Comentando: Hunter x Hunter – Episódio 135 – Final do arco Chimera Ants

Fala galera, aqui é o Shaturanga trazendo o último post de comentários semanais desse arco de Hunter x Hunter, o arco das Formigas Quimera. A série, tanto no mangá como no anime terminou com chave de ouro e aqui irei comentar a diferença entre eles e como eu gostei igualmente dos dois.

135

 

Este episódio foi o primeiro do anime que dispensou a abertura e o encerramento, aliás, a animação foi reaproveitada do encerramento e usatilizada de forma brilhante. O próprio episódio terminou como um filme, não como um episódio normal, demonstrando que esse arco não foi um arco shounen qualquer, onde sozinho consegue ser melhor que a maior parte dos shounens produzidos por aí.

Para começar, queria agradecer ao Togashi e principalmente ao diretor Hiroshi Koujina (que dirigiu o anime de Rainbow) por essa obra ter sido adaptada com tamanha qualidade. Também quero dar destaques aos seiyuus por terem feito um ótimo trabalho. Eu não vou citá-los aqui, pois são muitos (quem quiser ver confira aqui) mas os seiyuus que se saíram melhor para mim, foi o do Gon,  do Netero (tanto o falecido Ichiro Nagai como o seu substituto Ginga Banjou), o do Meruem, da Palm e do Welfin.

H x H - 135 (1) H x H - 135 (2) H x H - 135 (3) H x H - 135 (4) H x H - 135 (5) H x H - 135 (6) H x H - 135 (7) H x H - 135 (8) H x H - 135 (9) H x H - 135 (10) H x H - 135 (11) H x H - 135 (12)

Por quê Meruem teve que morrer?

O motivo básico do Meruem ter morrido daquele jeito foi que teoricamente ele era uma ameaça para a humanidade. Pelo fato dele ser a criatura mais forte já conhecida naquele mundo e também dos seus planos de espalhar a raça das formigas quimera para todo o mundo, e assim suplantando e dominando a humanidade. E de fato, se separarmos o Meruem antes de conhecer a Komugi e o Meruem depois disso, vemos que no primeiro caso, ele era realmente uma ameaça para a humanidade. Meruem era uma criatura que tinha recebido uma quantidade enorme de poder, mas era indeciso e instável e o próprio Netero pensou um pouco antes da luta que não valeria a pena confiar nele pois ele não sabia o que queria (muita merda acontece com pessoas que chegam ao poder e não sabem bem o que querem, ou deixam se manipular por outras pessoas). O ideal de avanço e evolução das formigas quimeras era incompatível com a segurança da humanidade e ninguém sabia que o Meruem iria mudar com a Komugi. Foi o típico: o mundo era pequeno demais para os dois lados, e foi isso que senti na batalha entre o Netero e o Meruem, como um duelo de faroeste.

H x H - 135 (13) H x H - 135 (14) H x H - 135 (15) H x H - 135 (16) H x H - 135 (17) H x H - 135 (18) H x H - 135 (19) H x H - 135 (20) H x H - 135 (21) H x H - 135 (22) H x H - 135 (23) H x H - 135 (24)

Será o que Netero fez foi certo?

Eu vi o Netero desse arco desprovido de qualquer tipo de idealismos, ele foi lá para cumprir sua missão que só ele poderia fazer, como em certos filmes de ação e de mercenários. Ele sabia das profundezas da capacidade da humanidade para a sacanagem e a podridão e não se importou e cumprir a sua missão, nem que se fosse de uma maneira suja e desonesta. O que o Zeno falou de ele ter a mente de uma planta foi algo verídico. Na sua luta contra o Meruem, vimos que embora o rei fosse mais forte e inteligente, por outro lado o presidente da associação Hunter tinha mais experiência de combate do que ele. O Netero estava com tudo que ele iria fazer planejado, provando que em uma disputa com poderes Nen, só a força não é o suficiente. Muitos outros fatores podem influenciar na luta, como por exemplo: circunstâncias do ambiente, habilidades criadas por meio de restrição Nen, habilidades específicas ou de manipulação e até mesmo armas não convencionais como a bomba que o Netero tinha implantado no peito (confirmando o que o Netero tinha falado para o Killua). Não consigo definir se o que Netero fez foi certo ou errado, para mim foi uma ação mais necessária do que ética, típica de alguém disposto a fazer o trabalho sujo para garantir a sobrevivência, mesmo se a humanidade em Hunter x Hunter não merecesse tanto assim.

