Primeiras Impressões: Vinland Saga

Yo Pessoal! Venho trazer para vocês mais um post do EMD e dessa vez tenho o prazer de comentar sobre uma obra que foi lançada recentemente no Brasil: Vinland Saga. Não há obra melhor para se comentar para apagar toda essa viadagem que vem rolando no site, vide Top 10 – Bromance e G Senjou Heavens Door, assim, trago uma obra de respeito e de homem, pois aqui falaremos de Vikings!

Vale lembrar que já comentamos algumas vezes de Vinland Saga no póstumo Ranking Semanal e no EMD Awards 2013, e que nele, aliás, recebeu a estatueta como melhor manga do ano passado. Não deixem de acompanhar esse Primeiras Impressões para conhecer mais da obra.

vinland-saga

 

O manga de Vinland Saga foi lançado somente neste último mês aqui no Brasil e este se encontra ainda em publicação. Atualmente, a obra possui 101 capítulos encadernados em 13 volumes e é escrita e desenhada por Makoto Yukimura.

385637-makotoyukimura

Esse Primeiras Impressões será somente sobre o primeiro volume da obra lançada no Brasil e conterá alguns spoilers. Dito isso, vale a pena dar uma premissa bem simples sobre o manga: Vinland Saga conta a estória de Thorfinn, um jovem guerreiro, que após a morte de seu pai busca vingança contra o mercenário que o matou.

Soa clichê, mas logo percebemos que a estória tem muito mais a oferecer. Primeiramente, vemos Thorfinn integrado no grupo de mercenários liderados por Askeladd, o dito cujo assassino, e sua constante perseguição a vingança. Percebemos um personagem transtornado por seu objetivo e muito frio e direto.

Vinland_Saga_v01_c01_p016

Algo importante de se citar é o orgulho de guerreiro de Thorfinn que o impede de matar Askeladd a não ser que seja num duelo justo. E com esse aspecto somos remetidos ao passado. Metade do volume trata sobre o passado de Thorfinn há 10 anos. Vemos um garoto com sonhos de grandes aventuras pelo oceano e almejando se tornar um grande guerreiro. A família faz um papel muito interessante e presente, sendo o pai dele o maior modelo de pessoa a ser seguido.

Thors o Troll

Percebemos logo esse contraste entre o personagem do presente e do passado nos remetendo a várias perguntas sobre o que aconteceu durante todo esse tempo. Aliás, esse será um dos grandes desafios da obra: juntar todas as pontas soltas colocadas no primeiro volume e criar um desenvolvimento crível para Thorfinn, onde passa de um simples garoto do campo para um mercenário impiedoso. Particularmente, gosto desse estilo de montagem numa estória, porém é necessário muita competência e planejamento para fazer com que tudo se conecte.

Thorfinn

 

Esse aspecto frio e impiedoso é muito bem demonstrado pelas expressões do personagem e, principalmente, pelo seu olhar. Apesar de alguns exageros, Thorfinn é um exímio guerreiro e isso se transmite nas lutas demonstradas no manga. Aliás, o primeiro capítulo inteiro é composto por uma grande batalha e devo dizer que foi mais competente do que vários volumes de Naruto.

Vinland_Saga_v01_c01_p005 Vinland_Saga_v01_c01_p006 Vinland_Saga_v01_c01_p007Vinland_Saga_v01_c01_p008

A batalha em si é muito boa. O enquadramento é bem utilizado pelo o autor o que dá uma boa dinamicidade as lutas. Outro ponto interessante é o raciocínio utilizado para comandar as ações na batalha e apesar de não ter sido nada grandioso posso esperar por estratégias de guerra mais complexas nesse manga.

O diferencial nessa batalha com certeza foi o componente dos vikings. Demonstraram-se os componentes históricos desse povo, principalmente, na batalha aonde pudemos perceber seus equipamentos, visão e, claro, sua habilidade marítima. Além disso, o pensamento da época foi muito bem utilizado para causar alguns conflitos de valores e o choque entre povos será essencial nesse contexto.

