Comentando: Hunter x Hunter – Episódio 130

Fala galera, aqui é o Shaturanga deixando mais um comentário do episódio dessa semana de Hunter x Hunter (Magia x e x Destruição). Venho aqui deixar o comentário de um episódio muito marcante de uma parte do enredo que irá apenas melhorar nos próximos episódios.

130

Esse episódio cumpriu todas as minhas expectativas, embora eu acho que gostei mais do mangá nesta parte do enredo. Eu nunca fico decepcionado com episódios do anime de Hunter x Hunter. Esse episódio e o próximo cobrirão os capítulos 304 e 305 e darão um desfecho definitivo a esse núcleo do Gon e da Pitou.

A seiyuu Megumi Han tem feito um trabalho memorável para dublar a voz do Gon, ela tem demonstrado todos os sentimentos do Gon neste episódio de forma bem palpável e honesta. Fora isso o Gon tem aparecido pouco no mangá desde o início da operação contra as formigas e isso cria uma expectativa muito grande no protagonista ao retomar o plot, tanto no anime como no mangá. Hunter x Hunter cumpre todas essas expectativas com sucesso.

Na página abaixo vemos o suporte para o circo pegar fogo no caso do Gon e da Pitou, o Knuckle e o Meleoron estão misturados na multidão e presenciam a chegada do rei que tenta se lembrar da Komugi, o Pufu tira rapidamente o tabuleiro e as peças de gungi que poderiam servir como memento para o rei e o Killua e a Palm que estão com a Komugi sob sua responsabilidade.

02-03

A trilha sonora usada para a chegada do rei é bem épica e envolvente e logo em seguida vemos uma conversa interessante entre o Killua e a Palm, que com a sua habilidade Wink Blue consegue observar em uma visão aérea o Gon, o Pufu e eles próprios. O Killua discute se ainda é necessário vigiar o Pufu e agradece a Palm por tudo que ela fez até aqui, causando estranheza nela por ele estar fazendo isso tão de repente e sem causa aparente. A Palm aqui é a pessoa que melhor conhece o Killua por causa de sua vulnerabilidade emocional e a sua bondade com seu amigo que ele mostrou nos últimos episódios. Isso é uma coisa que irei comentar logo para frente neste post.

H x H 130 (1) H x H 130 (2) H x H 130 (3) H x H 130 (4) H x H 130 (5) H x H 130 (6) H x H 130 (7) H x H 130 (8) H x H 130 (9) H x H 130 (10) H x H 130 (11) H x H 130 (12)

Aqui temos a volta do pedante Pufu manipulando as coisas de novo. Ele encontra Welfin e em troca de ajuda médica ele fala para ele ligar para a Pitou que ele tinha recuperado a Komugi junto com o Brovada. O Pufu com a sua habilidade de divisão celular imita a aparência e a voz da Komugi para enganar a Pitou de vez e tirar a “maldição” da Komugi de cima das costas dela, tornando-a livre para trair e matar o Gon sem se preocupar com a Komugi. Como ele é safado, ele ainda vai usar isso como poder de barganha para tentar tirar a Komugi do Killua e da Palm.

H x H 130b (1) H x H 130b (2) H x H 130b (3) H x H 130b (5) H x H 130b (8) H x H 130b (9) H x H 130b (10) H x H 130b (11) H x H 130b (12) H x H 130b (13) H x H 130b (14) H x H 130b (15) H x H 130b (16) H x H 130b (17) H x H 130b (18) H x H 130b (19) H x H 130b (20) H x H 130b (21)

No palácio, é revelado para o Gon que o Kaito está morto. Temos uma performance notável da dubladora da Pitou (Fujimura Ayumi) aqui, não sabemos se ela está falando dessa forma com o Gon por pena, por respeito ao acordo que eles fizeram e pelo Gon ter sido complacente com sua situação ou se ela estava sendo irônica com ele, falando: Já que você fez tudo que pedi, vou ser honesta com você… Ele está morto. A alma dele não está mais aqui.

14-15

No mangá a cena é mostrada de forma mais direta e aberta a interpretação do autor a respeito do psicológico do Gon, eu achei melhor desta forma, por ter um impacto visual maior, embora as divagações a lá Shinji de Evangelion na referida cena tenham ficado muito boas com o ótimo desempenho da seiyuu. Ele está devastado pela culpa que sente pela morte do Kaito, ele sente como se ele tivesse o matado. O mangá nos lembra aqui que o Gon ainda é uma criança, existe um limite do que ele pode aguentar emocionalmente, a forma que ele sente aqui ainda é mais acentuada que o Killua no episódio 124 (quando ele enfrenta a Palm e fica claro também que ele ainda uma criança, mas naquela hora tinha a Palm para ajudá-lo e no caso do Gon não há ninguém). Tanto é que ele pede desesperadamente e subconscientemente por alguém que o conforte, abrace e lhe dê proteção física e emocional (traduzindo: uma mãe), exatamente o que uma criança precisa quando está passando por uma situação emocionalmente extrema. Outra coisa que dava para notar é a vulnerabilidade de Gon, aqui ele está completamente indefeso, se a Pitou quisesse matá-lo logo depois de falar que o Kaito estava morto ela conseguiria.

