso, agora, se na “quadrinização” e no “traço”, você quer dizer que Dorohedoro não tem erros de montagem de quadros, movimentação e/ou arte em comparação à obras de artes ruins, meu caro, precisa comprar óculos novos, ou ao menos escutar o que comentamos em nosso podcast. Acho que sua vontade de nos criticar está sobrepujando os argumentos existentes para completar tal tarefa.

      Até.

      • Erro seu,

        ouvi o cast e li o post antes de formular a minha opinião.

        Por etapas:
        O uso exagerado do nanquim, mais uma vez, não desqualifica a obra. Pelo contrário, soma-se a outras características visuais que criam signos distintos ligados a obra, como a fumaça negra e suas implicações na natureza dos personagens. Isso pode ser demonstrado em outra obra, a série de quadros Skrik do norueguês E.Munch no qual a técnica de pinceladas disformes, somada a uma inversão de cores, cria uma atmosfera lúgubre (apesar de algunjs tons acentuadamente quentes) que completa a dor da figura humana). O quadro em questão mais característico é o Grito de Munch.

        Discutir a possibilidade de ruptura das leis de física em uma obra de ficção, impalpável com a realidade, beira a ilógica. O universo ficcional deixou explicito que as leis naturais não são aplicáveis, e isso é ponto pacífico. De forma consistente, prédios tortos, casas voando e espaços impossíveis são coerentes, afinal isso é uma história de feiticeiros e homens que vivem dentro de crânios crocodilianos.

        E, finalizando, parafraseando o fim do comentário “a vontade de criticar está sopbrepujando os argumentos” se mostrou o cerne desse review. Se as opiniões fossem baseadas apenas no conceito pessoal, e não no conceito do correto e do errôneo, meu posicionamento seria completamente diferente, discordante mas não de crítica técnica.

        K.Buddy Holly, ETERNAMENTE ITs ALIVE!

        • Bom, acho que não compreende muito de críticas. Falar que uma obra que apresenta um mundo humano (palavras da autora do manga) “torto” tem lógica por ser fictício, bem, isto para mim é fechar os olhos para erros em geral de uma obra.
          Já que começou a citar pinturas em quadros (que não faz o menor sentido por aqui), devo dizer que, diferentemente de uma pintura, que deve ser interpretada de maneiras diferentes, as páginas de um manga devem mostrar ao leitor o que se passa na estória, já que, diferentemente dos livros, mangas não têm estórias detalhadas ao ponto de as entendermos sem precisarmos de ilustrações, e é exatamente por isto que a arte de Dorohedoro é uma porcaria, pois não conseguimos entender o que se passa em certos quadros. E isto não foi apenas a gente. Muitos leitores pela internet reclamam dos inúmeros objetos e movimentos que não entendem em Dorohedoro. Por favor, amigo, se está aqui para defender a arte de Dorohedoro como uma obra a ser interpretada, não vai rolar. Seus argumentos estão fora do tópico.
          Você me parece estar julgando a arte de Dorohedoro como algo a ser interpretado, mas artes em mangas vão muito além disto. Elas devem nos mostrar com clareza o que acontece nas obras, afinal, se não o fizerem, podemos não entender alguns acontecimentos direito.
          Mas não vejo mais sentido nesta discussão. Você claramente não entendeu que falamos bem da obra na review, onde praticamente só criticamos de forma ruim a arte e a movimentação do manga.
          Acho que você deve gostar muito da obra e, por isso, não consegue perceber que ela não é uma obra com uma arte tecnicamente boa. Se estiver errado, me desculpe, mas é o que parece. Até citei aquela pintura no cast, que você diz ter ouvido, e comentei que GOSTAR e ver um sentido naquilo, como algo que funcione, é algo plausível, agora, aquilo é uma pintura, algo abstrato para ser interpretado, diferente de Dorohedoro.

  11. Pow , o mangá legal de mais e os caras esculachando.
    achei totalmente criativo e diferente. vale a pena ler de mais.
    mangá bom é assim, original.
    agora se vc gosta de mangá todo manjado repetitivo vai ler os mainstream.

    • Amigo, a gente deu em média nota 7,5 e recomendamos a leitura… Falamos bem do manga em geral. Do estilo da autora, do ótimo cenário, dos bons mistérios, da ótima narrativa. Tudo isto está no texto e no podcast, mas deixamos ainda mais explícito no podcast que Dorohedoro é bom, mas contém erros graves, e isso é óbvio. Agora, se você não quer enxergá-los, vá em frente, mas o que não gostamos é de mainstream, e se você for na nossa página de ranking de reviews ( https://ecchimustdie.wordpress.com/ranking-de-obras-seinens/ ) perceberá isso.

    • Aposto que você não escutou o podcast. Não esculachamos a obra, elogiamos ela. Se você ver o meu ranking semanal, vera que nás ultimas semanas eu coloquei Dorohedoro, e com exceção do capítulo extra do volume 12, todos os capítulos ficaram em colocações altas.

      Por favor, veja o conteúdo do post antes de tirar conclusões. Se você ver o primeiro comentário desse post você vai ver que você não foi o primeiro a fazer essa burrada.

  12. No texto, as críticas foram muito bem explicadas, os elogios, não. Se eu já não lesse, acharia que esse mangá é horrível.
    Vocês já cansaram de dizer nos coments que a obra foi elogiada, que vcs recomendam… mas vejam o texto, todos os elogios vem junto com um “porém” e duas ou três críticas…

    Sei lá, se a intenção é incentivar a galera a ler, o texto tá fazendo isso errado. Já o podcast… nem ouvirei, estou ouvindo música agora, ficarei só com o texto mesmo.

