EMD Cast #106: Mercado Brasileiro (parte 2) e Outros Múltiplos Tópicos

 -> PODCAST <-

Lembrando que recomendamos que baixem nossos podcasts.

Para fazer o DOWNLOAD e/ou ESCUTAR ONLINE: 4shared.     [SEM SPOILERS]

EMD Cast #106_ Mercado Brasileiro (p.mp3

67 pensamentos sobre “EMD Cast #106: Mercado Brasileiro (parte 2) e Outros Múltiplos Tópicos

  1. Isso de só vim shounenzinho e obra besta pra cá não é tanto culpa das editoras. É o que faz sucesso no mundo todo, naruto por exemplo, tem público garantido por que fez sucesso na TV e tals. Então é óbvio que eles vão trazer mais obras nesse estilo, por que é isso que dá dinheiro. Não foram elas que criaram ou estão criando esse publico, só tão se aproveitando dele.

  2. bom cast, eu fiz varias sides do Saints Row IV enquanto ouvi ele.

    Eu sinceramente não gostei do EMD Games(mas também não havia pedido por ele, então por isso eu não comentei quando ele lançou), quando se trata de canais de games pela internet nós temos muita gente jogando e comentando por ai, por isso quando eu vi os videos eu não achei nada de novo e parece que durante o de Left 4 Dead faltou assunto pra vocês falarem. Na minha opinião seria mais interessante vocês trazerem um video mais com conteúdo(critica, explicando historia, dando dicas etc…) de jogos do que só gameplay, mas eu entendo que isso depende do quanto vocês conhecem da mídia. Eu ainda acho o emd games desnecessário, vocês mandam muito bem quando se trata de mangas e animes e seria legal se focar mais nisso mesmo, mas de qualquer maneira eu desejo boa sorte pra vocês nisso.(eu também não gostei do lance de colocar uma musica de fundo, enquanto tem o som do jogo e comentário, fica poluído o video),

    Admite logo que pegaram os jogos no humble bundle xD, não tem nada de errado nisso.

    Eu entendi que a Season review não vai rolar(eu acho, ficou meio complicada essa parte no cast, ou eu não prestei muita atenção) mas seria legal se voces fizessem ela dentro dos melhores e piores do mês, assim comentariam o que foi bom e o que foi ruim, aqueles canceres maiores como Danganrompa nem é preciso colocar(mas seria engraçado ouvir vocês comentando).
    Na verdade eu tinha vontade de me oferecer pra ajudar no grupo, mas eu sempre me considerei um pouco preguiçoso com compromissos que envolviam a internet e eu podia largar vocês na mão, mas de qualquer forma espero que encontrem membros novos que permaneçam por mais tempo…

      • então estupra, eu vi esse video(não todo para ser sincero), mas acredito que pra quem ja zerou o jogo(como eu) não acabou adicionando nada de novo. Voce mais apresentou o jogo pra quem não conhecia, eu so ouvi um monte de coisa que ja sabia e o video acabou sendo chato para mim, seria mais legal se você quebrasse logo a barreira e começasse a falar dos spoilers do jogo, ou então entre os videos que voce vai fazer sobre Bioshock voce fizesse um dedicado a conteudos com spoilers e curiosidades, Bioshock infinite é uma ótima opção pra isso, porque o jogo tem um grande numero de easter eggs interessantes e referencias a fatos históricos e outras coisas legais.

  3. Já que não vai ter Season Review quero saber a opinião de vocês (se possível) sobre alguns animes:
    Os 3 melhores:
    1 – WataMote
    2 – Servant x Service
    3 – Gin no Saji

    Está Season está bem fraca mesmo, só não é a pior do ano pois a de Inverno foi muito ruim.
    A melhor deste ano é a anterior desta (Primavera), que teve muitos bons títulos. Esta que vai vir em Outubro (Outono) está bem abaixo do esperado se comparado as suas versões antigas, mas consegue se destacar como a segunda melhor deste ano, dificilmente vai superar a de Primavera.
    Previa do que vai vir:

  4. Também queria falar mais uma coisa, eu tenho tempo livre, não é muito, mas tenho, tenho um bom headset e tenho mais um sobrando q não é ruim, mas eu acho que, sei lá não tenho tanto senso crítico quanto vocês, mas qualquer coisa, posso ajudar em algo.

  5. Poxa, o Lucas já tinha me comentado sobre o que aconteceu e tal, e me senti na necessidade de deixar minha opinião aqui, não porque me citaram no cast (aliás, valeu, hehe), mas porque isso acabou gerando consequências pra ambos os grupos (a parceria de Sanctuary, no caso).

    Já adiantando que não vou ficar do lado de ninguém, eu conversei com o Lucas sobre isso e disse que achei desnecessário, sério. Entendo o lado de vocês, eu com certeza ia ficar tão puto quanto se acontecesse isso lá na Fuji (talvez não reagisse da mesma forma, mas isso vou deixar de lado).

