Ranking Semanal EMD #1 – Agora a coisa ficou séria!

Fala, galera!! A partir desta semana o Ranking Semanal vai unir as opiniões de todos os membros do EMD. O número de obras e de opiniões vai aumentar e começaremos a adicionar animes ao ranking, algo que era impossível quando o ranking era escrito apenas pelo Estupratom. Em cada obra citada vocês poderão ver as opiniões de cada membro do grupo que viu ou assistiu às obras unidas, e decidiremos juntos também as colocações.

Por que essa mudança? Por alguns motivos: o primeiro foi o fato de alguns leitores lerem a opinião no ranking semanal e pensarem que ela vale para o grupo todo. Teve até algumas conclusões bem precipitadas, como um dos leitores que acompanha semanalmente o ranking vendo Naruto em boas posições e reclamando do manga não estar dentre os melhores do primeiro trimestre, algo que nem mesmo o Estupratom que elogiou a obra pensava. Para finalizar, o principal motivo foi aumentar o conteúdo do Ranking Semanal e elevá-lo para um novo nível, trazendo um conteúdo ainda mais completo para vocês, nossos leitores.

Iremos juntar as opiniões de todos que leram/assistiram a obra em um único texto. No início dos comentários de cada obra vocês poderão ver que membros do grupo comentaram.

RANK SEMANAL EMD 1a

Agora que o grupo inteiro vai participar do ranking, nesta semana já teremos a adição dos seguintes mangas: Kimi no Iru Machi, Love So Life, Magi, Haikyuu, Aoharaido, Nisekoi, Shokugeki no Souma, Worst, Sanctuary, Capeta e The Ravages of Time. Com o tempo mais obras serão adicionadas (na próxima semana já teremos mais adições) e outras dropadas.

Agora vocês vão poder ver as opiniões de quase todos do grupo sobre alguns dos animes que acompanhamos. Os adicionados nesta semana são: Uchuu Kyoudai, Chihayafuru, Jojo’s Bizarre Adventure (que entrou só como visitante, pois o segundo arco da estória encerrou) e Hunter x Hunter.

Não iremos comentar mais de HQs no Ranking Semanal. Iremos comentar delas apenas no Ranking Mensal de HQs, e os responsáveis pelos comentários serão o Estupratom e o Lucas. Assim, o ranking mensal terá muitas HQs a mais para vocês conhecerem.

Esperamos que gostem desta mudança e que comentem o que vocês acharam deste novo formato. Chega de delongas. Aqui está o novo Ranking Semanal EMD:

29° Colocado Kimi no Iru Machi capítulos 222-223

Opiniões: Gutinho e Thomás.

Kimi no Iru Machi é da mesma autora que fez Suzuka, nós já fizemos uma review, e sinceramente galera não queremos dar muitos spoilers sobre essa obra, ela se vale pela dificuldade DO CARALHO que os personagens tiveram para ficarem juntos, em partes da história achavamos impossível eles voltarem a no mínimo se ver e ainda mais ficarem juntos, então apesar de agora nós só estarmos esperando pelo fim da obra, vale a pena vocês tirarem a prova por si mesmos, os interessados pulem para o próximo, se não é só seguir.

O capítulo 222 nos mostra Haruto se indagando sobre a sua própria vida ao ver todos os outros seguindo em frente, enquanto ele continua estagnado. O capítulo teria sido bom se a autora já não tivesse feito isso antes. Resultado: temos mais um capítulo de Haruto se lamentando sem fazer nada, enquanto Yuzuki tenta anima-lo. Espero que a autora realmente faça o protagonista tomar alguma providência e encaminhar o manga para seu final.

kimi-no-iru-machi-4021339

O último capitulo se resumiu a vermos Haruto (o principal) tentando fazer um relatório para sua faculdade, porem parece que todos os seus amigos escolheram esse dia para lhe encherem o saco, não estavamos dando nada para o capitulo até chegar no final, onde descobrimos que o seu melhor amigo finalmente transou com a namorada e de quebra ainda engravidou ela, camisinha pra que né gente? DST já se pega até pelo ar mesmo.

28° Colocado – Naruto capítulos 625-626

Opiniões: Estupratom, Thomás, Carlos e Gutinho.

Caralho, que merda! Já sabíamos que essa merda iria acontecer. No início do capítulo 625 já estávamos ligando o foda-se, pois sabíamos que o Hashirama não iria morrer alí, então ligamos o foda-se para as primeiras páginas, mas depois tudo piora. De início, estava tudo de boa, até que o Madara nos fez lembrar o porquê do clã Uchiha ser composto por um bando de emos! Galera, raciocina comigo: é estabelecida a paz, a vila da folha nasce e começa a atrair vários clãs fodas de todo o país do fogo, ou seja, essa porra vai virar uma grande potência. Então qual é o problema, Madara?

Madara: “Ããããi, mas as pessoas da vila não confiam em mim …FODA-SE!

05

Sério mesmo que esse é o problema do Madara? Sério mesmo que esse é o grande motivo de ele querer foder com toda a vila no futuro, e de quebra com o mundo todo? Na boa, esse capítulo só nos fez ter mais apresso pelo Itachi, pois livrar o mundo da maior parte desse povo imbecil [Uchiha] é um feito heroico!

No capítulo seguinte, demos graças à porra pelo flashback ter avançado de volta para a luta entre Hashirama e Madara, porém, a página dupla abaixo nos deixaram no mínimo incomodados.

04-05

Ficamos um bom tempo tentando entendê-la e buscando algum nexo naquilo tudo, porém, tudo o que nos veio a mente foi o nosso membro Lucas, se contorcendo por diversas razões ao tentar interpretá-las.

Pelo menos conseguimos entender o final da luta e voltamos para o tempo presente ao final do capítulo 626, mas a luta em um todo foi confusa, e não aceitamos outra justificativa para o Madara estar vivo diferente de alguém ter invocado o Shen Long. Os dois capítulos foram ruins, o segundo melhor, mas nada tão bom assim que deixe o saldo positivo.

27° Colocado – Bleach capítulos 531-532

Opiniões: Estupratom, Thomás, Carlos e Gutinho.

Geralmente, quando se mostra o flashback de algum acontecimento importante em uma obra, ele tem a obrigação de ser melhor ou mais interessante que a estória atual e/ou adicionar desenvolvimento a alguns personagens, mas em Bleach está acontecendo exatamente o contrário. O pior foi nos ser comprovado o fato da mãe do Ichigo ser igual à Orihime. Nada no capítulo 531 nos intrigou e o hollow com uma linguiça de frango no peito não nos interessou em nada. Além do fato da shikai do pai de Ichigo ser mais uma shikai de fogo. Quanta criatividade!

Além disso, o fato principal do arco é a mãe do Ichigo ser uma Quincy? Não é surpresa para ninguém que tenha algumas sinapses funcionando, e pra falar a verdade, nos irrita bastante o número de carreiras que o Ichigo assume, e mesmo assim continua sendo um péssimo personagem principal. Vamos à uma rápida lista: shinigami, quincy, gay, vaizard, fullbringer, hollow, copia do Yusuke nas horas vagas… Já chega!!

06

Os dois capítulos tiveram um enredo bem fraco e nos deixaram com um gosto ruim na boca. Parece que o autor estava desesperadamente tentando cativar os fans mostrando o máximo possível dos personagens populares da obra em vez de se preocupar com o enredo. A menção ao Urahara foi bem forçada. Parece que ele está tentando esfregar o personagem na nossa cara. Além disso, os vilões do arco não têm um mínimo de carisma. Chegamos a sentir falta do Aizen, que foi um bom vilão enquanto durou (menos em seu final). Para nós, um vilão tem que ser tão carismático e/ou imponente quanto o protagonista da obra, ou até mais, e mesmo o Ichigo sendo um protagonista de merda, eles não conseguiram alcançar esse prêmio fuleiro.

E o que era para ser a cena final apresentada? Na última página a mãe do Ichigo deixa o monstro acertá-la e faz um micro arco e flecha com uma mão, o que foi totalmente ridículo. Sem contar que o monstro tem um golpe grátis podendo matar facilmente a adversária, mas ele prefere dar uma mordidinha no ombro dela. O capítulo 532 foi uma merda ainda maior que o 531.

17

Aparentemente este será o pior flashback da obra, mas com a volta das três pirocas enraivecidas Aizen, Ichimaru e Tousen, talvez o arco dê uma melhorada, ou piore mais ainda, com o autor tentando reutulizar o carisma de personagens prontos. Não acreditamos que esse arco será um desastre como o “fullbringer”, mas sim um de mesmo nível dos que já foram feitos, ou seja, Bleach deve continuar a mesma merda de sempre.

26° Colocado – Gantz capítulo 379

Opiniões: Estupratom, Lucas, Gutinho, Jéssica e Carlos.

Os malucos se jogando dos prédios foi realmente necessário? O capítulo se focou muito nas pessoas da Terra e mostrou muito pouco da luta. A tensão já foi criada há uns dois capítulos atrás. Não é mais necessário dedicar 80% do capítulo para mostrar pessoas desesperadas na Terra. Umas três páginas seriam o suficiente. O enredo da luta não está ruim, mas teria sido bem melhor se tivessem nos mostrado mais da luta e menos dos imbecis na Terra.

24-25

25° Colocado – Soul Eater capítulo 107

Opiniões: Estupratom e Gutinho.

Finalmente apareceu o Kishin mas a luta não está me animando. Já achei tosco quando afirmam que apenas indivíduos que conseguirem a sincronia suprema poderão ferir o Kishin. Achei isso muito shounen e prevejo diálogos de amizade exagerados no meio de uma luta que deveria ser emocionante e não entediante.

O Kishin esta decepcionando tanto quanto a Chrona, os vilões mais fodas da obra se revezam pra um comer o outro e os power ups são ridículos, aceitamos os tentáculos de espinhos negros sem problemas, mas só ficou naquilo, nessa altura da obra esperávamos que a lua fosse no mínimo partida ao meio.

Sem a menor sombra de dúvidas o personagem que se destacou nesse capítulo foi o Black Star. Ele relembrou de sua fraqueza do passado e provou sua força arrancando sangue do mais temível inimigo, mesmo que não tenha sido do verdadeiro.  A mensão da loucura do Soul atraindo ele dizendo que tem uma grande piano que está afinado foi muito bom.

24

A luta estava desinteressante, mas a cena final criou boas expectativas. O capítulo ganhou alguns pontos por mostrar o Excalibur, ainda estou ansioso para ver ele se meter na história. Acho que quando o Kid despartar todos os poderes o Shinigami vai poder sair de Death City e vai para a lua usando o Excalibur. Talvez eles tenham sido parceiros antes do Shinigami obter sua forma completa.

O final do capitulo chocou de diferentes maneiras, dependendo de que versão vocês leram, na tradução br, nós temos a revelação de que o Shinigami finalmente vai poder tirar a sua mascara quando Kid despertar totalmente como deus da morte, mas na versão americana, dá-se a impressão de que o Shinigami possa talvez morrer quando seu filho despertar, o que nos leva a duvida, qual das traduções esta correta?

30

Esse capítulo não agradou muito mas ele conseguiu nos deixando ansiosos pelo próximo, mas é bom que essa luta final melhore logo, se não Soul Eater com certeza vai cair nas colocações.