Vinland_Saga_v01_c02_p129E além de transportar muito bem a “casca” dos vikings era necessário trazer o conteúdo necessário em todo manga histórico, o aspecto cultural. O manga se preocupa em mostrar para o leitor quem de fato eram os vikings, seja com suas crenças e com seus contos. E a segunda da parte do volume cumpriu muito bem esse aspecto com um pacing mais lento para poder contar em maiores detalhes.

Aliás, um ponto interessante do volume foi a narrativa, pois é discrepante a diferença apresentada nas duas partes e não levem isso para o lado negativo. O volume conseguiu trazer muito bem aspectos de uma narrativa mais insinuante com a primeira parte e a batalha, no tocante que na segunda o ritmo lento ditou as ações para mostrar mais do universo viking. Vejo aqui o que pode ser uma das maiores virtudes do manga aonde se possa conciliar esses dois momentos: o de calmaria e o de maior dinamicidade.Vinland_Saga_v01_c04_p195

Passando para os comentários da edição brasileira devo dizer que ela não se difere muito daquilo que encontramos no nosso mercado. O destaque vai para as páginas coloridas iniciais e finais, assim como o mapa do local aonde ocorre a estória e as tirinhas cômicas no final do volume.

Por fim, Vinland Saga nos deu uma ótima introdução da estória. Fomos apresentados aos vikings, onde foram muito bem representados historicamente, assim como demonstrada a cultura para poder situar o leitor em toda o contexto da estória. Assim com esse universo contextualizado, o autor abriu portas para trabalhar diversos temas durante o manga com alguns mistérios em relação ao enredo e, principalmente, em relação ao personagem principal. Além disso, o primeiro capítulo foi um ótimo cartão de visitas para uma obra que trabalhará com bastante ação, mas sem se esquecer das estratégias, que são fundamentais numa guerra. Então, Vinland Saga se mostrou um manga com um enorme potencial e poderá ser uma obra completa em várias sentidos.

Vinland_Saga_v01_c02_p130

Encerro esse Primeiras Impressões esperando que esse post tenha servido como, pelo menos, um teaser para o nosso podcast sobre Vinland Saga que será lançado em breve. Espero que vocês tenham gostado do texto e gostaria de saber as opiniões de vocês sobre a obra. Além disso, pretendo continuar fazendo Primeiras Impressões de algumas obras e gostaria de saber quais obras os interessam.

Obrigado a todos e até a próxima.

9 pensamentos sobre “Primeiras Impressões: Vinland Saga

  1. Comprei o manga pela panini depois de ler os 2 primeiros volumes na net, e não me arrependo, curti de mais, a narrativa, a arte, a estória, td muito bom, espero muito desse titulo.
    Sei lá, só acho que vc poderia ter falado um pouco mais da edição nacional, sei lá se não tem mais nada relevante a ser comentado, mas creio que uns comentários a mais seria bom para a decisão de quem talvez esteja na duvida de comprar ou não o volume.

    • Devo dizer que as edições nacionais, principalmente as da Panini, são todas muito parecidas: papel “jornal”, contra-capas coloridas, uma ou outra página do manga colorida e só. Ah, tem o preço que considero abusivo ainda de R$11,90. Outro ponto, que não pude comentar, é a tradução, pois somente li pela versão nacional, mas não encontrei nenhum erro gritante na leitura tanto no português, semântica e gramática, quanto na edição. Obrigado pelo comentário e o feedback!

  2. Analise interessante, a tempos procuro uma historia séria para ler e essa é excelente e o melhor está em publicação no Brasil. E a proposito Green Blood é bom?

    • Opa, vlw pelo feedback. Acho que a sua procura acabou entao com Vinland Saga🙂 Ah, já fizemos review sobre Green Blood, dê uma conferida na nossa pagina de reviews para ver se vale a pena ou não ler. Abraço.

  3. Pingback: EMD Cast #151: Review – Vinland Saga | Ecchi Must Die!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s