    Vocês sabem que raramente comento por aqui e, quando comento, é porque tenho alguma coisa diferente pra acrescentar. Na verdade, os podcasts em que vocês tem uma opinião diferente da minha (com justificativa, claro) são os que mais gosto de ouvir (fazendo contraponto com um pessoal que vocês conhecem, do Mangá², onde eu ouço pra “pensar mais”, meio que pra gerar uma discussão na minha cabeça sobre determinado assunto que normalmente eu não pararia pra pensar). Ver um ponto de vista diferente é sempre bom pra, ou mudar de opinião, ou pra reforçar ainda mais um argumento que você já tem.

    Posso não concordar com tudo que vocês falam, posso não concordar com o jeito de analisar certas coisas de vocês, mas não falto com o respeito. E se não tenho o que falar, fico na minha mesmo. E vocês nunca faltaram com o respeito comigo. Acho que, agora que a história já está clara pros ouvintes, vamos continuar mantendo o respeito entre OS GRUPOS, vocês tem ótimos mangás aqui, nós temos ótimas mangás lá, não vou deixar de recomendar nada de vocês aqui (como já recomendei várias vezes Annarasumanara em postagens lá da Fuji) por causa do que aconteceu, deixando bem claro.

    Parando pra ler agora, acho que eu realmente não tinha motivos pra comentar nessa postagem, na verdade a treta nem foi diretamente comigo, mas sei lá, fiquem com minha opinião aí, prefiro deixar as coisas bem claras e tal. Até!

    • E eu bato palmas pra você, Submarino Amarelo. Concordo 100% com sua maneira de pensar e com sua atitude em relação à situação apresentada.
      Como eu mesmo falei no cast, não concordo em julgarmos uma pessoa que não conhecemos da maneira forte que utilizamos, mas definitivamente concordo com você que as pessoas devem entender o que estamos tentando fazer e, se isso não for do interesse delas, que não comentem, porque não acrescenta nada um comentário troll em cima de um trabalho sério de alguém.

      É isso. Obrigado por mais um comentário e até a próxima.

    • Boa tarde submarino e obrigado pela resposta. Inicialmente eu gostaria de pedir desculpa, quando comecei a falar do Emanon fake eu não pretendia citar nenhum nome mas fomos levados pela emoção e passados do ponto.

      Tenho muito respeito pela Fuji, por você e pelas obras traduzidas pelo grupo. Justamente por isso que ao descobrir que alguém de um grupo que eu respeitava estava nos ofendendo diariamente de forma infantil e anônima me causou todo esse impacto. Para colocar a cereja no bolo, a conversa dele com a Jéssica transformou a decepção em raiva e desgosto.

      Sinto por qualquer problema que possamos ter causado para seu grupo e saiba que desejamos manter parceria com o Fuji, só não desejamos ter mais nenhum tipo de relação com o Lucas.

      • Assino embaixo. E digo que o problema não foi citar o nome dele, mas sim quando começamos a dizer ofensas sem sentido. Aí sim passamos do ponto, mas como o Estupratom disse, ficamos com raiva pelo ocorrido.

      • No começo fiquei meio na dúvida se comentava ou não por aqui, mas no fim foi bom mesmo. Os dois lados sabem que erraram em certo ponto, mas eu não queria que, sei lá, chegasse ao ponto de algum ouvinte de vocês deixar de ler um mangá como Eden, por exemplo, por começar a “odiar” a Fuji depois da confusão (e o contrário também), coisa do tipo.

        E sério, valeu pelo respeito, agora que a parceria em Sanctuary acabou (e vocês provavelmente não pretendem mais ter contato com o Lucas), vamos continuar mantendo o respeito entre os grupos e tal, aquela conversa do outro comentário. Boa sorte com os mangás (ainda acompanho Kokou no Hito por aqui) e até.

  6. Sobre o mercado brasileiro de mangás. Por não ser um mercado consolidado as editoras não se arriscam com títulos que não venderiam.Títulos como Pun Pun, Kokou no Hito e até seinens que estão nas bancas não vendem mais que Fairy Tail, que apesar de ser um lixo é o que a maioria do publico quer.
    “Karalho” Trilles, nunca comprou um mangá, assim não tem o direito de reclamar!

  7. Nunca mais lerei Sanctuary sem lembrar disso… não é que eu não queira deixar para lá, mas sabemos que quem diz ter esquecido está mentindo.

    “Um troll sai de um site de postagens anônimas e comenta em um site qualquer fazendo uma trollagem cômica em um site qualquer, um fdp vê isso e acha legal e vai fazer também, outros fdp veem e repetem o passo do fdp anterior, até que um fdp diferente começa a usar essa “ferramenta” para xingar alguém ou algo que não gosta, outro fdp acha divertido o “barraco” criado pelo xingamento e sai trollando e espalhado o caos por aí, enquanto isso o primeiro troll está se divertido em seu site de postagens anônimas sem saber da merda que fez para mundo.”
    As palavras não foram bem essas, mas eu perguntei a um amigo por e-mail o que ele achava sobre os trolls de hoje em dia após ouvir o outro podcast sobre trollagem na internet, essa foi a resposta(só que cheia de erros bizarros). eu achei até uma moral bonitinha: “Não comente algo que não seja para o público do post, isso pode influenciar alguém.” na realidade eu inventei essa liçãozinha agora porquê foi o que aconteceu, um troll viu outro e descobriu o anonimato, até mesmo copiou o nick.