24° Colocado – Nisekoi capítulos 68-69

Opiniões: Gutinho e Thomás.

Nisekoi pega um pedacinho de Romeu e Julieta e combina com uma boa comédia romântica (lembrando que comédia é muito subjetivo). Duas famílias rivais mafiosas estão muito perto de entrar em guerra, e para contê-la, os filhos dos chefes de cada uma delas, Haku e Chitogue, resolvem forjar um relacionamento. Seus pais anunciam que seus filhos estão profundamente apaixonados, detendo assim o iminente confronto entre as gangues. Agora eles tem de fingir serem namorados não só para suas famílias como também para seus amigos, mas o único detalhe é: eles se detestam. E não, não é uma relação de tsunderes, pois os dois não se suportam mesmo.
Pelo menos no inicio né, afinal essa é uma história de comédia romântica, e com o passar do tempo, inconscientemente Haku acaba conquistando Chitogue, porém, a garota é muito orgulhosa para admitir isso. Os personagens tem seus amigos que farão papéis importantes no relacionamento deles, formando trios, quartetos e até quintetos amorosos e nos proporcionando cenas bem cômicas.

Essa é uma obra que você vai (ou não) ler simplesmente pela comédia. Se estiver interessado, chegue até o capitulo atual e volte aqui depois, se não, apenas pule para a próxima obra.

nisekoi-4011399

O evento dessa vez é o dia dos namorados. Ficamos surpreso pelo Haku ter se preocupado com os sentimentos de Tachibana quando a estátua de chocolate que ela iria dar para o jovem se chocou contra a parede. Ele não é retardado e isso nos agrada. Ele tem iniciativa, é desbocado até mesmo com as garotas, enfim, um cara que nós não vemos muito em comédias românticas.

No final do capítulo vimos Onodera e Chitogue conversando sobre o significado de seus chocolates, quando a morena dá um ultimato para a loira, perguntando se o chocolate que ela deu ao Hoku foi mesmo só por obrigação. Esse é um daqueles momentos onde a autora pode evoluir a obra, ou simplesmente fazer alguma piada e enrolar ainda mais o assunto principal.

Nisekoi é uma obra basicamente para lhes fazer rir, e se você não gostar da comédia, nem vale a pena lê-la.

23° Colocado – Toriko capítulos 228-229

Opiniões: Estupratom.

A luta do Tengu começa de forma bem divertida. O Branch nem espera seu oponente terminar de dizer o nome e já manda um Choque do Trovão no peito dele. Estou adorando esse novo personagem e pelo jeito ele veio para se tornar um personagem constante no arco e talvez até na obra. Após calorosas apresentações da ambos é revelado que o centauro se chama Elg e que ele se fundiu com uma besta lendário imortal. Um pouco apelão mas é convincente no mundo de Toriko. E só considero convincente porque o autor trabalhou com perfeição o cenário fazendo até as explicações mais loucas fazerem sentido.

toriko228-09

A luta não está tão interessante quanto a anterior porque ainda não temos afinidade com nenhum dos dois, principalmente esse centauro que apareceu poucas vezes no mangá e sempre como figurante. Não acho que ele vai conseguir com que eu realmente me apegue a qualquer um dos personagens até o fim da luta e a vitória do Tengu é um pouco óbvia. Espero que a luta seja bem emocionante para poder compensar esses problemas.

22° Colocado – OnePunch-Man capítulo 26

Opiniões: Lucas, Thomás e Estupratom.

Esse capítulo de OnePunch-Man foi, na opinião da maioria, igual ao protagonista da obra: nada de mais. Continua sendo uma obra de leitura válida apenas por sua comédia, e nada mais, porém, há quem goste da comédia do manga e de suas referências, como o Estupratom, o que torna o manga uma leitura prazerosa. Tudo o que aconteceu foi bem óbvio, contando as ações de personagens, a arte não mudando em nada e o final totalmente previsível.
O ponto forte da arte deste capítulo foi sua coloração muito bem feita. Mas ela continua nos mostrando um completo exagero em movimentação. OnePunch-Man definitivamente seria melhor como anime. Além de tudo isso, a comédia continuou a mesma coisa. Para os que gostam, foi apenas mais do mesmo.

Pela primeira vez o Saitama conseguiu mostrar suas habilidades para alguém. Finalmente ele vai conseguir sair do anonimato, e isso abre portas para um desenvolvimento de enredo que não seja focado apenas em piadas. Por falar em piadas, achamos bem engraça a página final do capítulo, com toda a cidade sendo destruída devido aos destroços do meteoro e Saitama ligando o foda-se.

65-66

Fica claro neste capítulo que a sátira de OnePunch-Man é completamente voltada a HQs, mas o Estupratom ainda acredita que ela também seja voltada aos shounens. Meteoros já viraram clássicos em HQs de super-heróis, e o Geno retirando seu “coração azul” do peito foi uma clara referência ao Homem de Ferro. E para piorar, ele dispara um raio de energia igual ao do super-herói.

Cidades sendo completamente destruídas, heróis se juntando para resolver um problemas maior, o raio do Homem de Ferro e o personagem principal derrotando todos os seus obstáculos facilmente nos mostram que OnePunch-Man é claramente uma sátira a HQs de super-heróis.

19

21-22

Apesar do capítulo continuar com a comédia do manga que muitos gostam, ele não desenvolveu quase nada seu enredo nem seus personagens. Infelizmente, acabou sendo só mais um capítulo comum.

21° Colocado – Shokugeki no Souma capítulos 01-17

Opiniões: Trilles e Estupratom.

Indo contra todos os nossos instintos, lemos Shokugeki no Souma. É basicamente um Yakitate Japan piorado, tirado a comédia e adicionado um ecchi desnecessário. O ecchi de Shokugeki no Souma definitivamente é exagerado e fora de lugar, e apesar de o autor tentar colocar um sentido nele, mostrando cenas ecchi apenas como pensamentos dos personagens, como no primeiro capítulo, quando uma garota come um pedaço de polvo com pasta de amendoim e se imagina sendo agarrada por um polvo. Continua não fazendo sentido e parecendo um apelo para chamar o público retardado para ler a obra. O foda é que depois o autor não se contenta fazendo cenas ecchi com as menininhas, decidindo também fazer com os homens.

A arte de Shokugeki no Souma é simplesmente ruim, como a de shounens em geral na maioria dos casos, infelizmente. Cenários são raros, e às vezes até foto-colados (de maneira ruim), personagens não são muito detalhados, e a arte apresenta uma utilização de tons fraca.

r009

Mas a obra surpreendeu um pouco. O protagonista nos agradou. Ele tem personalidade, atitude e não baixa a cabeça para os outros, ou seja, tudo o que um protagonista da Jump precisa para ser bom (não que isso seja um selo de qualidade). A relação do garoto com o pai e a ideia do colégio colossal para cozinheiros cheio de playboys nos pareceu algo ruim. O problema foi a garota que apareceu logo no início do manga, com o apelido tosco de “Paladar de Deus”. Era óbvio que Souma entraria no colégio, independentemente do gostinho dela por comida, mas só a atitude da garota tsundere-style nos irritou. E o protagonista vai ficando melhor a cada capítulo. Seu discurso de aceitação foi ótimo, aliás, esse capítulo foi o melhor que lemos até então.

O manga em geral tem seus problemas. O protagonista é interessante, mas os personagens secundários são todos chatos, pelo menos de início. Outro problema para alguns de nós foi a ambição de Souma: alcançar o pai, algo pequeno, principalmente para um shounen, e pareceu forçado apenas para o pai o expulsar de casa para o colégio de cozinheiros.

r049

10-11

Os desafios que vão acontecendo conforme a obra avança são interessantes, mas pelo menos no início, tudo parece ser um motivo para fazer o moleque deixar todo mundo melecado de mel, como na foto abaixo. É como se todos tivessem que duvidar dele sendo um bom cozinheiro, o que não faz sentido, já que para entrar para a escola, ele já deve ser um bom cozinheiro, e ele ainda fez o teste com a garota com o “Paladar de Deus”, algo que todos já deveriam estar cientes de ter acontecido, mas que aparentam não estar. Alguns podem gostar da comédia do manga, enquanto outros não, já que ela é sempre algo avaliado de forma relativa, porém, ela continua sendo um dos pontos mais importantes para alguém acompanhar o manga, então caso não gostem dela, vão sofrer para continuar o lendo. Lembrando que o público alvo do manga é as crianças e adolescentes JAPONESES, então é lógico lembrarmos que nem tudo agradará a todos, já que nossa cultura é completamente diferente da deles.

16-17

Ficamos surpresos ao ver Souma ter um duelo com um dos “10 da elite” logo no início do manga. O nudista é um personagem interessante e o embate entre eles foi interessante, só não gostamos dele ter terminado em empate. Um dos maiores problemas de Yakitate Japan é o fato do protagonista (quase) NUNCA perder. Em 20 volumes achamos que ele perdeu duas vezes no máximo. Esperamos que esse manga não cometa o mesmo erro.

Mas uma sacada boa da obra foi o Shokugeki, uma competição onde os cozinheiros apostam algo de valor. Logo quando vimos essa regra, pensamos que o principal apostaria sua estadia no colégio, algo clichê, e que logo em seguida acontece. A aposta de risco dele era óbvia, mas o que ele pediu para sua oponente nos surpreendeu. Apostamos que cedo ou tarde ele irá apostar sua vida culinária, algo que vai dar um drama para crianças e parecer clichê para qualquer leitor com um mínimo obras lidas. No geral, os Shokugekis parecem ter espaço para melhorar o manga.

10

O manga superou algumas de nossas expectativas. Ele ainda tem alguns problemas sérios. Até agora todas as personagens femininas da obra são irritantes e o ecchi é completamente desnecessário. A obra tem algumas piadas, e isso pode ser um ponto forte para alguns, mas fraquíssimo para outros também. O protagonista é muito bom e as informações culinárias são criativas e convincentes, mas, mesmo ainda achando Yakitate Japan superior, Shokugeki no Souma é uma obra que merece uma chance. O maior problema dela é cair em monotonia e ficar repetitiva, que foi o motivo que nos fez dropar Yakitate Japan faltando apenas dois volumes para o fim do manga. As competições de Yakitate Japan eram monótonas, mas os Shokugeki parecem ter mais potencial devido as apostas diversas. Poderíamos simplificar o manga dizendo que é um shounen de luta cheio de clichês bem comum, onde tiraram as lutas e colocaram disputas de cozinha.

Comentário de DROP (Trilles): Fiquei cansado desses shounens “esteriotipados”. É incrível que um manga em 17 capítulos não tenha me feito rir uma única vez, nem me causado uma única emoção, nem me feito realmente querer continuar a lê-lo. E são por esses motivos que eu, que resolvi comentar da obra por aqui, e por isso o Estupratom foi lê-la, estou neste momento DROPANDO Shokugeki no Souma. Me cansei de mangas com qualidade inferior. Shokugeki no Souma não é ruim. Eu daria uma nota 6 ou 7 para o manga no momento, mas como já comentei, não quero saber de obras medianas ou boas. Estou SEMPRE à procura do FANTÁSTICO. Beijos, me liguem.