H x H - 135 (25) H x H - 135 (26) H x H - 135 (27) H x H - 135 (28) H x H - 135 (29) H x H - 135 (30) H x H - 135 (31) H x H - 135 (32) H x H - 135 (33) H x H - 135 (34) H x H - 135 (35) H x H - 135 (36)

Referências budistas e Komugi

Por alguns episódios principalmente depois da explosão, vimos algumas referências do budismo aplicadas ao Meruem. Para falar a verdade,  a vida do Meruem faz referências ao budismo, de uma criatura superpoderosa que não recebeu nenhum suporte emocional para lidar com esse poder. Um porém, é que Meruem estava destinado a dominar sobre todos os seres vivos, mas no fim, ele se tornou um ser consciente de seu papel ao ter o seu lado humano despertado e encontrar, como podemos assim dizer, a sua “iluminação” nos seus últimos momentos de vida: em frente a um tabuleiro de gungi com a sua amada Komugi.

Os guardas reais foram importantes nesse processo, quando ele diz: “eu não merecia a lealdade deles”. Vale lembrar que assim como o Meruem, Sidarta Gautama (Buda), também morreu envenenado, Buda de uma forma menos impactante, foi por cogumelos venenosos e ele não ficou com raiva pelo responsável pelo seu envenenamento acidental. Ele teve uma formação abastada como príncipe e ver o sofrimento das pessoas foi algo que o mudou. No caso do Meruem, ele aceita com humildade os seus últimos momentos com a Komugi, que pare ele é mais recompensador do que dominar o mundo.

317-01-02 (8)

Quando eles já estão jogando, ela agradece ao Meruem por tê-la salvado e este dá o crédito aos seus guardas reais, falando que irá encontrá-los em breve para passar esse agradecimento. Ela até mesmo usa a jogada Kokoriko como homenagem a ele que o irrita um pouco, mas mesmo assim toda a história de amor deles foi de aceitação também, mostrada na animação do encerramento mostrando os momentos mais marcantes deles, assim como um álbum de um bom filme de romance, dando de 10 x 0 em mangás como Kimi no Iru Machi, Kimi ni Todoke e cia. ltda. Uma boa obra de verdade tem várias facetas, desde conflitos psicológicos e batalhas de tirar o fôlego como um romance desenvolvido de forma inesperada e fora do convencional. O poder do amor aqui deu o desfecho ideal para a obra, pois este cresceu em um ambiente improvável e hostil. Mesmo com a Komugi se sacrificando para estar junto com ele (o veneno é contagioso) eles encaram este momento como o mais importante de suas vidas, com um destino trágico retratado de forma bela e irônica lhes esperando.

314-08-09

A Palm também teve o seu momento de brilho antes desta cena, ela briga com o Meruem por não suportar ter que vê-lo naquela situação. Ela agora tinha uma parte formiga e esta parte reconhecia ele como o rei das quimeras. Ela acaba tendo que ver os momentos finais do rei com a Komugi até mesmo por uma questão estratégica para confirmar a sua morte para relatar a associação Hunter, aonde há setores que não irão engolir isso fácil, como visto no telefonema do Morel com o Beans. O Meruem vê que ela tem uma aura bela, mas fora afetada pela instabilidade e pela raiva, algo que faz sentido pois ela tinha mudado de uma forma definitiva e a vida dela não seria a mesma depois de tudo aquilo.

