Review em Texto – Hoshi no Koe

Ae pessoal! Estou aqui mais uma vez para lhes trazer mais uma review em texto. Eu sei que faz tempo que postei a última review, mas a faculdade é prioridade.

Para essa semana tinha pensado em trazer uma outra review, mas como o tempo é curto e a pressão é grande lhes trago a review de Hoshi no Koe ou Voices of a Distant Star. Este é um romance que consegue lhe prender do início ao fim com sua história emocionante e seus personagens envolventes.

Então, venha comigo descobrir que o amor consegue sim suportar grandes distâncias. (ficou meio gay né, mas enfim).

Antes de qualquer coisa, já deixo claro que esta review será somente sobre o manga de Hoshi no Koe. O manga é uma adaptação feita do filme de mesmo nome que tem como criador Makoto Shinkai. A adaptação ficou por conta de Sumomo Yumeka e conta com 10 capítulos encadernados em 1 volume.

Hoshi no Koe se passa num futuro não tão distante em que os humanos após uma expedição humana a Marte descobrem a existência dos alienígenas Tarsians. Decorrente do contato com tal civilização, uma guerra começa entre as raças e os seres humanos conseguem evoluir tecnologicamente a ponto de combater igualmente os Tarsians. “Opa, mas você não falou que isto era um romance?” Calma pequeno gafanhoto.

Para poder pilotar os Tracers ( robôs gigantes ) e assim poder lutar contra os Tarsians, as Nações Unidas fazem uma seleção de pessoas que deverão se juntar a esta missão. Mikako Nagamine ainda estudante do fundamental foi escolhida para esta missão, sendo preciso abandonar a Terra e seu melhor amigo e amado Noburu Terao. E a única maneira que eles se comunicam é através de mensagens de texto que conforme Mikako se distancia da Terra mais tempo demora para as mensagens chegar.

hoshi no koe 6

A narrativa de Hoshi no Koe se diferencia das demais, pois apesar de ser lenta ela se encaixa perfeitamente na obra. O motivo de a narrativa ser um ponto positivo é porque o autor conseguiu nos passar a ideia do quão demorado os personagens conseguem se comunicar pelas mensagens. Desta maneira, a narrativa lenta consegue nos envolver completamente na história e faz com que nos aproximemos dos sentimentos dos personagens que aguardam religiosamente a próxima mensagem.

hoshi no koe 1hoshi no koe 2

Aproveitando esta deixa, é muito fácil se conectar com os personagens principais da obra. A todo o momento percebemos os seus sentimentos e a angústia deles pela falta da pessoa amada e com a dúvida de que conseguirão trilhar seus caminhos sozinhos. A autora consegue conciliar de uma ótima maneira os flashbacks com os acontecimentos em tempo real construindo todo o relacionamento dos personagens principais e seus anseios de forma natural. Além disso, os pensamentos que cada um apresenta sobre a situação deles individual com a de seu parceiro nos levam a boas reflexões, com diferentes perspectivas. Concluindo, podemos dizer que os personagens principais são muito bem construídos e a forma como a autora conduziu a obra expondo os sentimentos dos personagens foi ótima fazendo com que ainda conseguíssemos nos simpatizar com eles.

hoshi no koe 4

Os personagens secundários da obra não são desenvolvidos, mas cumprem o seu papel. Na verdade com um volume a autora seria difícil ela trabalha-los, e sendo assim ela os usou para servir de suporte para os principais como também para colocar alguns questionamentos interessantes da obra.

Podemos perceber que além do romance bem feito da história, a ideia construída sobre a missão dos seres humanos no espaço é interessante. Os personagens aceitam sua condição de serem descartáveis, mas seguem com o propósito de defender seu planeta natal. Porém, conforme o tempo vai passando eles começam a questionar a sua própria missão e até a própria natureza dos seres humanos que os levam a este extremo, sendo possível perceber a dúvida de que se os Tarsians são realmente os vilões desta trama.

hoshi no koe 5

O desenvolvimento de Hoshi no Koe é muito bom. A história flui muito bem e apesar de conter apenas um volume a autora consegue transmitir tudo de ótima maneira seja pelos pensamentos dos personagens como por sua arte.