Comentário Anti-DROP (Estupratom): O manga me deixou interessado o suficiente para ler mais alguns capítulos. Ao contrário do Triles eu dei algumas risadas e já estou acostumado com as lendárias motivações shounen. Mas ao primeiro sinal de repetição exagerada, também vou dropar a obra.

20° Colocado – Devilman capítulo 12

Opiniões: Estupratom.

Esse capítulo foi bom, mas ele não teve o mesmo impacto que os outros já lidos. O protagonista agiu de forma convincente, sempre mesclando sua personalidade humana com sua personalidade demoníaca. Mas as lutas foram simples e não muito interessantes. O foco do capítulo foi ver Devilman liderando outros humanos e mostrando que ainda tem um lado humano ao se preocupar com os outros.

082

E o demônio com a mesma aparência do protagonista nos deixou bastante curiosos. Mas ao mesmo tempo, tivemos um pouco de desgosto ao ver a menina nocauteando uns cinco caras usando sua bolsa escolar. Mas o capítulo retomou nossa atenção ao sabermos sobre o demônio que controlava as aranhas. E para concluir, a parte final do trem foi interessante, mesmo com a garota sendo uma personagem aleatória que vai ser totalmente descartada.

19° Colocado – Love So Life capítulo 56

Opiniões: Gutinho e Jéssica.

Uma palavra: fofo. Esse mangá é a fofura ao extremo, provocando o lado paternal e maternal de qualquer um.

love-so-life-2520267

A mãe de Shiharu morreu quando a garota tinha apenas cinco anos de idade, o que a fez ir morar em um orfanato. Com 16 anos ela é uma das mais velhas do orfanato e trabalha em uma creche por adorar crianças, mas seu maior trabalho é o de servir de babá para um casal de gêmeos: Akane (menina) e Aoi (menino). Com apenas dois anos eles perderam os pais em um trágico acidente e agora estão sob a guarda de seu tio Matsunaga, um famoso repórter. A obra se concentra em mostrar o crescimento dos gêmeos e o amor proibido entre um adulto de 26 anos e uma adolescente, mas nós ainda estamos no começo desse último ponto.

Inclusive, não leiam a imagem abaixo. Senão, pegarão spoilers!

love-so-life-4036655

O capítulo desta semana foi um choque, principalmente com a conversa de Shiharu e sua amiga. Todos os seus sentimentos são compreensíveis, inclusive seus pensamentos em relação ao trabalho.
A obra estava sendo traduzida em português, mas o scan brasileiro aparenta ter morrido, então comentaremos dos lançamentos em inglês.

18° Colocado – Dorohedoro capítulos 70-71

Opiniões: Estupratom, Trilles e Thomás.

Finalmente é revelado uma parte do passado trágico de Nikaido. O achamos convincente mas ele não nos cativou e nem nos impressionou, sendo apenas bom. O diálogo final do capítulo foi bom e esperamos que a Nikaido consiga superar esse trauma e comece a usar sua magia.

Dorohedoro ch70 pag06

O capítulo seguinte foi bem mais emocionante. Temos algumas cenas de tensão envolvendo o chefe dos olhos cruzados. Até a cabeça do En foi utilizada para aumentar o drama. Fora esses momentos, o capítulo estava bem parado, e resultado da luta dos olhos cruzados contra os gordos comendo frango era óbvio. Mas o final criou uma boa tensão para o próximo capítulo. A próxima luta é uma que não conseguimos imaginar o resultado (só as pessoas do grupo que já leram a obra – DERP!). Ela tem muitas variáveis. O chefe vai intervir? A dupla conseguiu aprender um modo de se defender dos postos de pressão de fumaça? O próximo capítulo tem potencial.

Dorohedoro ch71 pag25

17° Colocado – Aoharaido capítulo 27

Opiniões: Jéssica e Larissa.

Aoharaido conta a história de Yoshioka Futaba uma menina bonita e fofa, mas que por sua timidez se tornava muito fofa perante os meninos, por isso acabava isolada pelas meninas no ensino fundamental. Por isso passou a achar os garotos brutos, até que ela conhece Tanaka-kun no ensino médio, mas depois disso acorre um mal-entendido e problemas familiares que impediram ela de confessar seu amor por ele. No Colegial, ela resolveu se esforçar para ser menos feminina, para fazer novas amigas, satisfeita ao viver sua vida dessa maneira, ela reencontra o Tanaka-kun, mas agora ele está sob o nome de Mabuchi Kou e completamente diferente, ele revela que seus sentimentos eram mútuos, mas que ficou tudo no passado. O Kou de agora é frio e nem um pouco parecido com o Tanaka que Futuba conheceu. Será ?

015lj

Apesar da premissa clichê Ahoraido é um shoujo surpreendente e um dos poucos shoujos que lemos, que conseguiu usar os clichês ao seu favor. Tem todo e qualquer clichê imaginável. Triângulos amorosos entre amigas, amiga de infância do cara como rival da protagonista, amor entre estudante-professor. Mas, o desenvolvimento de todas essas tramas foram surpreendentemente lógicas e até mesmo realistas.

007so

No ultimo capítulo lançado, nos trás o desenvolvimento da personagem secundária, Murao (aquela do relacionamento estudante-professor). O que nos deixou mais impressionados com o realismo desse capítulo, onde acontece um foco maior da Murao e de seus sentimentos pelo sensei, acontece uma conversa entre Murao e Tanaka- sensei, onde os personagens conversam e esclarecem uma série de coisas o que normalmente não vemos em shoujo e esse capítulo não foi simplesmente um extra que mostra os acontecimentos desta personagem. Foi dada uma continuidade ao desenvolvimento da protagonista e feito uma ponte até a história da Murao.

16° Colocado – Assassination Classroom capítulos 35-36

Opiniões: Estpratom, Gutinho e Thomás.

Esses capítulos não poderiam começar de maneira melhor. O reitor é um dos melhores personagens da obra e é o personagem responsável pelo melhor foco da obra: o rebaixamento social da classe E. Seus diálogos foram muito convincentes e ficamos impressionados em como ele conseguiu mudar o ritmo da partida. Ele não precisou trapacear e apenas criou uma boa estratégia, motivando o seu time (mesmo isso mais parecendo uma lavagem cerebral) e fazendo uma pressão psicológica no time oponente. E o capítulo apenas melhora quando a partida se torna um confronto de professores.

18

No capítulo 35 esse arco chegou ao seu ápice. O autor conseguiu fazer uma partida emocionante e com estratégias bem interessantes (para o universo da obra). Os dois defensores fazendo pressão no rebatedor foi algo que nunca teríamos imaginado. Essa partida de baseball dividiu opiniões. O Estupratom achou esse o melhor arco do manga, enquanto o Gutinho achou ser um dos piores e o Thomás o achou apenas comum.

15° Colocado – The Breaker: New Waves
capítulos 110-111

Opiniões: Estupratom, Jéssica, Thomás e Gutinho.

Esses capítulos foram realmente surpreendentes. Pensamos que Shi-Woon iria ficar em um estado depressivo se culpando pela morte do ancião, porém, a forma como ele se impôs perante o agente do governo foi bem impactante. Não pareceu forçado e suas atitudes demonstram que o garoto que foi visto em The Breaker é uma lembrança distante. Além disso, a obra até agora não apresentou o pontas soltas ou algo jogado para explicar porcamente alguma situação.

10-11

Infelizmente, o último capítulo lançado não foi impressionante, pois ele foi totalmente dedicado a mostrar as novas habilidades do Shi-Woon, e nada mais. Se ele continuar com essas façanhas nós vamos começar a chamá-lo de saiyajin.

the-breaker-new-waves-4036869

14° Colocado – Haikyuu capítulos 54-55

Opiniões: Thomás.

Haikyuu é um manga sobre vôlei publicado na Shonen Jump. Nele acompanhamos a estória do baixinho Shouyou Hinata, que após assistir a um jogo de vôlei e à atuação de um jogador com o apelido de “Pequeno Gigante”, fica lisonjeado por como uma pessoa de baixa estatura se destaca neste esporte de “gigantes”. Fascinado, entra de vez no mundo do vôlei e vemos sua evolução no colégio Karasuno.

haikyuu

Haikyuu começa muito bem, mas logo entra num marasmo que perdura até todos os membros do clube se reunirem. A estória possui uma boa comédia, personagens carismáticos e, surpreendentemente, desenvolvimento de personagens. O autor até agora tem conseguido colocar uma boa tensão para os jogos que possuem relevância e tem conseguido fazer bons jogos. O ponto fraco dessa obra é com certeza a arte, mas mesmo assim é possível entender os jogos.

haikyuu 2

Comentando rapidamente destes últimos dois capítulos, continuamos acompanhando a partida entre Karasuno vs Aobajousai e começamos com a troca dos levantadores. Estes capítulos estão servindo pra mostrar o que é ser um bom levantador, além de desenvolver os personagens desta posição. O jogo continua interessante e foi muito bom o autor nos mostrar que Sugawara não será somente um peso morto e disputará posição com Kageyama.

13° Colocado – Uchuu Kyoudai episódios 48-52

Opiniões: Trilles, Thomás e Carlos.

Uchuu Kyoudai é um anime slice of life seinen que nos demonstrou ser muito mais do que aparentava. Ele apresenta um enredo cheio de acontecimentos emocionantes; uma soundtrack que, mesmo sendo repetitiva, acaba funcionando muito bem; uma diversidade de cenários bem feitos, mesmo se tratando de uma obra realista; uma arte simplória sendo auxiliada por um CG e uma animação medianos, mas que funcionam perfeitamente; e personagens carismáticos que auxiliam ainda mais o enredo.

Uchuu Kyoudai - 48-22[2]

Como podem perceber, a obra já apresentou algumas falhas técnicas de produção, mas nunca de enredo, até agora.
Infelizmente, o último arco começou bem, mas decaiu nos últimos episódios. O background de Nitta foi bem realista, assim como toda a obra, porém, ele foi muito simples e chato de se acompanhar pelos episódios. O desenvolvimento lento da obra sempre foi rebatido pelos momentos emocionantes que nos são apresentados, mas como isso não aconteceu nesses últimos episódios, o resultado final não foi tão bom como na parte do anime que já assistimos.

Uchuu Kyoudai - 50 -11[2]

Mas devo lembrar que, mesmo com o passado de Nitta fraco, os episódios se estendem também pelo treinamento que acaba de começar. Aliás, que treinamento! A estória começou a mostrar situações mais difíceis para nossos astronautas-wannabe, e com o sistema de ranking que o treinador deles está utilizando, novamente, assim como no primeiro teste onde eles ficaram em uma sala fechada, não podemos prever como ele irá utilizar os resultados de tal treinamento, para que as posições servirão, e o qual será o destino dos personagens da obra.

Uchuu Kyoudai - 49-23[2]

12° Colocado – Magi capítulos 178-179

Opiniões: Gutinho e Thomás.

Magi é um manga publicado na Shonen Sunday que nos remete aos contos árabes e consegue misturar isso muito bem com a história de fantasia criada pelo autor. Magi conta a aventura do magi Aladin na companhia de seu djinn ou gênio Ugo. Percebemos rapidamente que um magi é uma pessoa muito poderosa e isso faz surgir muitas dúvidas sobre quem é Aladin.