    • Primeiramente, peço desculpas, pois este comentário ficou um pouco longo, mas gostaria que o lesse por inteiro.

      Em segundo, gostaria de deixar claro que “crítica” pode ser positiva ou negativa, então seu uso da palavra está errado. Mas tudo bem, pois entendi.

      Agora, como pode-se perceber pelo final do texto, a intenção não é a de definitivamente incentivar o público a ler o manga, afinal, colocamos várias ressalvas.

      Críticas são sempre interpretações pessoais a partir de uma obra, com o uso de argumentações para explicá-las ao público geral. Toda crítica contém pontos pessoais, mas a maioria das pessoas apenas nota um “possível problema” quando as críticas são negativas. Nosso objetivo foi o de citar e deixar claro todas as falhas de Dorohedoro. A maioria dos sites e fóruns por aí afora idolatram a obra. Não sei hoje se isso já mudou, mas quando fizemos a review, era isso o que víamos. Para dar ao nosso público uma visão clara e sem escrúpulos dos erros que a obra contém, resolvemos montá-la desse jeito.

      E como comentamos apenas até o 12º-13º volume do manga, obviamente o recomendamos com muitas ressalvas, pois não sabíamos o que iria acontecer. Dois membros do nosso grupo já leram a obra inteira. Um gostou muito, outro achou mais ou menos. Aqui em nosso site temos uma “regra” de recomendar obras que realmente achamos muito boas, bem acima da média. E Dorohedoro não entra muito no caso, mas tem potencial, e por isso nós o recomendamos.
      Mas deixo claro: as obras que encontrará por aqui, que realmente recomendamos, contém notas de média 8 pra cima.
      Dê uma olhada em nosso Ranking de Melhores Obras no “Menu/Reviews/Ranking de Melhores Obras”. Nele você verá todas as obras que já tiveram uma review nossa em ordem de qualidade (por nossas críticas).

      Obrigado pelo comentário, me desculpe pela wall of text e até a próxima.

  13. Ouvi o podcast de vcs e resolvi ler o mangá. Curti tanto que em 3 dias já estava atualizado com a fuji scan.

    Não concordei com relação ao início ruim. Desde o início, somos jogados a várias perguntas que despertam curiosidade: Pq o Kaiman foi transformado naquilo? O homem dentro da boca dele, era ele antes de se transformar? É o feiticeiro que o transformou? Talvez seja outra pessoa… E pq aquele homem está ali dentro?
    Em seguida, várias outras colocações nos deixam curioso, como por exemplo o fato da Nikaido esconder ser uma feiticeira, pode significar que foi ela que transformou o Kaiman…
    E o mistério sempre vai ficando intrigante, novas perguntas e dúvidas vão surgindo, e tudo parece bastante coeso por enquanto. Mas concordo com vcs que essa teia de mistérios pode ser um tiro no próprio pé, dependendo da forma como acabar, pode ser espetacular, mas pode ser uma merda…

    Sobre a comédia, eu curti bastante, com exceção da Ebisu, que gera uma comédia forçada e inútil. Foi um dos únicos pontos que não curti no mangá, mas não achei nada tão grave assim…

    Sobre os personagens, acho Kaiman e Nikaido os mais interessantes. Kaiman exatamente por esses mistérios que o rondam, a preocupação que a autora dá aos seus sentimentos, e a forma como o companheirismo com a Nikaido é colocado, que nos dá aquele apego e preocupação com o destino dos dois. E a Nikaido eu acho uma personagem bastante humana, ela tem uma habilidade perigosa, ela tem medo disso, não quer olhar pro passado, mas não pode evitá-lo. A backstory deles é bem interessante, e o desenvolvimento dos dois na história está cada vez melhor. O restante dos personagens tiveram uma backstory boa, mas não me impressionaram, sem falar que alguns ainda não mostraram pq estão lá, como aquele “13”, e a própria Ebisu e Fujita. Mas acredito que após esse plot twist do capítulo 72 – 73, eles terão uma função mais importante na história.
    Uma coisa que vale ressaltar, é que a obra tem muitos personagens, e a maioria tá sendo bem utilizado. Até mesmo aquele mago que aparece no início, que cria réplicas, acabou voltando a aparecer com importância na história.

    Nem preciso falar da inventividade das ideias e da criatividade da autora para construir o mundo pq é algo inquestionável e muito bem colocado, como aquele capítulo dos mortos vivos ou aquele da noite azul, além de várias outras pequenas ideias.

    Não vou mais prolongar, até pq já escrevi muito… mas o podcast de vcs ficou bem informativo. Concordei com os pontos positivos citados, concordei sobre a arte no que se diz a movimentação das lutas, concordo que há um ou outro personagem inútil. Mas não concordo sobre o início ruim e não concordo que não há uma colocação que não nos faça se importar com os personagens. Pelo menos a relação de Nikaido e Kaiman foi bem explorada, pra mim.

    Pelo conjunto de qualidades e defeitos, eu daria um 9 pro mangá por enquanto, com chances de subir pra 10, ou de cair bastante, dependendo do rumo da história e da forma como as coisas se encaixarem.

    mas é isso, é só uma opinião, eu curti o podcast de vcs, mesmo discordando de alguns pontos. vlw!🙂

    • Curti seu comentário também. Muito, mesmo discordando de alguns pontos igualmente, mas a ideia de uma crítica é justamente essa. Damos uma ideia, um argumento, e fazemos com que outras pessoas pensem no assunto.
      Obrigado por comentar e até a próxima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s