H x H - 135 (37) H x H - 135 (38) H x H - 135 (39) H x H - 135 (40) H x H - 135 (41) H x H - 135 (42) H x H - 135 (43) H x H - 135 (44) H x H - 135 (45) H x H - 135 (46) H x H - 135 (47) H x H - 135 (48)

Mangá x Anime

Dentre as diferenças do anime para o mangá, é que no mangá a Komugi fala uma frase que é usada no Japão dentro do contexto de uma mulher que aceita um pedido de casamento. Até mesmo os últimos momentos deles no mangá, feito com vários quadros escuros com balões seguidos, dá a impressão de uma espécie de noite de núpcias, em que os dois realmente se conectavam. No anime não dá para sentir isso. A sensação é de os dois estarem se confortando perante a morte iminente e realizando os seus últimos desejos, que eram viver aquele momento especial para a felicidade dos dois. As duas formas para mim ficaram excelentes. Só Hunter x Hunter para desenvolver esse romance usando uma escrita hábil e cuidadosa sem ficar algo meloso ou mal desenvolvido.

H x H - 135 (49) H x H - 135 (50) H x H - 135 (51) H x H - 135 Preview 01 (1) H x H - 135 Preview 01 (2) H x H - 135 Preview 01 (3) H x H Ending CA 01 (1) H x H Ending CA 01 (2) H x H Ending CA 01 (3) H x H Ending CA 01 (4) H x H Ending CA 01 (5) H x H Ending CA 01 (6)

Mensagens finais desse arco

O arco das Formigas Quimera de Hunter x Hunter destrói todos os padrões de arcos de mangás shounen e produz uma reflexão sobre a sociedade e suas mazelas. Ele tira esse clichê de mocinho que luta para salvar o mundo e humaniza os que poderiam ser chamados de vilões na obra. Esse arco foi um dos primeiros arcos shounen a fazer uma crítica social tão intensa e mostrar que o mundo é cruel e como isso põe fim a infância do Gon e do Killua. Todos os subplots contribuem para a obra, em especial a história do Gyro. É shounens como esse que precisamos. Obras que não falem apenas de idiotices e preparem os seus leitores para a vida adulta, fazendo os amadurecer. Aliás, amadurecimento é um tema frequente neste arco, referindo-me em especial ao Meruem. O Killua também teve um amadurecimento impressionante neste arco junto com o Gon, especialmente  nos “treinamentos” com o Knuckle e o Shoot e ele fez outras pessoas crescerem como por exemplo o Ikalgo.

O melhor coisa para mim na obra é que além das habilidades terem sido bem construídas sem colocar power-ups sem sentido, mesmo uma pessoa mais fraca pode derrotar a outra tirando proveito de outras circunstâncias. Aliás isso é uma qualidade da obra por inteiro, só que neste arco temos isso trabalhado de forma incrível. E o que mais me impressionou, é que durante situações extremas o rei e os guardas reais mostraram ser mais valorosos que boa parte da humanidade, que tinham jogado a tarefa suja para a Associação Hunter. Vimos no episódio passado que se a humanidade fosse suprimida pelo rei formiga e seu exército não teria nada de coitadinha.

318(10)

Quando o Togashi quer desenhar ele desenha esse c* de preguiça…

A evolução que o Youpi teve durante as batalhas, a lealdade da Pitou em proteger a Komugi a qualquer custo (mesmo com a ameaça de um Gon que estava fora de si e estava prestes a fazer uma loucura afetando uma vida inocente) e a humanização que o Meruem teve ao lidar com a Komugi, tudo isso confirma que esse arco tem um ótimo enredo, auxiliado pela ótima animação que foi a melhor que vi até agora em relação a animes. O único ponto ruim é que esse arco não é um anime em si e muitas pessoas que não leem o mangá não vão ter a oportunidade de chegar nesse arco do anime, embora esse arco seja como as melhores cenas de Mass Efffect ou outro jogo desse nível. A obra favorece tanto sua imersão e desenvolve tanto os personagens, que você realmente se importa com eles. Por isso que neste último post desse arco eu recomendo o anime do arco das Formigas Quimera de Hunter x Hunter por todos os motivos que citei acima e em posts anteriores (a minha nota para esse arco é 10).