3

O começo de Magi não é muito bom, apesar da boa comédia e personagens carismáticos a história em seu primeiro arco não consegue empolgar o leitor, sendo apenas mais um battle shounen. Logo depois o autor começa a trabalhar o cenário e seus personagens fazendo com que a história cresça de maneira surpreendente e empolgante. Um dos grandes pontos fracos de Magi com certeza é a sua arte que acaba atrapalhando as lutas que poderiam ser melhores. Resumindo: Magi é um ótimo manga de fantasia e aventura que apresenta um ótimo enredo e bons personagens que possui como sua maior falha sua arte.

t012

Presenciamos no capítulo 178 algumas explicações referentes ao mundo(cenário) de Magi. Aladin nos explica a origem de todo o conflito contra a Al-Sarem e mais uma vez fala sobre seu dever como magi. Além disso, ficamos sabendo da real situação de Lady Scheherazade. Vimos mais um pouco dos fortes laços de Aladin e Alibaba, sendo que mais uma vez presenciamos aquelas cenas em que se deve apoiar nos amigos para qualquer que seja a situação.

Resumindo: foi um capítulo com bons diálogos e algumas explicações um pouco viajadas. Tivemos a repetição da grande amizade entre os protagonistas e uma boa comédia como já é de praxe da dupla.
Falando do último capítulo, devo dizer que a arte é realmente um ponto fraco do manga. Mais uma vez ficou difícil de entender o que se passava nos quadros. Enfim, tivemos esta semana um capítulo voltado para o Lorde Mogamett em que é mostrado de uma maneira muito boa, toda a desconstrução do personagem que antes defendia todos os humanos e agora só protege os magos e enxerga o resto como simples vermes. O capítulo foi muito bom mostrando mais uma vez a questão humanos x magos. Além disso, ficamos sabemos que o império de Kou está se aproximando da batalha e o Lorde Mogamett pretende exterminar todos os seus inimigos com o que parece ser três Djins Negros.

11° Colocado – Yuureitou capítulos 09-10

Opiniões: Trilles, Estupratom, Lucas e Carlos.

Esses dois capítulos foram bem interessantes. Eles não tiveram um desenvolvimento tão frenético quanto o primeiro volume. Os dois capítulos foram focados no desenvolvimento do personagem principal. A imagem inicial de Taichi virou apenas uma lembrança distante, graças à porra.

51

O Marube está mais sinistro a cada capítulo, embora sua aparência seja porca. Apostamos que ele ainda vai aparecer muito nessa estória, mas a informação mais chocante dos dois capítulos foi a revelação da identidade do Tetsuo. Tínhamos algumas suspeitas, mas não esperávamos que ele iria revelar de forma tão aberta a verdade. E foi perfeitamente realista o Taichi não acreditar nele, afinal, naquelas circunstâncias, quem acreditaria? Temos nossas dúvidas, mas se o flashback estiver correto, o Tetsuo pode não ser um suspeito no caso. Na verdade, não acreditamos nem um pouco nele.

yuureitou-3855993

Essa é uma das obras que mais superou nossas expectativas ano passado, e ela não nos decepcionou nenhuma vez até agora. Esperamos que a tradução continue saindo de forma frequente, apesar da qualidade dos americanos ser MUITO superior.

10° Colocado – Green Blood capítulo 23

Opiniões: Lucas e Estupratom.

O fechamento do primeiro arco de Green Blood, e sinceramente um bom fechamento, levando em conta os últimos capítulos que não tinham sido nada de mais. O capitulo mostrou o desfecho da guerra entre as gangues, e o que aconteceu com os irmãos Burns, e sinceramente tudo correu como esperado. Temos o fim trágico dos Grave Diggers, e o excelente final Mcdowell, que manteve até o fim sua índole  assim como todos os personagens da obra, que tiveram suas conclusões muito bem desenvolvidas, inclusive a população de cinco pontas, que apareceu para dar seu veredito sobre as gangues. E para finalizar o capitulo já deixou engatilhado o próximo arco da obra.

02

Também tivemos uma revelação inesperada envolvendo a identidade do líder da gangue adversária. O ponto forte do capítulo foram os diálogos do Mcdowell e o ponto fraco foi a narrativa envolvendo o Ceifador. Um personagem que nunca apareceu antes brotar na casa onde os dois irmãos estão sendo tratados trazendo todas as informações sobre o King foi bem forçado. Em sua totalidade o capítulo foi bom e só para constar, a arte continua excelente.

17

9° Colocado – Gunnm Last Order capítulo 67

Opiniões: Estupratom.

Fazia muito tempo que o Uchiha Scanlator não lançava um capítulo de Gunnm LO. O capítulo começa interessante. Ficamos surpresos ao ver Sechs conseguir realizar o movimento de Zekka. A luta estava mediana, foi interessante ver as estratégias envolvendo tecnologias, mas a luta de um guerreiro contra um robô desse estilo não nos cativou. O capítulo ficou realmente emocionante com a volta de Zazie.

Gunnm_LO_v11_c67_p152

Ele fez uma ótima luta ao lado de Gally e estávamos há muito tempo esperando para vê-lo lutando novamente. E como esperado, o personagem já começou nos surpreendendo, injetando células berserk no robô, algo que nunca tínhamos cogitado. A conclusão da luta foi fantástica. Não conseguimos imaginar um final melhor para ela.

Gunnm_LO_v11_c67_p159-160

8° Colocado – One Piece capítulos 703-704

Opiniões: Estupratom, Lucas, Thomás, Carlos, Gutinho e Jéssica.

Esses dois capítulos começaram com uma ótima revelação. Luffy não quer guardar a Akuma no Mi de Ace como lembrança, mas sim dá-la a alguém que ele ache digno. O que nos deixou mais surpresos no capítulo 703 foi o fato de uma mulher conversar com Sanji e ainda por cima dar bola para ele. Ela é a primeira que pode vir a ter um relacionamento mais profundo com o personagem. Apesar dele ter sido bem aleatório, a expectativa gerada foi positiva.

10

Novamente o autor mostra que ele sabe trabalhar bem seu cenário. Sempre que ele tem e chance, reaproveita informações e personagens do passado para tornar a jornada mais convincente e menos linear. Nesse capítulo ele adiciona mais alguns personagens à trama e dentre esses inúmeros personagens nós acreditamos que alguns se destaquem, como: a gladiadora de fio dental, que tem um objetivo que pode ser bem trabalhado durante a obra; o príncipe pode ser importante, talvez tenha ótimas lutas e será um alívio cômico; e com certeza a lenda da estatua de Kyros será importante para o arco e quem sabe para a estória inteira. O autor não criaria algo desse tipo por nada, porém, ele poderia ter apresentado os novos personagens de maneira melhor, pois nos pareceu meio jogado. Para apimentar ainda mais o arco, nos foi revelado que um dos participantes do torneio é o lutador de WWE que faz parte do bando do Barba Negra, e também tivemos a volta de Belamy, um personagem que apareceu há muito tempo na obra e que pensávamos que já tinha sido esquecido/morto.

704_18_19

Os dois capítulos foram bem balanceados. Temos boas surpresas, um desenvolvimento satisfatório e uma boa comédia. Sempre mantendo a criatividade do autor e sua boa dinâmica de quadros. Esse arco promete ser bem melhor que o anterior.

7° Colocado – Chihayafuru 2 episódios 11-13

Opiniões: Trilles e Gutinho.

Chihayafuru é uma obra que definitivamente receberá uma review nossa no futuro. Assim que foi lançada como anime, muitos nem deram atenção, alguns viram alguns episódios e acharam inútil, mas gosto de dizer que foi uma das obras mais underrateds em seu lançamento. O anime evolui de forma incrível. Todos os personagens se encaixam perfeitamente na obra, apresentam um bom desenvolvimento e são todos úteis para o enredo.

Chihayafuru 2 - 11 - Large 04

Um ponto fortíssimo de Chihayafuru é sua ambientação, que cativa qualquer um facilmente, principalmente por seu ambiente bem colorido e montado, além da animação e da soundtrack, que fazem um trabalho perfeito para a obra.

Nessa segunda temporada pudemos ver os personagens sendo mais desenvolvidos e flashbacks nos mostrando treinamentos e conversas importantes entre os personagens muito interessantes. E nos 3 capítulos comentados em si, eles aparecem com ainda mais frequência, sendo muito bem colocados entre cenas de tensão e/ou alegria para os personagens, que acabam nos fazendo entender melhor o porquê deles terem alguns sentimentos em certas ocasiões.

Chihayafuru 2 - 11 - Large 31[2]

Mas o destaque vai, de fato, para a nova personagem Megumu, que entrou como uma pobre coitada querendo se tornar rainha, mas que está sendo muito bem desenvolvida em poucas cenas e diálogos. Conseguimos entender todo o sentimento dela e sua vontade de vencer pelas amigas por pequenos gestos. Além, é claro, da motivação óbvia de qualquer jogador: se tornar melhor. Afinal, quem não gosta de ser bom em algo?

Episode 12

O torneio está indo perfeitamente bem no momento, com intrigas ocorrendo, personagens sendo desenvolvidos, novas figuras aparecendo e nossa personagem principal, Chihaya, sendo muito bem desenvolvida. A única falha que posso achar para esse torneio, que infelizmente é bem grave, é seu ritmo, que está sendo meio lento, algo que pode prejudicar alguns telespectadores (a narrativa de uma obra é seu ponto mais importante). Mas caso você consiga aguentar alguns episódios para ver a resolução de uma ótima partida, Chihayafuru lhe trará um grande prazer, principalmente por sua ambientação, pelo “feeling” que a obra dá.

6° Colocado – The Ravages of Time
capítulos 01-06 (volume 01)

Opiniões: Lucas e Carlos.

The Ravages of Time é um manhua seinen histórico escrito e desenhado por Chen Mou, que ganhou o sexto lugar do nosso Top 10 – Melhores Artes v2.0 por sua arte incrível.

The_Ravages_of_Time_v01_c01 - 038-039

O manhua é uma adaptação do romance Os Três Reinos, que conta uma parte da história chinesa, que foi marcada por revoluções, disputas sangrentas, e uma rotatividade política bem grande, afinal, são três reinos, mas vamos poupar vocês dos detalhes, já que mesmo um mínimo detalhe desta disputa, é um spoiler gigantesco.

The_Ravages_of_Time_v01

O manhua começa com uma ofensiva contra o líder da família Sima, e a primeira coisa que se pensa ao ver essa cena é que o manhua será uma fantasia com bases históricas, mas tudo não passava de um sonho, já que, apesar de o manhua apresentar alguns detalhes meio fantasiosos da estória para assim deixá-la mais agradável, mas ela não chega nem perto de ser uma fantasia. Então, o manhua mostra o jovem Yi Sima, já anunciando sua estratégia para tomar o lugar de Dong Zhuo, e o manga já mostra sua cara com uma explicação muito bem resumida de como funcionará o ataque e logo de cara já mostra sua execução, imediatamente seguido para as consequências deste ato.