  8. “Qdo a pessoa começa lendo com qualidade, ela vai querer qualidade o resto da vida, e qdo ela começa lendo lixo e acredita q o lixo é bom, ela vai querer lixo pro resto da vida!”

    Estupra desvendou a resposta para a vida, o universo, tudo enfim! ;3; *no sarcasm* Já pensaram em planejar um “recrutamento de férias”? Pq eu tô precisando trocar umas idéias com vcs, na boa eu ñ tô zoando, desde q o site começou eu tô só fazendo a contagem das semelhanças nas nossas opiniões com relação a mangás (e talvez até sobre outras áreas da mídia), já ñ dá mais p/ contar nos dedos, nem das mãos nem dos pés!

  9. P.S.: Sou eternamente grata àkele q edita as músicas de intermissão, pq eu passei mto tempo sem ouvir a música do Incubus, acabei me esqecendo dela, e qdo a ouvi novamente depois d MTO tempo, eu me joguei na parte mais funda do baú mais nostálgico do universo!

    P.P.S: Voto por colocarem a playlist das músicas utilizadas nos podcasts no texto de artigo, pq tem mta música da hora nesses pods mas tem vezes q escrever a letra no google ñ dá resultado! o/

    • Mas é só perguntar que respondemos as músicas que foram usadas. Criar uma lista é trabalhoso e desnecessário, porque muitas vezes as músicas são a soundtrack do anime analisado, ou apenas um bando de lounge music. E este não foi diferente. As únicas diferentes foram a inicial e a do Incubus.

      Sobre o recrutamento, não entendi. Estamos recrutando… Falamos isso no cast.

      • Mals, eu ñ me expressei direito, eu ñ qis dizer uma playlist com players ou links nem nada disso, apenas o nome do cantor/banda e o nome da música ao final do texto~ ^^; Mas se ñ tem problema perguntar, tudo bem~ =)

        Sobre o recrutamento, eu estava sugerindo algo como um recrutamento onde chamam pessoas para participarem apenas durante o período d Julho ou Dezembro/Janeiro, p/ dar oportunidade às pessoas q gostariam d contribuir mas q possuem uma agenda apertada durante a época d faculdade.

        No meu caso, eu gostaria d fazer uma “trial” pelo Skype com vc(s) e ver se estou apta a ser recrutada p/ a EMD~ Eu uso fones e a conexão de internet é boa~

    • Pensei que era o único que tinha tido um momento nostalgia quando tocou Incubus. Começou o iniciozinho instrumental da música e veio aquele, “eu conheço essa música de algum lugar” seguido de um “wow, Incubus, quanto tempo!”.

  10. Vão mais dar uma de troll e de espertões. Acabaram perdendo a parceria com a Fuji Scan no Sanctuary, que fazem um ótimo trabalho na tradução. Agora que vcs praticamente desfizeram a parceira, apósto que vão demorar séculos para lançar.

    • Sabe qual é o pior, garotão espertão? Continuaremos a lançar dois capítulos de Sanctuary por semana e com a mesma qualidade de tradução (afinal, eu refazia muita coisa do que ele montava).
      Minto. O pior é que você não entendeu que o próprio Submarino Amarelo, membro também da Fuji, não apoiou a forma do parceiro dele agir. O “troll” na situação foi o Lucas. Não fizemos nada de troll. Dizemos de quem falamos mal, para todos ouvirem, o porquê disso e a resolução disso agora você já sabe: nada vai mudar.
      Até a próxima, garotão.

  11. Beck e GTO foram ótimos exemplos de obras que venderiam bem aqui se você olha o conteúdo e estória, mas o principal problema, se tivesse que adivinhar, é preconceito e o público alvo. Acho que as editoras não escolhem obras que eles leram e viram que são boas até porque, pessoalmente, acho que é um pouco de ingenuidade, apesar de triste, achar que só porque uma obra é boa, ela vá vender. A obra teria que interessar a alguém fora do círculo dos mangás e animes (já que o círculo é composto pelas pessoas que só gostam de Shonen Jump), ultrapassar o preconceito dessa pessoa (leitura oriental e vários termos não traduzidos não ajudam; a JBC tem suas pérolas como Doutor Morte, mas apoio eles traduzirem termos japoneses para o público leigo) e torcer para que a pessoa perceba que achou algo bom.