Em Hoshi no Koe percebemos como a autora conseguiu transmitir muito bem o romance entre os personagens principais mostrando a toda hora os dois lados da moeda: a visão daqueles que foram e a daqueles que ficaram. Percebemos que é constante na obra esta dualidade que consegue ser excepcional e a ideia das mensagens de texto conseguiu revigorar o clichê dos relacionamentos à distância, pois vemos como na medida em que demora cada vez mais para as mensagens chegarem os personagens percebem como é difícil se manter pacientes tendo a espreita um futuro incerto e como é muito mais fácil esquecer tudo isso, fazendo os personagens chegarem a seus limites.

hoshi no koe 8

A arte de Hoshi no Koe possui seus prós e contras. Começando pela parte boa, percebemos que a autora utiliza um traço suave e limpo, além disso, consegue utilizar muito bem o contraste de branco e preto para demonstrar as emoções de uma ótima maneira. Falando agora da parte negativa, percebemos que a autora não consegue fazer uma boa movimentação, sendo difícil compreender as cenas de ação dos Tracers. Fazendo uma pequena comparação com o filme, este possui cenários belísimos, enquanto no manga não passa de uma decepção.

hoshi no koe 9

O cenário de Hoshi no Koe não é bem trabalhado. Apesar de percorrermos o sistema solar e alguns de seus planetas, não vemos em algum momento o cenário ser desenvolvido. Outro ponto fraco é a quantidade de quadros brancos no manga que não passa despercebido pelo leitor.

hoshi no koe 11

Resumindo pessoal, Hoshi no Koe é uma ótima obra que consegue transmitir de maneira excepcional os sentimentos dos seus personagens e consegue fazer com que nos conectemos com a história logo no seu início. Apesar de apenas um volume o manga demonstrou uma boa história de amor que merece ser apreciada por todos. Por tudo que escrevi no texto posso dizer que a minha nota para Hoshi no Koe é 8.hoshi no koe 10

Hoshi no Koe foi trazido para o Brasil pela Panini sob o nome Voices of a Distant Star, sendo muito fácil encontra-lo nas diversas lojas onlines que vendem mangas. Para aqueles que não querem gastar 10 reais com um bom manga, mas ainda assim compram os seus incríveis shounens de baciada, lhes trago o link para a leitura online.

Como todos perceberam, eu quase não falei o filme por não vê-lo. Então, sintam-se a vontade para escrever para escrever tanto do manga quanto do filme e se possível das diferenças entre eles para deixar este post mais completo, afinal vocês sempre nos ajudam a enriquecer o material do site.

Por isso, qualquer reclamação, xingamento, comentário sobre a review ou a obra, por favor, escrevam abaixo nos comentários, mas lembrem-se, utilizem argumentos válidos!

É isso aí pessoal, essa foi minha review de Hoshi no Koe. Espero que tenham gostado dela assim como gostei de escrevê-la.

Revisor: Jônatas.

9 pensamentos sobre “Review em Texto – Hoshi no Koe

  1. Vi o OVA(no MAL está dizendo que é um OVA) faz algum tempo e não tenho muita opinião sobre ele, mas no geral eu gostei.(embora eu ainda não entenda como é possível mandar uma mensagem de texto na ponta do Sistema Solar enquanto nas cidades interioranas extremas isto seja quase impossível) O mangá me pareceu interessante, e o principal fator é quais as semelhanças e as diferenças e ver qual a melhor obra. Enfim, gostei bastante e boa sorte com os 3 meses de casts duplos(Não tem nada a ver, mas eu queria terminar este comentário e foi a melhor maneira que eu pude, mas ainda com um conteúdo gigante entre parênteses).

      • A não ser que eu tenha visto outra versão ou algo parecido, acho ele muito curto para ser considerado filme(25 minutos), além de estar como OVA no MyAnimeList(Não que ele seja algo 100% correto), por isso escrevi como OVA. E talvez eu tenha entendido o comentário, mas pelo que eu entendi foi isso. E eu sou péssimo para terminar comentários, por isso vai terminar assim.

        • Filme e OVA = same shit. Só que existem filmes e OVAs longa metragem e curta metragem. Normalmente pessoas dão o nome de filme apenas a longas, mas isso é algo errado. OVA é basicamente um anime que lançou direto em DVD/Blu-ray sem passar na televisão, e quando é apenas 1 OVA, costumamos chamá-lo de filme. Mas isso é algo completamente irrelevante que não muda nada. =D

  2. Comprei o volume recomendado por vocês e chegou hoje, até que está boa a qualidade.

    Enquanto eu lia a obra, mesmo sendo em formato fisico, sem eu estar com nenhuma música no headphone, o meu coração parecia estar sendo sugado pela obra, um sentimento de melancolia exalava do mangá, me sentia mal pelos personagens principais, mas não é tudo isso a estória deles, então vou descontar 1 ponto, em alguns pontos do mangá a arte parecia rascunho com preenchimento em computador, descontei mais 1 ponto porquê em outras partes a autora se dedica pelo menos um pouco para tentar fazer algo entendível, gostei bastante do mangá.

    Nota 8 também por coincidência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s