The_Ravages_of_Time_v01_c03 - 090-91

E mesmo desenvolvendo a história e articulando a ação de forma tão frenética, o volume ainda apresentou todo o panorama político da China, colocando perfeitamente o leitor a par dos acontecimentos, e ainda por cima apresenta todos os principais personagens da obra, mesmo que alguns tenham somente uma apresentação superficial. Tudo isso poderia deixar a leitura do volume pesada, mas o volume ainda foi intercalado com uma comédia muito natural, tendo o quinto capítulo principalmente focado na comédia.

The_Ravages_of_Time_v01_c06 - 177

O final do primeiro volume ainda apresenta revelações muito interessantes, deixando aquela vontade de saber o que virá a seguir. Definitivamente The Ravages of Time é uma das melhores adições deste ranking, e esperamos que gostem de como ela será desenvolvida.

5° Colocado – Jojo’s Bizarre Adventure
episódios 24-26 (fim do segundo arco)

Opiniões: Trilles.

Jojo’s Bizarre Adventure é uma obra bem antiga que cativou muitos, e ainda marca até nos dias de hoje. O manga é imenso, mas há pouco tempo, recebemos essa nova animação, que nos mostrou o primeiro e agora o segundo arco do manga, esse último já sendo terminado. Graças à porra, já tivemos um pequeno sneak peak dizendo que uma terceira temporada virá. Provavelmente, como todos dizem, gostarei ainda mais da próxima temporada do anime, mas até então, já posso elogiar (e muito) o novo anime de Jojo.

mmm-jojos-bizarre-adventure-24-118819ed-mkv_snapshot_20-48_2013-03-26_23-02-36 (1)

Jojo’s Bizarre Adventure sempre brinca com o conceito shounen exagerado. Logo no início da obra, nosso personagem principal faz um “vilão” resolver ajudá-lo, simplesmente por ser a pessoa mais ingênua do mundo. É sério, essas são as exatas palavras do “vilão”: “Incrível! Eu vou te ajudar, porque você é ingênuo demais!” Ou quase exatas, mas, enfim, é um anime “shounen trash”, que faz palhaçadas o tempo inteiro, mas que também é cruel a todo o momento. É muito interessante como um shounen possa apresentar vilões tão cruéis a todo o tempo.

jojo25

O final deste arco não poderia ser melhor. Encontrei mínimos problemas em certas partes, mas no geral foi uma das experiências mais agradáveis que tive neste ano até então. Jojo definitivamente merece uma alta posição neste top, e como spoilers não devem ser dados para uma grande obra, só a estou colocando aqui para que os que ainda não a conhecem, tenham uma chance de se deslumbrar, com as aventuras extremamente bizarras de Jojo.

4° Colocado – Worst capítulos 57-59

Opiniões: Estupratom.

Gostamos muito dessa obra e a recomendamos a todos. Como ela já está no volume 15 e muitas pessoas pediram por comentários dela por aqui, não vamos ficar contando sobre o que ela apresenta. Este texto será focado para os leitores que a acompanham. Se você está pensando se ele vale a pena ou não lê-la, pode ter certeza que sim, mas caso não a tenha lido ainda, pule esta colocação do ranking.

Nosso único problema com Worst é o número enorme de personagens do manga. Não nos entendam errado, isso torna o enredo ótimo e imprevisível, mas é muito difícil lembrar o nome de todos ele.

[Small Berserker]Worst_v15_c057_004_005

O volume 14 foi fantástico! Tivemos muitos acontecimentos chocantes e finalmente o Amachi começou a se mexer. Em poucos capítulos ele já se tornou uma das principais ameças da província tendo muitos capangas perigosos ao seu lado. O primeiro capítulo do volume começa de forma frenética. Temos um ótimo diálogo entre Adachi e Sera Kawada e a luta se inicia de forma surpreendente, com uma golpe baixo devastador do “bonzinho” da vez. Em briga de rua vale tudo, e Worst faz questão de lembrar isso.

[Small Berserker]Worst_v15_c057_018_019

O realismo das batalhas de Wrost é ótimo. Se alguém toma um golpe forte no queixo ou nas costelas ele cai no chão. As lutas são emocionantes e convincentes. A batalha foi boa e direta, tendo um fim previsível, mas seu decorrer superou nossas expectativas. E no final do capítulo tivemos Amachi tendo uma reflexão que nunca imaginaríamos ver pelo personagem. Parece que ele está em busca de alguém que possa derrotá-lo, e o único que já fez isso foi Hana.

Em seguida, temos um integrante novo que entrou para a família de Hana e gostamos muito do flashback que explicou o motivo do personagem querer entrar para o grupo. Ele consegue um oponente chamado Abo para lutar contra Hana. O cara teve a coragem ou burrice de desafiar Guriko três vezes. Até mesmo o Guriko, conhecido como demônio na terra, considera Abo um cara forte.

A luta foi boa e sua conclusão foi imprevisível e hilária. Nunca imaginaríamos que ele iria sair correndo após ver o upper de Hana. A conclusão foi bizarra mas foi a melhor para a ocasião. E no final do capítulo, Kazumitsu ainda vai provocar o Guriko dizendo que o Abo achou que o Hana era mais forte que ele. O Kazumitsu provoca porque eles são amigos, mas qualquer outro iria ganhar um estadia no hospital.

[SmallBerserker]Worst_v15_c059_148

Esses capítulos foram ótimos e o manga está com um ritmo frenético. O confronto entre os rivais está se desenvolvendo de forma perfeita e o autor sempre adiciona novos personagens e os trabalha bem. Wrost deve ser manga com mais personagens secundários que já vimos.

3° Colocado – Sanctuary
capítulos 01-12 (volume 01 e início do 02)

Opiniões: Trilles, Jéssica, Estupratom, Lucas e Carlos.

Começamos a traduzir Sanctuary a tempo do novo Ranking Semanal. A obra é de Buronson, um escritor que respeitamos muito. A arte do manga é bem realista e com características de sua época, conseguindo nos impressionar em vários momentos.

O manga apresenta um enredo sério e interessante logo de início. Ele nos conta principalmente sobre a história de Hojo e Asami, dois homens que pretendem mudar o Japão, um por dentro, e outro por fora (hmmm…! ;D). Eles atuam como luz e sombra e ambos tem um ódio pessoal pela política do país, que é feita por velhos corruptos. Suas motivações chegam a ser contagiantes.

17

Hojo, o protagonista, é um personagem convincente, realista e muito bem elaborado que sabe o que quer e como alcançar, e Asami também não foge muito disso. Os dois são bem lógicos em tudo o que fazem e apresentam um relacionamento interessante logo de início, além de terem um potencial fantástico (hmmmm…!! ;D). Porém, o mais interessante é que o autor está fazendo uma obra que envolve muitos personagens, e não apenas os dois protagonista e alguns oponentes. Todo o enredo é bem trabalhado usando todos esses personagens, cada um com suas características próprias, e os choques que aparecem em certos momentos, nos deixando confusos e ao mesmo tempo com vontade de entender mais sobre os planos dos protagonistas, é o que mais nos impulsiona a continuar lendo a obra.

14

As chantagens e ameaças tem sido um ponto forte do manga. Todas tem sido muito criativas e realistas. Os problemas políticos e a política japonesa em si são muito bem trabalhados, novamente, envolvendo vários personagens importantes, com opiniões fortes e ações marcantes. É a obra sobre yakuza mais realista que já vimos. O enredo nos prendeu com suas reviravoltas. O autor consegue fazer uma narrativa envolvendo crime, polícia e política de forma exemplar, e o protagonista tem uma das características mais fortes que um personagem desse tipo poderia ter. Ele é um vilão com tanto carisma e personalidade que nos faz sentir obrigados a torcer por ele. O mesmo ocorre com Ryo, em Shamo.

01

Definitivamente continuaremos e terminaremos de editar e revisar Sanctuary. Ele é um manga que nos impressionou muito logo em seu primeiro volume, e já adiantando, só melhora. Não pegaremos nunca um manga que consideramos ruim para traduzir e/ou editar. Porém, obviamente alguns são melhores que outros, e Sanctuary está perto do topo, pelo menos por enquanto. Isso sim é um manga de yakuza, gangues em geral, mafia e política, e não aquela merda de Sun-Ken Rock.

E o início do volume 12 apenas completa nossos pensamentos. A obra começou a esquentar, e isto é visível para os leitores. Vemos que as tramas aumentarão logo e o manga subirá de nível, provavelmente.

2° Colocado – Capeta capítulos 01-03 (volume 01)

Opiniões: Lucas e Carlos.

Capeta é um mangá de 32 volumes feito pelo autor Masahito Soda que foi terminado recentemente (março de 2013). O manga conta a estória de Taira Capeta, que tenta realizar seu sonho de chegar ao topo da hierarquia automobilística, ou seja, a tão aclamada Fórmula 1. A obra apresenta um tema e uma premissa pouco utilizada em qualquer tipo de mídia, e até agora (volume 1) teve um desenvolvimento incrivelmente realista e até bastante didático na questão de como é difícil iniciar a vida no automobilismo. Ah, e ele apresenta uma arte fantástica para a época!

capeta_v01_c03_p143

O manga encanta o público e principalmente os amantes de carros, fazendo menções a diferentes carros e corridas ele prende a atenção. Tudo é muito bem amarrado, assim, tem-se um enredo que flui facilmente durante várias paginas (só o primeiro capitulo tem 80) que não fica chato, fazendo o leitor se deliciar com o andar da carreira do jovem Capeta.

Capeta-v1-p035

O desenvolvimento dos personagens é impressionante, sendo que só foi visto o primeiro volume, principalmente entre a criança (Capeta) e seu pai. Nesse relacionamento vemos como é difícil criar um filho sozinho. Mesmo com toda a maturidade do garoto, muitas das vezes chega a ser emocionante a relação apresentada entre os dois. Também é apresentado mais alguns personagens, como por exemplo, os dois amigos de Capeta: Suzuki Monami, candidata número um a par romântico; e Andou Nobu, ex-inimigo que virou amigo (o autor já descartou o primeiro clichê shounen) que esperamos que sejam bem trabalhados no desenvolver da obra.

capeta_v01_c03_p157

Capeta teve um primeiro volume que realmente agradou e criou muitas expectativas para o desenvolvimento da obra, tanto em enredo quanto em arte. Assim, esperamos que durante esses 32 volumes Capeta se torne um daqueles mangas que possamos colocar na lista dos inesquecíveis, e pelo que vimos até então fora o que o Trilles comentou do anime que assistiu inteiro, isso não será um sonho. DALE CAPETAAAAAAA!!!!!!

1° Colocado – Hunter x Hunter
episódios 68-74 (anime novo)

Opiniões: Trilles e Gutinho.

Muitos falam mal do arco Greed Island como o pior de Hunter x Hunter, mas gostamos muito do desenvolvimento dos poderes dos personagens principais e da aparição de Biske. No início, achamos que a garota seria apenas uma boladona trollando Gon e Killua, mas desde que apareceu até o último episódio, contando também o episódio 72 que revelou pelo menos parte de seus poderes, ela vem sendo uma ótima personagem.