    Comics são considerados “cool”, quase todos os blockbusters são feitos em cima de quadrinhos, principalmente, de super heróis. Mas, mangás e animes ainda fazem parte de um “nicho” muito fechado e discriminado, apesar de que acho que boa parte dos indivíduos fazem jus ao preconceito, por isso que vocês falam que tem um site de comics ou quadrinhos, pessoas acham que mangás se limitam a shonens imbecis, explicar para alguém que não é bem assim e tirar essa ideia dele é bem difícil, mas ainda fazer essa mesma pessoa comprar algo relacionado a mangás é absurdo e quase impossível. E, por isso, que as obras imbecis são as que mais vem para cá.

    O preço não ajuda nem um pouco e pegar um volume aleatório na banquinha pra ver se gosta é algo impraticável na mídia de mangás. A JBC parece ser a editora mais ciente das dificuldades e está tentando MUITO reciclar o público e trazer pessoas novas para os mangás. Enquanto dão os shonens imbecis para o público garantido, tentam trazer novas pessoas para os mangás. Tanto que consigo ver uma lógica por trás das escolhas de mangás que eles trazem:

    – Ao no Exorcist, Soul Eater, Fairy Tail, Diário do Futuro e Nura. De 5 shonens 1 é bom (não sei se Nura é bom ou não), mas a questão é que eles trouxeram shonens para o público garantido e, infelizmente, principal público atualmente, A.K.A. os que querem lutas e shonen Jump não importa o que seja.

    – Love Hina, Rurouni Kenshin, Death Note e Saint Seiya garantem os viciados em nostalgia que querem ver coisas da infância e que são um dos maiores alvos de mangás no Brasil hoje em dia. Atenção para Rurouni Kenshin e Love Hina que não estão ótimos, mas que valem muito mais o preço que os outros mangás do mercado com folhas e cola vagabundos. Death Note entraria não fosse pelo preço absurdo.

    – Freezing e RG Veda cobrem viciados em Clamp, ecchis estúpidos e coisas do tipo.

    – King of Thorns, Thermae Romae e Genshiken são obras mais adultas. Vocês falaram mal de Genshiken se não me engano, mas já vi gente elogiando e dizendo que é bom, talvez não muito bom mas também não é lixo. King of Thorns e Thermae Romae, que foi uma PUTA surpresa, mostram que a editora quer tentar pegar um público mais adulto ou simplesmente diferente com obras curtas e boas.

    – O anúncio de Super 11 foi imbecil pra muita gente, inclusive para mim, mas se eles não cagarem na distribuição e isso realmente chegar em muitas bancas, eu consigo ver crianças se interessando em comprar “o quadrinho daquele desenho que vejo na TV”. Leitura é um hábito e se, pelo menos, algumas crianças adquirirem esse hábito e virarem público consumidor de mangás, essa bosta já valeu.

    Se você olha os lançamentos da Panini, eles estão fazendo algo um pouco diferente: uma enxurrada de títulos da Jump e alguns títulos bons muito conhecidos, mas sem aspirações para o futuro. Eles apenas se preocupam em vender o que podem, não que isso seja ruim, lançam vendas certas seja com títulos da Jump ou com títulos muito bons já renomados como Monster e 20th Century Boys. Só digo que eles não se arriscam ou tentam, pelo menos ativamente, aumentar o público, eles só vendem o que sabem que vai vender com o público vigente agora.

    Eu vejo na JBC o objetivo de expandir o mercado de mangás (tradução de termos em japonês, obras trazidas com esse objetivo, um atendimento muito melhor que o da Panini e uma divulgação melhor também.) Claro, procurar na TV ou algo do tipo não é o caminho, mas, diferentemente da Panini, eles têm um site que realmente é bem usado, com todas as novidades e mangás novos sendo postados por lá, além de ter um canal no youtube que pode ser achado com facilidade caso você esteja procurando.

    Bem, fui escrevendo e acabei falando demais mas esses são mais ou menos meus pensamentos na Panini e na JBC.

    Agora, momento fora de tópico. Atualmente, comics realmente são o melhor mercado no Brasil e, finalmente, comecei a me interessar mais na mídia. Estou sentindo falta dos posts de HQ e queria saber se o Estupra e o Lucas poderiam me dar algumas dicas de HQs, principalmente estórias fechadas em encadernados ou facilmente achadas que não precisem de muito conhecimento prévio e se estiver sendo lançada no Brasil melhor ainda.

    Basicamente, comecei abrindo o olho para obras da santíssima trindade: Alan Moore, Neil Gaiman e Frank Miller e também estou vendo coisas escritas pelo Grant Morrison que parece ser um escritor com várias obras boas. Então, depois de uma olhada em vários sites encontrei essas e queria que vocês me dessem alguma luz, se possível: Superman – O que aconteceu ao Homem de Aço, Os Livros da Magia, V de Vingança, Flex Mentallo, Astronauta Magnetar, Superman – Grandes Astros, Invencível, Liga Extraordinária, Os Mortos Vivos, Imperdoável, Ultimate Homem Aranha, Preacher, 100 Balas, Y – o Último Homem e A Arte da Guerra.