02-03 (2)

Nesta parte do anime não há nenhum efeito ou trilha sonora especial, tudo é mostrado de forma nua para demonstrar três sentimentos: raiva, esperanças quebradas e desespero. A cor branca usado no mangá e no anime reforça isso, no final do post há uma página do mangá anexada inteiramente branca para demonstrar o choque que o Gon leva. O desespero é o sentimento mais presente aqui, e quando eu falo de esperanças quebradas eu me refiro a parte que a Pitou ativa o Doctor Blythe e contrariando as esperanças do Gon, ela cura seu braço quebrado. Isso deixa a Palm e o Killua estarrecidos, pois eles estão acompanhando a situação via Wink Blue da Palm. No fundo, aparece o Pufu rindo malevolamente, aumentando a repulsa que temos por este vilão.

H x H 130c (1) H x H 130c (2) H x H 130c (3) H x H 130c (4) H x H 130c (5) H x H 130c (6)

Eu acho que a Pitou não matou o Gon instantaneamente porque além de estar com o braço quebrado, ela tinha apenas um pressentimento que o Gon poderia ser uma ameaça do rei, mas não tinha ciência das dimensões exatas do poder dele, algo que será visto no próximo episódio. A Pitou mudou muito desde a cena que o Meruem falou para ela curar a Komugi, ela não age de forma descuidada ou imprudente. Seja lá o que for, o Gon acaba se confirmando como uma ameaça para o rei e a Pitou estará disposta a eliminá-lo, mas isso não será algo tão simples assim. Esse confronto sempre se revelou inevitável assim como o confronto entre Netero e Meruem, baseado no que aconteceu com os dois personagens até aqui. Assim o plot levará o Gon para um destino que foge completamente dos padrões shounen.

 

16 17 01 05

Esse episódio foi ótimo, continuou confirmando a qualidade constante do arco e do mangá, termino aqui as minhas impressões sobre o episódio. O que vocês acharam do episódio?

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Comentando: Hunter x Hunter – Episódio 130

  1. O episódio foi bom, mas essa cena é melhor no mangá. Um ponto ruim foram esses mini “flashbacks”, que ao meu ver descaracterizou um pouco a cena da obra original. Os flashbacks tem ali como função lembrar dos “bons momentos” onde Gon passou com o Kaito, que realmente são muito poucos. Não ficou tão focado no sentimento da culpa como é no mangá, assim causando o conflito que Gon tem consigo mesmo ( essa é a minha interpretação da cena).

    No mais, o episódio foi meio enrolado, porém entendo o porquê (deixar todo o desfecho num episódio só, assim como aconteceu em Meruem VS Netero). Boa animação, escolha de cores e principalmente a dublagem, que é sensacional.

  2. Seria bom se você pudesse evitar de antecipar os acontecimentos do mangá, deixa uma expectativa ruim, especialmente pra quem aguarda a surpresa, e acaba nem sendo surpreendido por conta desse tipo de comentário.
    Em relação ao episódio, bateu-me a dúvida se a Pitou realmente acreditou no Pufu e resolveu dar um dane-se e aproveitou para curar-se, enquanto o Gon estava em choque, ou se ao perceber que o desejo do Gon de trazer o Kaito de volta era impossível e se viu livre da obrigação que havia sido imposta.
    Nesse momento o Gon viu todas suas convicções inocentes caírem por terra e ficou desestabilizado emocionalmente, adorei isso, kkk. Um dos maiores clímax pra mim, é quando os personagens ficam fragilizados e expõem o que são verdadeiramente. Não acho que ele tenha ficado semelhante ao Shinji de EVA em nenhum momento, concordo que o Togashi usou dos mesmos elementos, mas os sentimentos, a personalidade, tudo foi bem diferente na minha visão. Bom comentando, aguardo o próximo e decisivo… Berserker!!!

  3. Episodio muito bom, achei sensacional o conflito psicológico e emocional, que foi a parte principal, não li o mangá, mais pelo o que eu vi do comentando acho que esse conflito ficou melhor no anime por contar do jogo de cores, um azul mais escuro representando angustia e desespero e ou meio laranja, vermelho… (não lembro bem) aonde gon aparece gritando consigo mesmo querendo jogar a culpa na pitou.

    Até entendo o episodio ter se estendido um pouco, para deixar o desfecho para o próximo epi. E vejo isso como algo bom pois kite aparece bem pouco na saga das Quimeras Ants relembrando os momentos que teve com gon, fazendo assim entendermos e vermos um pouco mais dos laços deles dois. Para mim kite foi o mais próximo de figura paterna para o gon.

    Ansioso para

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s