Hunter-X-Hunter---73--332

Além disso, os poderes de Gon e Killua funcionaram muito bem. Togashi (autor) pensou bem antes de montar essa maravilhosa obra, e deixou cada personagem com poderes únicos, que combinam com suas personalidades.

Hunter-X-Hunter---73--402

Hunter x Hunter - 70-25[2]

Todas as lutas do arco final foram impressionantes. Desde a partida de queimada (que foi estupidamente fantástica) até a última luta contra Bomber. Gon e Killua cresceram muito, aliás, devemos comentar que usar ioiôs como armas foi algo muito interessante por parte do Killua, e Gon usando um simples jokenpo como habilidade foi fantástico. Togashi sempre brinca com o “sério vs. infantil”. Mesmo os personagens sendo apenas crianças, eles lutam até a morte, logo, nada mais lógico do que um brinquedo ou uma brincadeira sendo usados como armas. É muito interessante como o Nen (poder da obra) funciona, e às vezes, ele se manifesta em coisas simples, como um hobby. No caso de Razor, seu Nen serviu para suas habilidades em vôlei.

Hunter X Hunter - 71-4

Devemos dizer que, de todo o arco até então, a única real falha que pudemos encontrar seria, como já vi comentarem, o mal uso das cartas, afinal, já que os personagens se encontram num jogo onde trilhões de magias diferentes seriam possíveis, nada mais lógico do que usarem essas magias. Mas novamente, Togashi saiu da fogueira ao explicar o objetivo do jogo. Tudo foi muito lógico desde o início, já que usar uma carta, lhe deixa mais longe de completar o jogo, e ao completar o jogo, você leva cartas como recompensa, e se pararmos para pensar na utilidade de apenas algumas cartas, o jogo se torna uma grande caça ao tesouro, que é o que acontece nesses últimos capítulos com um grupo tentando roubar cartas de outros. O mais interessante foi as cartas mais básicas servirem tanto. Isso é algo que, de fato, acontece em muitos jogos. Nem sempre os melhores itens e opções são úteis. Em certos momentos, as habilidades que seriam mais úteis para nossa vida seriam as mais simples nos jogos, como teletransportes, que são as cartas mais usadas pelos personagens.

Para completar, só devemos dizer que Hisoka aparecendo só acrescentou qualidade ao arco. O cara é simplesmente um puta personagem que deixa qualquer telespectador feliz quando aparece.

tumblr_m5sh9omjHI1r8fsdno1_1280

Como sempre, só podemos dizer que viramos grandes fãs da nova série animada nos últimos tempos. É incrível como um shounen da Jump pode ser tão bom (definitivamente a melhor obra da revista em nossa opinião), e o pior é o bando de retardados nos chamando de “cult” por aí. Ai ai…

Imbecil da Semana

Esta escolha foi a mais fácil de todas. O Madara merece receber o posto de imbecil da semana. Esse estava sendo um dos flashbacks mais interessantes da obra e esse mini arco envolvendo o Sasuke e os Kages estava sendo a melhor parte da falha que é o arco da grande guerra ninja. Em poucos capítulos o Kishimoto fez personagens com motivações mais convincentes do que os protagonistas da obra, elevando a expectativa de todos os leitores. E no final ele termina o flashback com uma birra de um emo com motivação para destruir o mundo e uma luta com uma arte repugnante. A única coisa que tinha prestado foi sua “morte”, que ao mesmo tempo foi uma das fraquezas do capítulo. O modo que ele foi derrotado não abre portas para que ele termine no fundo da terra sobrevivendo sugando a energia de uma árvore. Provavelmente o Zetsu vai aparecer e salvá-lo, mas vai continuar uma merda do mesmo jeito.

16

MVP da Semana

O prêmio desta semana vai para Hojo de Sanctuary. O personagem foi tão bom que ele foi a decisão unânime de todo o grupo para este prêmio. Ele é realista, imprevisível, convincente e tem carisma e um ótimo background. Ele é um personagem tão completo que não precisa de longos diálogos ou falsas morais. Sem a menor sombra de dúvidas ele foi o mojo do manga Sanctuary em seu primeiro volume.

22

Imprevisível da Semana

O personagem imprevisível desta semana não foi fácil de perceber. Tínhamos alguns candidatos mas o Lucas lembrou de um personagem que tínhamos deixado passar e que com certeza foi o personagem que mais surpreendeu essa semana. O vencedor é o Luffy de One Piece. Todos ficamos surpresos com a sua maturidade. Ele é um personagem conhecido por ser movido pela sua burrice, pelos seus sentimentos e pelo seu estômago. Quando o Luffy afirma que ele deseja dar a fruta de Ace para alguém em vez de guardá-la como recordação, todos nós ficamos surpresos. E para ganhar mais alguns pontos ele decide colocar uma armadura de gladiador, algo bem inesperado e engraçado.
one-piece-4028145

Bom, este foi o Ranking Semanal do EMD, primeira edição. É incrível como demoramos para montar tudo isso, e como deu trabalho, mas os próximos serão bem mais fáceis.

Gostaríamos MUITO que vocês COMENTASSEM dizendo o que acharam do novo formato, e por favor, sem comentários imbecis! -_-

Até semana que vem!

66 pensamentos sobre “Ranking Semanal EMD #1 – Agora a coisa ficou séria!

  1. Bom trabalho no ranking. Eu gostaria de deixar a sugestão de que vocês coloquem o anime de Shingeki no Kyojin no ranking porque pelo primeiro episódio parece estar foda demais.

  2. Posso pedir pra vocês ficarem de olho em Strain? Mesmo desenhista de Sanctuary, mas acho que os autores são outros. Strain começa meio devagar, mas só por ser do Ikegami já merece um destaque, a arte dele é foda, e ele só faz mangás fodões. Acompanhem Strain, prestem atenção nos personagens, eles são o ponto forte do mangá, e vai ter um plot-twist com um personagem (não vou falar qual) que vai deixar vocês de queixo caído. Sem contar a Shion, é uma caixinha de surpresas :3

    E, segundo o Manga Updates, não é o Buronson quem escreveu Sanct (a não ser que ela esteja usando um heteronônimo).

    E como sou eu que traduzo Sanct, se alguém passar por aqui e ler o comentário… é, meu filho, agora a coisa ficou séria nesse tal de “mundo dos scanlators”.

  3. Esse novo formato ficou confuso, era melhor quando somente uma pessoa fazia resenha e, infelizmente, misturavam HQ no meio. Pela quantidade de releases que tem semanalmente, tanto de mangas quanto de animes, poderia ser feito um ranking semanal para cada categoria. E é GreeD Island em Hunter X Hunter.

      • Animes e mangas são mídias com propostas e recursos diferentes demais para serem comparadas entre si em um ranking. Além do fato de que como diferentes pessoas assistiram/leram diferentes obras, a classificação por ordem de melhor a pior não tem como seguir nenhum critério padronizado, baseando-se puramente num “achômetro” debatido entre “reviewers” que assistiram/leram uma obra em questão com quem não assistiu/leu.

        • Sobre o “animes vs. mangas”, não concorda que, caso não se interesse em juntar os dois, é só ignorá-los? Fazer um ranking só de animes iria deixá-lo muito pequeno, com no máximo 10 obras, porque não somos como vários outros grupos que gostam de absolutamente tudo e que comentam sobre tudo. Não vamos dar uma de masoquistas e assistir trilhões de animes, por isso, juntar é a melhor opção. E como falei, se não se interessa em ver os dois juntos, é só você mesmo ignorar os animes.

          Agora, sobre o “achômetro”, quando você achou que tinha uma padrão para qualquer ranking semanal??
          Quando você compara obras de gêneros, estilos, traços, e objetivos diferentes, se torna claramente impossível colocá-las em uma ordem plausível a todos. O ranking do Estupratom sempre foi o gosto pessoal dele, assim como o ranking do Dark-Fenix, parceiro nosso, mostra as opiniões pessoais dele, e o ranking de um imbecil do fórum project, que tem a opinião dele. O nosso novo ranking semanal juntou a opinião de todos do grupo. Comentamos o que gostamos mais em uma obra, e porque ela deveria ficar em tal posição. Em certos casos, alguns dão o braço a torcer por questão de respeito e para não levar a brigas desnecessárias, como o Estupratom, que adora OnePunch-Man, mas é só você ver a posição em que a obra ficou para entender que ele respeitou a opinião do grupo.

          Um ranking semanal nunca é feito com um critério padrão, ou baseado em pontos técnicos, ele é e sempre será uma OPINIÃO generalizada sobre várias obras, colocando-as em ordem de pior para melhor/melhor para pior. Mas mesmo o gosto do grupo sendo bem diferente que o do Estupratom, você pode ver que continuamos seguindo um certo “padrão”. Nenhuma obra de arte porca ficou no topo. Nenhuma obra com enredo fraco e/ou cheia de falhas ficou sequer na 10ª colocação. Colocamos tudo que realmente todos acreditam ser de mediano para fantástico (fora as obras semanais da shounen jump). Para você ter noção, algumas das obras adicionadas inclusive chamaram a atenção do Estupratom. Com isso, muitos do grupo conheceram obras de outros que nem tinha ouvido falar, e isso funciona da mesma maneira para vocês, nossos leitores.

    • Então você é contra de certa forma como rankeamento das obras é? Eu não ligo muito pra a ‘colocação’ no geral também.
      Eu só quero ver a opinião de outras pessoas sobre algumas obras que eu acompanho (a opinião de um grupo, não necessariamente uma ‘verdade universal’). Em geral, é por isso que eu venho aqui toda semana ver o ranking.

      É interessante principalmente pelo fato de você ver alguma coisa que você não notou no capítulo ou/e não ligou o acontecimento com um fato passado, etc. Também as vezes aparece uma piadinha legal sobre algo idiota no mangá. Isso é que faz o ranking, que nada mais é que uma resenha de cada capítulo, posto em colocações de ordem.

      Caso você tenha algo a complementar ou alguma crítica, pra isso tem os comentários. xD

  4. Gostei do novo ranking, não vou debater muito sobre os shounens (quanto a história tá ruim, péssima, e etc… kkk), até porque é uma questão de gosto né…?!
    Sendo que em Naruto acho que vocês esqueceram do detalhe de que Madara só *atacou a vila* pra lutar com o Hashirama na tentativa de pegar os poderes dele (Pra puder completar os 6 caminhos do Rikudou sennin). Não foi dito no flashback, simplesmente porque era a versão do Hashirama e ele não sabia de nada disso. Ainda achei interessante saber como foi feito o monte que seria chamado de vale do fim e etc, mas não teve muito impacto…
    As dúvidas que ainda ficam é: Como o Madara viveu, provavelmente explicarão?
    E principalmente DE QUE MORREU O HASHIRAMA? Já que não foi o Madara quem matou. Mas será que vão explicar?…

    Bleach eu achei ‘interessantezinho’, simplesmente porque eu esperava que seria pior, achei que a mãe do Ichigo era Sakuramente inútil, Sendo que eu queria ver a família Ishida lutar, as empregadas ‘Kuroshitsujis’ da família. E vamos ver como é que o Ishin perdeu os poderes. E de que a mãe de Ichigo morreu na verdade. Porque esse acontecimento derrota totalmente a veracidade da versão que o Ichigo sabia.