    Alguns eu perguntei só por desencargo de consciência como Preacher e Os Mortos Vivos fora os que nem sinto a necessidade de perguntar como os que vocês fizeram casts: Watchmen, The Boys e Sandman (apesar de que acho que nunca vou conseguir comprar Sandman, tudo sequer relacionado esgota).

    O comentário ficou longo demais sendo que eu nem ouvi o cast inteiro ainda e acho que não consegui passar minhas ideias muito bem. Mas, acho que não consigo fazer muito melhor que isso com o tempo que tenho disponível agora🙂

    • Eu e o Estupra já gravamos o post de HQs, e eu já terminei a edição, basta aguardar que ele será lançado em breve.
      Então vou responder o que não citamos no podcast que será lançado, começando pelo citado Frank Miller, que apesar de ser o criador de Batman o Cavaleiro das Trevas, e de outros clássicos já se perdeu a algum tempo, tendo criado alguns comics bem fracos, sugiro que leia só os clássicos dele. E ainda digo para ir atrás de um outro escritor, Brian Azzarello. Esse que é meu escritor favorito, e um dos melhores escritores da atualidade, alias ele que escreveu 100 Balas, HQ que já foi muito premiada, e que eu recomendo não só a leitura como a compra.
      Sobre comics de super-heróis, eu não recomendo como transição direta para que está acostumado com mangas, principalmente as do Superman e do Homen-Aranha. O ideal é começar pelos clássicos do Batman e quadrinhos com bases mais realistas como Conan (principalmente a fase desenhada por John Buscema), Mosntro do Pantano e Tex (se você curtir western).
      Além disso ouça o podcast que será lançado, onde falamos de várias HQs incluindo as que você citou.

      • No post de HQ’s que será lançado em breve recomendaremos muitos mangas bons e explicamos quais são bons para leitores de mangas que estão começando no mundo das HQ’s e quais são para os leitores mais acostumados.

        ps: Preacher é foda e no próximo cast nos falamos de Y – o Último Homem. Sobre “A arte da Guerra”, eu prefiro o livro.

      • Vou estar esperando ansioso pelo cast🙂 Fiquei bem interessado em 100 balas agora. Vou procurar pra comprar, mas ate agora só achei na Comix, procurar melhor depois. Meu pai e tio têm uma coleção colossal de Tex desde que eram pivetes, pegarei alguns pra ler e ver se gosto.

        Voce foi ate bonzinho falando de Frank Miller, já me falaram que ele virou um velho caquético com o passar do tempo. A única razão de eu nao comprar o encadernado do Cavaleiro das Trevas é porque me disseram que o 2 é tão ruim que só serve como papel higiênico ou pra tocar fogo numa noite fria e onde moro é um calor infernal então… Mas, nem todo autor é perfeito e Alan Moore provou isso com Lost Girls, que EMD e o mundo dizem ser merda o bastante por uma vida.

        Sempre tive interesse no Monstro do Pantano por ser do Alan Moore e por ter ouvido algumas idéias legais sobre a serie. Ja o Conan nunca me interessou muito exatamente por sempre ter achado que era muito fantasioso, impressão errada minha?

        Jonathan, só Me interessei pelas revistas do Superman pelos autores consagrados mesmo. Mas, acho que vou esperar um pouco ate pegar algo do Grant Morrison, as estórias dele parecem ser, pelo menos as sinopses, um pouco confusas, com muitas metáforas e muito fumadas mesmo. O Imperdoável também achei a sinopse interessante e os encadernados vao começar a serem lançados agora🙂 Os Livros da Magia só me interessei para ter um primeiro contato com o Neil Gaiman que é super aclamado.

        E Estupra, bom saber que Preacher é foda. Achei num saldão da Saraiva na loja aqui perto e comprei o primeiro volume da Panini por 5 reais porque a ultima pagina do volume que falava sobre os autores estava rasgada🙂 Vou tentar ir atras dos outros volumes da Panini. Vou estar esperando pelo cast🙂

        • Conan é bem diferente do que as pessoas imaginam, apesar de ser uma obra de fantasia e envolver o tema da magia, ele trata de forma bem real a era medieval, tendo diversos momentos em que os grandes embates são contra animais, um dos mais incríveis desenhados por Buscema onde ele enfrenta um leão. Conan mais do que um guerreiro é um grande rei e líder, e esse sempre foi o foco de suas principais histórias.
          E sobre o Tex uma dica é procurar as histórias onde Tex enfrenta Mefisto, e quanto a arte os quadrinhos desenhados pelo excepcional Claudio Villa.

    • Felipe Berardo sobre as Hqs que citou posso dar meu parecer sobre algumas delas,no entanto antes gostaria de dizer que não suporto super-heróis sendo assim fa lar dos mesmos (Homem-aranha e Superman).

      Livros da magia:
      Autor: Neil Gaiman(escritor e quadrinista,tendo como sua obra máxima a comic Sandman)
      Resumo: Timothy Hunter têm um vida normal até o dia em que se “encontra” com brigada dos encapotados[Vingador Fantasma, Doutor Oculto, John Constantine (Hellblazer) e Mister Io],a brigada têm o intuito de ensinar os caminhos/segredos ocultos da magia para Timothy Hunter,sendo composta por 4 “volumes” os livros da magia é uma Hq curta,e cada livro é protagonizado por um dos 4 mentores do “Sr. Hunter.”

      Obs.: Este resumo foi feito da primeiro titulo de Os Livros de Magia,o segundo titulo de mesmo nome,que contém 75 capítulos(concluída)essa série de “Livros da magia conta história de um Timothy Hunter já iniciado no mundo da magia.

      V de Vingança:
      autor:Alan More
      Resumo:V de Vingança se passa numa Inglaterra futurista. Após uma Terceira Guerra Mundial e assolada por bombardeios, a Inglaterra está mergulhada no caos. Depois de algum tempo, a ordem é estabelecida, mas por meio de manipulações políticas e ideológicas de um governo fascista que caça os direitos civis, impõe uma forte censura aos meios de comunicação e reprime violentamente os opositores e livros, músicas e obras de arte considerados perigosos para a manutenção da ordem são destruídos. Dentre aqueles considerados não adequados à nova ordem estão os estrangeiros, muçulmanos, negros e os homossexuais que são encaminhados aos chamados campos de readaptação, onde são torturados e feitos como cobaias de experiências. V é um homem que sobreviveu às experiências e, usando sempre uma máscara, vai eliminando os líderes fascistas. Tanto a HQ quanto o filme são sobre o amor e sobre o que regimes totalitários podem fazer com a vida das pessoas, no que elas podem se transformar, no que elas podem ser roubadas, na sua essência e dignidade e na possibilidade de lutarem contra a submissão.

      Flex Mentallo:
      Autor: Grant Morrison
      Flex Mentallo é uma das criações de Grant Morrison,teve sua primeira aparição em “Pratrulha do Destino” apesar de ser uma história fechada recomendo que se tenha conhecimento prévio de outras comics de Morrison para assim entender a plenitude do personagem e claro o modo de escrita do autor.

      Astronauta Magnetar:
      Autor:Danilo Beyruth
      O Astronauta, personagem que singra o espaço sideral sozinho em sua nave há anos, visita uma galáxia distante para estudar um magnetar, uma estrela de nêutrons que possui um campo magnético estimado em 1 bilhão de teslas. Mas ele comete um erro que pode custar sua vida. Agora, com a nave danificada e sem comunicação, ele está “náufrago no espaço” e precisa encontrar uma forma de escapar antes de ser derrotado pela insanidade que insiste em tomar sua mente. E a saída pode estar em aliar a tecnologia aos ensinamentos de seu velho avô, há tanto tempo falecido.

      Invencível:
      Não a li ainda por isso não posso dar minha opinião sobre a série.

      Liga Extraordinária:
      Não a li ainda,no entanto por ser uma obra de Alan More pode valer muito a pena.

      Imperdoável:
      Não li ainda,mas pelo o que vi da sinopse prece muito promissora.

      “Quando o Plutoniano, o maior super-herói da Terra, enlouquece e se torna o pior vilão do planeta, apenas os seus ex-aliados de combate ao crime têm uma chance de deter a sua onda de violência. Mas, enquanto fogem do ser mais poderoso e zangado do mundo, será que esses antigos companheiros descobrirão os segredos dele a tempo? Como ele ficou assim? Que fim levaram a esperança e a promessa que outrora carregava consigo? O que pode acontecer com o mundo quando ele é traído pelo seu salvador? O que torna um herói Imperdoável?”

      Preacher:
      Autor: Garth Ennis
      Resumo:Preacher conta a história de Jesse Custer, um ex-pastor que foi possuído por uma entidade sobrenatural que lhe confere o poder de fazer com que qualquer pessoa o obedeça. Essa entidade (chamada Gênesis) é fugitiva do Paraíso e os anjos a procuram para prendê-la novamente. Quando descobrem que ela e Jesse Custer se tornaram um só, o objetivo passa a ser matá-lo. Para isso ressuscitam um matador do século XIX, o Santo dos Assassinos e o enviam em seu encalço .
      O destino faz com que Jesse venha a encontrar sua ex-namorada, Tulipa e junto dela o personagem mais excêntrico da revista, o vampiro irlandês Cassidy. Ambos passam a acompanhá-lo em sua fuga tanto da polícia quanto do Santo .
      No fim do primeiro arco de histórias, Custer confronta um dos anjos e extrai dele as informações que lhe faltavam para compreender toda a situação, como o origem de Gênesis (o filho mestiço de um anjo e um demônio). Ao perguntar porque o próprio Deus não conserta a situação, o anjo conta que Deus teria desistido da humanidade e abandonado o Céu .
      A partir desse momento, Custer decide o que fazer de sua vida. Ele toma a insólita decisão de procurar por Deus em pessoa e Lhe cobrar explicações. Na busca pelo seu objetivo encontra os mais diversos obstáculos: assassinos seriais, a polícia, o próprio santo e organizações secretas como o Graal.