    One Piece foi legalzinho, o da semana passada foi muito engraçado com isso de Lucy e etc. Só achei uma perda de tempo imensa aquele tal ‘bonitão’ que também não teve criatividade nenhuma no design . Mas as piadas funcionaram e tal… Vamos ver de agora em diante.

    E Hunter… Tem o que falar? Parece que é a única vez que eu concordo com vocês… kkk!

    Comecei Sanctuary, é muito bom! A edição tá muito boa. Durante a semana eu leio mais!

    E lançou o anime de shingeki no kyojin, não sei se já viram (o anime), mas tá interessante demais, muito bem feito.

  5. Muito legal esse estilo novo…. Tão de parabéns por sempre querer melhorar e deixar mais e mais interessantes para nós…
    Acompanho Naruto desde sempre mas admito que ta ficando/já ficou chato, mas que bom que Hunter X Hunter ta em 1, merece,concordo muito ótimo anime, e daqui a pouco os episodios deixam de ser remake!!

  6. Se assistir algo que por gosto pessoal desagrada, justamente para fazer a review e rankear é um sofrimento muito grande, chega a hora de repensar se está fazendo o que faz de maneira correta. Quando se resenha algo, nem sempre é para melhor, como acredito que vocês bem sabem. Ler e assistir coisas ruins faz parte do jogo e quando chega a certo ponto, entra em cena um artifício interessante que vocês usam com frequência que é o “dropar”. Acompanhar as reclamações de como chegaram a tal medida é interessante, embora às vezes o julgamento pareça prematuro. Falando em um ranking de animes, a nova temporada começou com vários lançamentos dos quais certamente daria para fazer uma triagem interessante para ser rankeado semanalmente. Até o processo de seleção de novas séries daria uma matéria chamativa para os leitores se inteirarem não só do que tem estreou, mas mostraria o porquê da série ser seguida ou largada. A solução de “Só ignorar” já era muito utilizada quando misturavam HQs. Quando vi que fizeram uma seção própria para o formato, achei que estavam num rumo mais conciso. Quando vi que trocaram cebola por pimentão na salada, achei que voltaram ao o que era antes.

    Evidentemente não haviam critérios padronizados evidentes, mas ainda haviam alguns, e isso era implícito muitas vezes e explícito em outras. Por exemplo, quando o Estupratom citava que tal autor sabia fazer páginas duplas, que a página estava confusa, a progressão do enredo ou que a cena de ação era bem retratada, para depois ele a categorizar a obra em um ranking, ele estava usando algum critério. Mesmo levando em conta gêneros, estilos, traços, e objetivos diferentes de cada autor. A arte de Devilman é completamente diferente da de Green Blood, mas quando os capítulos em questão de cada obra são comparados com capítulos anteriores da mesma, existe um ganho, perda ou mantimento de qualidade a cada nova semana. A soma de todos os “critérios subjetivos” resulta na chamada ~OPINIÃO generalizada~ (agora do grupo), que é utilizada para dizer que alguma coisa foi melhor ou pior que outra.

    Ah sim, é claro. Sobre a questão das várias vozes no ranking, se vocês acham conseguem manter o formato, boa sorte. Embora essa parte sobre “algumas das obras adicionadas inclusive chamaram a atenção do Estupratom” e “muitos do grupo conheceram obras de outros que nem tinha ouvido falar” soou exatamente assim:

    -Fulano, comi arroz hoje, já comeu?
    -Não Ciclano, eu comi só feijão durante toda minha vida.
    -Pois é Fulano, arroz é tão bom, tenho certeza que você vai gostar, por isso posso dizer certamente que arroz é melhor que feijão.
    -Sério Ciclano? Eu o conheço faz anos, logo, sua opinião certamente tem credibilidade para eu concordar com isso.

    Acho que leitores conhecerem obras novas em rankings é algo natural e interessante, reviewers fazerem isso no processo de produção do ranking até é também, embora o ideal seria já terem ideia do que estão lidando na hora qualificar algo.

    • Não entendi seu comentário. Não sei se contra-argumentou algo ou não, pois não vi contra-argumento algum, mas os pontos principais de termos mudado o ranking são:

      1 – O Estupratom mesmo já nos disse que ele não segue um critério. O certo a se fazer em um ranking.
      2 – Sua opinião, assim como a de todos do grupo, continua intacta.
      3 – A opinião dele muitas vezes estava sendo colocada como a do grupo inteiro, o que nos prejudicou inúmeras vezes.
      4 – Adicionamos mais obras, logo, mais conteúdo para o público.
      5 – Adicionamos animes, coisa que já estavam nos pedindo a tempos!
      6 – Todos montaram um ranking próprio, e usamos esses rankings pra montar o geral. Não é a versão final ainda, o melhoraremos, colocando o ranking de cada um escrito no final e coisas do gênero, mas pode ter certeza que ninguém ficou insatisfeito com a posição de alguma obra, do jeito que o ranking saiu.

      Termino essa discussão dizendo que nunca acompanharemos muitas obras das temporadas. Não sei se nos acompanha, Igor, mas fazemos toda temporada uma season review, com nossas opiniões sobre os 4 episódios de todas as séries que achamos, comentando inclusive dos mangas delas, agora, se 4 episódios já quase nos dão um infarto, imagine as acompanharmos semanalmente. Tá maluco!
      Como disse, somando os animes que normalmente são suportáveis ou bons de uma temporada aos que já assistimos que são longos (como Chihayafuru, Uchuu e HxH), daria menos de 10 animes no ranking, algo que não queremos.

      • Só uma coisa,concordo com todas as colocações menos a número 1. Da onde você tirou que eu não tinha critérios. O rank era organizado pelos capítulos que eu achei melhor na semana e não os capítulos que eu “gostei” mais.

        Eu sempre usei diversos critérios para decidir os melhores, como desenvolvimento de enredo, continuidade, desenvolvimento de personagens primários e secundários, arte, cenário, se os acontecimentos foram convincentes, criatividade, humor, se me surpreendeu, etc.

        É óbvio que alguns desses critérios estão ligados diretamente com meu gosto pessoal, como humor, se me surpreendeu e se me foi convincente, mas eu sempre usei diversos critérios e sempre os comentei.

  7. eu sinceramente achei confuso como antes havia previsto,todavia ao ver o tópico numero 6 no comentário acima,a possibilidade do “ranking” ficar melhor esquematizado aumenta consideravelmente.

    • Mas confuso COMO? Preciso saber para melhorar o ranking. Se não tiver um motivo concreto para o ranking estar “confuso”, não temos como melhorá-lo. Do contrário, acho que vocês devem o ter achado confuso simplesmente por ter muitas obras, ou pelos animes, mas como comentei, só é preciso ignorá-los.

      • No meu caso a confusão é derivada pela “opinião do grupo”,sabendo que algumas das obras foram lidas apenas por 2 ou 3 pessoas(afinal a opinião só pode dada sobre algo que se conhece)tornasse algo confuso ao pensar que a opinião de um grupo repousa em tão poucas psiques,tendo em vista um coletivo tão heterogêneo quanto o EMD(não que algumas dessas mesmas obras não tenham chamado-me atenção,tais como:Capeta e Magi).

        Caso meu comentário tenha sido sem nexo peço-vos perdão por fazer-lhes perder tempo.

        • É como o Mr César falou (nunca achei que diria isso). Não quer dizer que todos do grupo acham a mesma coisa sobre uma obra, mas quando eu, por exemplo, comento que o anime de Jojo, uma obra idolatrada por muitos conhecedores, está andando em um bom ritmo, adaptando bem o manga e apresentando momentos interessantes antes nunca vistos por mim em um anime, as pessoas entendem, concordam, e dizem que ele pode ficar em tal posição. Nossas opiniões não são as mesmas nem mesmo em podcasts de uma mesma obra, como Battle Royale, que recebeu um 9 do Estupratom e um 6 meu. Nós respeitamos as opiniões de uns ou de outros do grupo, então cabe a vocês acreditarem em nosso julgamento e pelo menos darem uma olhada nas obras que citamos ser boas, afinal, este é o motivo completo do grupo.

      • Jonathan, essa proposta de que todos do grupo opinem sobre todas as obras é muito trabalhosa e fadada ao fracasso. Pois existem membros que não gostam de uma obra, aí como ela fica? Sai do Ranking porque algum membro não gosta? É injusto! Nesse ritmo, sairia a maioria dos Shounens da Jump, que o Trilles e muitos outros já disseran muitas vezes que não gostam deles, a maioria do grupo detesta Naruto e Bleach. Ficaria um Ranking quase todo de Seinens se fossemos esperar a intersecção de todas as obras que o grupo acompanha, não só isso, mas o número de obras seria drasticamente reduzido.
        Portanto, deixa assim mesmo.

      • Jonathan, esse foi o principal problema essa semana. Inicialmente eu fiz os textos das obras que eu já comentava no ranking, como eu sempre fiz. As obras novas tiveram o texto inicial escritas por diversos membros do grupo. O Trilles escreveu Sanctuary e os novos animes, O Gutinho escreveu dos shoujos, o Lucas e o Carlos de The Ravages of Time e Capeta e o Thomas escreveu e Magi e de Haikyuu.

        Após os textos iniciais terem sido feitos os outros membros adicionaram suas opiniões. Em seguida fizemos um texto unindo a opinião de todos. Nesse modo o texto teve mais opiniões mas elas não ficaram tão detalhadas. Se todos escrevessem sua opinião completa o texto ficaria enorme e algumas vezes ele ficaria repetido. Estamos pensando para ver como vamos resolver esse problema, mas eu entendo sua preocupação.

  8. Hahahaha concordo plenamente com a eleiçao de hunter x hunter como o melhor da revista o manga e simplesmente inacreditavel, apesar dq a unica coisa na qual me importo realmente seria a diversao, e tudo mto inteligente e criativo.
    Honsigo me concentrar seriamente nas batalhas e me envolvo com facilidade com o manga e como voltar a ser criança: onde a gente tem uma facilidade maior em nos impressionar com as coisas, claro q bem diferente pois e tudo mto real e maduro e consegue mostrar um mundo incrivel de possibilidades mesmo para um adulto, por isso a semelhança q citei com a infancia. n consigo nem expressar o quanto me divirto ou me inspiro.
    A animaçao ta linda e uma verdadeira honra para os fans. Sobre a mudança, totalmente aprovada, foi bem pra melhor, nao vejo mesmo motivo pra alguem reclamar, apesar de q torci o nariz pra adiçao de animes… bem vamos ver no q vai dar ne? e cedo pra criticar. um abraçao ae pra toda a equipe. prezo mto vcs como criticos, tenho um apreço bem grande por todos por todo o tempo q ja passei no site e… e isso hehehehehe, vlew ai.

  9. Ficou muito legal e confuso pelo fato de ter muita coisa,seria melhor se comentassem
    só sobre anime/mangá em BR,tirar as comentadas em ingles.
    tambem poderiam tirar umas obras desnecessárias aí como shokugeki,magi,love so live,nisekoi,naruto,bleach,dorohedoro.

  10. Achei ótimo esse novo formato, pois engloba as opiniões de vários membros do grupo, como também torna o ranking mais diversificado, contando com uma maior diversidade de demografias. Ficou muito melhor essa divisão de rankings, com os mangás e animes em um, e os HQs no outro. Espero que com o tempo ele fique cada vez melhor.