      100 Balas:
      Autor:Brian Azzarello
      Resumo:Na trama, pessoas em desespero são procuradas por um certo agente Graves, que entrega uma valise contendo evidências incontestáveis que apontam o culpado por suas desgraças, além de uma pistola Smith & Wesson e 100 balas, sendo que tanto a arma quanto a munição são marcadas, dando ao usuário carta branca para fazerem o que bem entenderem, ou seja, não serão presos e nem interrogados.

      Y – o Último Homem:
      Autor:Brian K. Vaughan
      Resumo:O que aconteceria se todos os homens morressem? Em um instante, todos os seres de cromossomo Y do planeta caíram mortos – inexplicavelmente. As mulheres agora dominam o mundo, mesmo sabendo que não há salvação para a raça humana. O que elas não sabem é que há uma esperança: Yorick Brown e seu macaco Ampersand são os únicos machos que ainda caminham sobre a Terra. Se conseguirem continuar vivos, eles vão descobrir o que matou todos os homens – e salvar o planeta.

      Os roteiros criativos de Brian K. Vaughan tornaram-no um dos nomes mais celebrados da ficção científica contemporânea, rendendo-lhe inclusive um convite para roteirizar o seriado Lost. A desenhista Pia Guerra é o lado feminino da HQ, indispensável para representar um mundo dominado pelas mulheres.

      A Arte da Guerra
      não sabia que tinha uma Hq do livro,mas se for como o livro valerá muito a pena a leitura.

  12. Caramba, fico feliz de toda essa treta tenha começado pelo meu comentário -parcialmente, eu sei- lá no mais de oito mil. Me sinto realizado em Trilles, me odeiam?

      • [16/07/2013 10:55:13] Lucas: Adorei seu comentário difamando o Emd. Eu sou uma pessoa que tem contato assíduo com eles, até. Porém, o Trilles é bem panaca.
        [16/07/2013 10:56:44] Rampa foda: Compreendo Lucas, eu sou um revolucionário nato mesmo, grandes feitos pela internet à fora são meus. Qual seu contato com o Sr.Trilles? E aliás, como conseguiu meu skype?
        [16/07/2013 10:57:25] Lucas: Eu estive em uma pequena conversa com o Emanon lá, citando você, acabo descobrindo que ambos são próximos. E eu faço parte da fuji scan, partilho obras com a scan deles.
        [16/07/2013 10:58:28] Rampa foda: Essa história me soa estranho, enfim. O que deseja de mim?
        [16/07/2013 10:59:31] Lucas: Você já foi pego por IP em alguma de suas zoeras como essa?
        [16/07/2013 11:00:42] Rampa foda: Não, pelo que eu saiba eles não têm esse poder no wordpress. Deixa ver se eu entendi, está querendo zuar, é?
        [16/07/2013 11:01:44] Lucas: Sim, quero causar ira do Trilles. Posso confiar em você rampa?
        [16/07/2013 11:01:55] Rampa foda: Sim, pode confiar, não irão te pegar.
        [16/07/2013 11:02:11] Lucas: Ok, valeu, até a próxima.

        Acabei trollando o coitado e fazendo acontecer isso tudo.

        • Hauahauahau. Te amo, Rampa.
          Sabe o que mais acho engraçado? Todos os trolls tentam deixar outro irritado ou causar uma discussão, mas o que os nossos não entendem é que eu GOSTO de discussão, porque sempre aprendo algo (bem, na maioria das vezes), e ficar irritado, nunca fico, pelo menos não já há um bom tempo (você percebe isso no podcast, que dos três que mais falam do grupo, fui o mais quieto e centrado). É definitivamente um ato infantil, desnecessário e sem frutos tentar nos trollar, mas se eles (vocês) não cansam, fazer o que, né?

      • Ah, sou um troll exímio mesmo, infelizmente.

        Ah, isso mostra que você cresceu mentalmente Trilles, se estressar com coisas do tipo é bem à toa. Ver isso é a euforia dos trolls, tanto as pessoas que ficam irritadas com isso e os trolls são bestas.

        De qualquer forma, viu a cordialidade que citei você ”Sir.Trilles” altos respeito com você após nossa pequena discussão na estréia do ”Pagando de críticos”.

        • Pois é, seu fdp, finalmente descobri a origem do rampa e do emanon, querendo arrumar tretas para aumentar visualizações de blogs pequenos e deixar blogs grandes mais fodões ainda através de polemicas.

  13. Trilles, você que vai traduzir o Sanctuary? Aparentemente o Lucas fez cagada e preferiu acabar com a parceria do que assumir a culpa, ou pelo menos é o que ele deixou a entender lá no Fuji Scan.

  14. Eu acho que não da para cobrar dos mangas a mesma qualidade física de uma HQ, porque o publico consumidor de HQs e mangas tem um poder aquisitivo bem diferente, o pessoal que costuma comprar HQ são velhos que trabalhão, já o publico de mangas em maioria adolescentes sustentados pelos pais que não podem sair pagando 30real em um manga, um exemplo é o próprio gen que tem uma qualidade boa e tem o mesmo preço de TWD, que vende pouco mesmo entre os leitores de seinen .
    Já sobre os títulos publicados aqui eu não acho errado publicarem essa porrada de shounen já que o alvo são as crianças, não da para julgá-las se eles compram naruto que é uma merda, tipo nos comprávamos coisas dos cavaleiros.Se os leitores de mangas seinens pararem de achar defeitos em coisas fúteis e envia sem emails para as editoras com sugestões, comecem a comprar os títulos bons como Thermae, que eu tenho certeza se esse tipo de mangar vender bem eles trarão outros parecidos.Tipo os caras não compram solanin e querem punpun?

    • E não tem uns guri de 15 anos que trabalham igual a um camelo só pra comprar um iPhone?
      HQs são mais comprados porque tem mais, em mais lugares e com mais qualidade. Você passeia pelo centro da cidade com a sua namorada(ou não) e sempre acha alguns HQs, mangás você só acha procurando(pelo menos aquele que você quer).

      • A propósito, eu comprei uma edição(#36) da uma série Marvel Max em um sebo só porque era [+18] e é realmente violento, mas não é tão bom quanto eu achei que seria.

        • Único problema é que Marvel Max não lança mais. Mas você pode ter pego a edição de Poder Supremo, que apesar de ter muitas qualidades pode desagradar a muitas pessoas, incluindo a minha pessoa.
          Mas falamos dela no podcast de HQs que será lançado em breve.

        • Eu sou um grande admirador do mundo do poder supremo, mas para apreciar esse cenário é necessário ler na ordem certa e des do início. Sem contar que é preciso estar acostumado com narrativas mais pesadas.

      • Já baixei as primeiras edições de Poder Supremo ali no Ndrangheta, mas só para ter certeza, começo é em Poder Supremo ou é naquela mini-série Hipérion, que também achei para baixar?

        Vou ler assim que eu tiver tempo e tirar minhas conclusões, mas minha primeira impressão não foi muito boa.

        • Essa é a ordem correta:

          Supreme Power – Vol. 1
          Doctor Spectrum
          Nighthawk
          Hyperion
          Squadron Supreme – Vol. 2
          Hyperion vs Nighthawk
          Ultimate Power
          Squadron Supreme – Vol. 3
          Supreme Power – Vol. 2

          Para começar a ter uma opinião tem que ler todo o primeiro “Supreme Power” e o “Hyperion”. O “Doctor Spectrum” e o “Nighthawk” são opcionais.

          Aqui você pode baixar a saga completa em inglês: http://thepiratebay.sx/torrent/8434018/Supreme_Power___Squadron_Supreme
          O que já saiu em PT você pega no Ndrangheta.

    • Acho que isso foi uma caracterização dos dois públicos que nunca poderá ser feita, amigo. Que dados você tem para dizer que público tem mais dinheiro? Ilógico até demais. Está certo que mais adultos compram HQs do que mangas (NO BRASIL), mas quem disse que jovens tem pouco poder aquisitivo? Tem muitos que trabalham (Lucas e Estupra mesmo são exemplos de jovens que gastaram dinheiro de trabalho com mangas) e outros milhões que são sustentados, cujos pais compram presentes adoidados. Não há como fazer esse tipo de comparaçao.

      OBS: Nao compro Solanin porque e mediano/ruim.

      Me desculpe pela ausencia dos acentos no final do texto. O teclado bugou.

  15. MadTv – Terminator:


    “Don’t worry, He’ll be back.” kkkkkkk Chorei de rir.

    Confesso que foi precipitada minha visão do Hipérion. É bem interessante ver como REALMENTE seria a existência deu um ser desses aqui na Terra.

  16. Esse Lucas é um “Jênio”

    Trilles se na rl você for exatamente como eu vejo nos seus comentários\cast’s, você tem um puta caráter cara, não to querendo encher linguiça, sou um leitor\ouvindo bem old até… e venho lhe dar meus parabéns, não lhe conheço mas simpatizo com seu modo de pensar e talz…

    Alguns pensarão que eu to trollando, mas enfim eu não me importo ;D
    Por que eu to elogiando o Trilles? Admiração, vontade… quem sabe ?

    Bjs EMD

  17. Lucas e estupra gostaria que voces pudessem me recomendar hqs, e me indicassem tambem hqs que estao sendo lançadas no brasil e desculpem o meu portuques estou digitando do celular, e por fim gostaria de agradecer voces do emd pelo trabalho de voces estou a espera de mais podcasts e emd games,mangas,post de noticias,cerveja e mangas entre outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s