    Começo meus comentários com uma correção em Kimi no Iru Machi: Seo Kouji é um autor, não uma autora, como foi escrito (http://myanimelist.net/people/2405/Kouji_Seo).

    Em Naruto, agora que acabou o flashback, espero que os Hokages possam ir logo tumultuar a já tumultuada luta do povão com o Juubi. Espero que Kishimoto não cometa nenhuma cagada grande nesses próximos capítulos, pois eles prometem ser interessantes.

    Em Bleach, é interessante conhecer mais sobre o passado da família do Ichigo e do Ishida, mas o autor está tornando as coisas um pouco desinteressantes conforme avança esse flashback. Vamos ver no que vai dar essa bagaça… E o Rei Espiritual… Bem, esse só veremos daqui a trocentos capítulos. lol

    Em Toriko, achei interessante os poderes de Buranchi, e gostei muito do personagem desde que o mesmo foi apresentado, mas concordo que a luta dele ser contra um personagem não tão recorrente na obra faz com que ela perca um pouco do brilho, ao menos nesse início, e especialmente depois da fantástica luta entre Sani e Tommyrod. Esperemos para ver como ela irá se desenrolar.

    Ainda estou no 30 de Ucchu Kyoudai, pois estou acompanhando-o pelo MDAN, então não posso comentar sobre esses mais recentes episódios, mas até agora a obra continua fantástica.

    One Piece está melhor que nunca, e esses dois capítulos acrescentaram muitas coisas interessantes para essa saga, especialmente após o aparecimento de Jesus Burgess no coliseu. Espero uma luta foda entre ele e Luffy. Minha suposição é de que Rebecca talvez venha a comer a Mera Mera no Mi, o que eu acharia bem mais interessante que dá-la ao Sanji, que consegue se virar muito bem sem uma Akuma no Mi, além do que se perderia um dos melhores nadadores do bando. Eu quase me mijei de rir com o Luffy vestido de gladiador. Ficou muito foda.
    As expectativas estão altíssimas para os próximos capítulos, e “In Oda We Trust”.

    Jojo’s Bizarre Adventure começou de modo ótimo, e está terminando excelente. E agora, com a deixa para a parte 3, Stardust Crusaders, o anime da obra se consagrará de vez, e arrebatará até os mais incrédulos do potencial dela.

    Capeta é uma obra interessantíssima, mas parece que até hoje não despertou o interesse de nenhum scanlator em traduzi-la, o que é uma pena. Parece que os gringos estãoa tualmente no volume 14, então se tem bastante material a ser traduzido. Uma curiosidade interessante é que o protagonista é uma homenagem ao Airton Senna, um dos maiores ídolos da F1 de todos os tempos!

    E por fim, sobre HxH, o que dizer dessa reta final de Greed Island? Simplesmente fantástica, e estou com a faca nos dentes esperando pela saga Chimera Ants.

    Aguardando ansiosamente pelas adições da semana que vem, assim como o parecer sobre as obras que estou atualizado.

  11. Onde vocês baixaram The Ravages of Time em portugues? Estou procurando ele faz tempo em portugues na net e junto com o manga Kingdom são os melhores sobre historia da China.

  12. Não gostei desse novo ranking. O texto tem opinião de várias pessoas, mas a maioria das opiniões estão muita rasas. Antes era fácil entender as posições porque o Estupratom explicava os motivos que levaram ele a colocar a obra naquela posição. Os comentários estão muito simples tornando a leitura um pouco monótona. Antes tínhamos comentários mais detalhados sobre a opinião, tornando a leitura mais prazerosa.

    Misturando animes e mangas que foram lidos por pessoas totalmente diferentes, não consigo ver credibilidade nas colocações. Antes eram misturados os gêneros, mas eu sempre entendi o porque uma obra estava na frente da outra mesmo não tendo lido algumas das obras.

    Adorei a adição dos animes, mas eu iria preferir um ranking separado. Eu gostava dos comentários de HQ’s, mas um post mensal apenas com HQ’s ficou mais interessante. Acho que o melhor seria fazer o mesmo com os animes, se tem poucas obras, façam um rank mensal, ai vocês terão vários episódios para comentar.

    Alguns textos ficaram bem fracos. Eles estão plausíveis e coerentes, mas ele não estão chamativos. O texto não foi bom o suficiente para eu me interessar pela obra. Exemplos :The Ravages of Time, Magi e Jojo’s.

    A ideia foi boa, mas o texto antigo me deixava mais animado e ansioso pelo próximo. Esse texto foi apenas interessante e não me “animou”.

    • Concordo plenamente. E adorei a ideia do rank mensal de animes. É o mesmo problema das HQ’s, eram poucas e ficavam “perdidas” no rank. A solução é a mesma.

    • O grande caso é que, assim como muitos gostam de opiniões de capítulos, muitos gostam de episódios, e por isso os animes estão no ranking. Esta primeira edição teve muitas adições, mas no próximo o ranking já se estabiliza.

      Sobre os textos que comentou, Magi não foi muito uma recomendação. É mais para os que já conhecem a obra mesmo.
      Agora, Jojo e The Ravages of Time foram mais para impressionar com as colocações. Jojo não dei spoilers pois o anime já está muito avançado, mas você perdeu, porque já comentamos dele inúmeras vezes no site, como na season review e no Melhores e Piores.
      Mas Ravages of Time recebeu um texto de alta qualidade. Você provavelmente não se importou por talvez não gostar de obras históricas, mas para quem conhece e gosta, boas obras históricas estão escassas, então o texto cumpriu seu papel neste quesito, em minha opinião.

      • “O grande caso é que, assim como muitos gostam de opiniões de capítulos, muitos gostam de episódios, e por isso os animes estão no ranking. Esta primeira edição teve muitas adições, mas no próximo o ranking já se estabiliza.”

        Eu concordo, você entendeu errado o que eu disse. Só não gosto quando comparam mangas com animes.

        “Sobre os textos que comentou, Magi não foi muito uma recomendação. É mais para os que já conhecem a obra mesmo.”

        Não falei que era uma recomendação. Mas sempre que o Estupratom adicionava uma obra ao ranking que ficava em uma boa colocação ele conseguia fazer um texto que me dava vontade de ler a obra, como foi o de Wrost. O texto estava “sem sal”.

        “Agora, Jojo e The Ravages of Time foram mais para impressionar com as colocações. Jojo não dei spoilers pois o anime já está muito avançado, mas você perdeu, porque já comentamos dele inúmeras vezes no site, como na season review e no Melhores e Piores.
        Mas Ravages of Time recebeu um texto de alta qualidade. Você provavelmente não se importou por talvez não gostar de obras históricas, mas para quem conhece e gosta, boas obras históricas estão escassas, então o texto cumpriu seu papel neste quesito, em minha opinião.

        Meus dois mangas favoritos são históricos, Historie e Bokko. O texto estava sem graça, ele tinha informações mas ele não foi uma leitura “entusiasmadora”.

        Resumindo: Acho que as colocações deixaram de ser convincentes e a maioria dos textos ficou sem emoção.

        • “Sem sal” é algo completamente pessoal. Eu mesmo, que nunca li The Ravages of Time, me interessei pela obra com o texto do Lucas. E olha que eu sou chato pra caralho com textos.
          Já o de Worst do Estupra, saiba que o texto que você recebeu foi 60% modificado.

          “O texto estava sem graça, ele tinha informações mas ele não foi uma leitura “entusiasmadora”.”

          Você falar isso é interessante, porque eu nunca tive interesse nenhum em ler os textos de Estupratom. Nunca os achei “legais”, “interessantes”, ou “entusiasmador”, como você comentou. Isso é algo muito pessoal, amigo, então repito o que outros leitores já escreveram: acho que essa questão de achar “confuso” ou “sem sal” é mais uma impressão causada pelo lançamento do projeto. Ele não está em sua versão final, melhorará e terá ainda mais obras, agora, “gostar” ou não dos textos é algo muito pessoal. Muitos gostaram (a maioria), alguns não.

        • Não, apenas a verdade. Eu e outro membro do grupo mudamos acentos, letras, palavras e até frases de seu texto. Até mesmo modificamos frases em questão de má coesão.

  13. Volto parabeniza-los pelo trabalho de vocês.

    Tirar os HQ’s da ranking semanal foi muito bom, sempre ficava meio frustado vendo um cap q gostei muito, perdendo para um ou dois HQ completos.
    Gostei tbm da adição de animes, esse sim cai bem no ranking. HxH é um dos poucos que acompanho por ser fantastico e comecei agora acompanhar Shingeki no Kyojin, que aparentimente seguirá bem proximo do mangá, recomendo como uma adição futura. (Depois gostaria de saber a opinão de vcs sobre o anime de Berserk, msm q apenas um trecho da obra, acho ele uns dos melhores animes já feito.)

    Unico ponto negativo pra mim, foi a quantidade enorme de obras que não acompanho, sendo assim, pulo grande parte do ranking.

    Vlw. O ranking tá otimo.

  14. a adição de animes ao ranking,foi algo muito agradavel de se ver,gostei muito do novo estilo,como sempre vocês estão de parabéns.

  15. Gostei desse ranking, ainda mais por terem diversificado e aumentado. Acho que tudo que muda ou é novo causa uma estranheza ou aparente confusão inicialmente, mas acho que com o tempo tende a melhorar muito. Parabéns, principalmente pela coragem e pelo tempo (tempo é foda) que devem ter gasto para fazer isso. Eu já quase morro para fazer um comentário…

    • Não pretendo colocar Crows porque o manga já está em seus volumes finais. Não vale a pena começar comentando uma obra que poucos conhecem a partir do seu arco final.

  16. Tb achei bem fraco esse cap. 107 de SE, mas o 108 já saiu e achei ele bem superior. Vào comentar ele semana que vem?

    Ah, e ótimo ranking. Mesmo não concordando com bastante coisa.
    E trhillers, quero seu numero, gato.

  17. Pingback: Giro na Blogosfera [Mês 1] | Mangamente

  18. Caralho pessoal ficou muito bom esse rank de vcs, achei bem mais completo agora com a opinião de todos, Só podem me tirar uma duvida, o anime de Hunter x Hunter esse que está saindo desde 2011, ele segue fiel ao mangá ou tem algumas diferenças? Eu acompanho o mangá ainda não cheguei a ver o anime, e também quando sai a Review dele? hahahaha

    • A review dele sai em breve. =)

      Sobre ser fiel ou não, fiel e melhor, já que o anime apresenta boa soundtrack, dubladores, animação e arte ótimos, e cenário bem desenhado, além de uma coloração extremamente bem feita. É literalmente um trabalho de perfeição em minha opinião.
      A estória cortou sim algumas cenas pequenas do manga, mas nada importante. Até então, a única coisa que cortaram que realmente vai fazer (ou não) diferença, foi que no primeiro episódio parece que cortaram um personagem que aparece no início do arco Chimera Ants que tem alguma relação com o Gon, mas já mostraram o design desse personagem para o novo anime, então sabemos que ele aparecerá, só não sei se fará sentido ou não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s