Resta saber o que vai ser das quimeras que ainda vivem, como eles vão se integrar no enredo e na sociedade, já que o mundo humano foi salvo. Mesmo assim, esse arco deve servir como base e espinha dorsal para vários arcos futuros de Hunter x Hunter.

Comentários anteriores do anime:

Meus posts no EMD.

Posts de Hunter x Hunter (anime e mangá) no EMD.

Lista de AMVs para relembrar os melhores momentos da série:

Luta do Kaito, Gon e Killua contra as formigas do palácio de Gyro:

Meruem e Komugi:

Gon vs. Pitou

Netero vs. Meruem

Reencontro com a Pitou

E aí, qual foi a sua cena preferida da série? Comente o que vocês acharam do final desse arco que tanto nos marcou.

 

 

Anúncios

17 pensamentos sobre “Comentando: Hunter x Hunter – Episódio 135 – Final do arco Chimera Ants

  1. Eu não cheguei a me emocionar neste episódio como muita gente, mas ele fechou com chave de ouro este arco. A cena em que eu realmente fiquei arrepiado foi tão simples e sutil, que provavelmente muita gente nem lembrará.
    Pra mim, o momento em que o Meruem desmemoriado chega na sala em que jogava com a Komugi e vê a peça do rei branco e pressente um vazio enorme foi memorável. O Togashi deixou uma mensagem tão foda nesse instante, mostrando que uma formiga pode ter mais humanidade do que nós seres humanos, foi incrível. É de fazer refletir.
    Ótima análise hoje Shaturanga, a melhor na minha opinião. E que o Togashi mantenha o padrão após tantos hiatos, e ao menos tenha usado este tempo para planejar e adiantar a obra.

    Ps: Só discordo de algumas colocações sobre as referências à Buda de ter o poder de dominar a humanidade, nem sei se foi intencional ou mal colocado, mas deixou uma mensagem dúbia de quem vc estava falando, Meruem ou Buda.

    • Em relação a dominar o mundo é claro que é apenas o Meruem, a única comparação que fiz com Buda neste ponto é assim como Meruem nasceu com poder e pessoas dispostas a apoiá-lo a expandir seu império para o mundo todo, Buda nasceu como príncipe de um abastado reino indiano (pesquisei um pouco e vi que ele tinha três palácios) aonde ele tinha tudo do bom e do melhor. Assim, os dois acabaram sofrendo mudanças que os fizeram abrir mão de tudo isso, o Meruem por conhecer e querer ficar junto com a Komugi e o Buda por ver o sofrimento das pessoas pobres e miseráveis no lugar aonde ele vivia. Tem um link aqui que explica melhor a vida dele: http://www.epochtimes.com.br/bodhgaya-o-lugar-onde-buda-gautama-se-iluminou/

      Falando do episódio esse final para mim foi absurdo, o melhor final que esse arco poderia ter. O pior que ainda vi gente no Twitter e Facebook falando que teria sido mais legal se o Netero ou o Gon tivesse derrotado ele em uma batalha, que nem Naruto.

      • Ah Shaturanga, eu ignoro esses adoradores de shounens padrão. O importante é conseguirmos analisar e perceber a qualidade de algo bom, e não ser um troll acéfalo otaku.
        E quanto a sua colocação, deu a entender que você englobou o Meruem e Buda nas mesmas coisas, e por isso comentei disso. Eu compreendi o que vc queria dizer, mas ainda assim, acho que deveria corrigir, quer saber, se quiser eu reviso essa parte, kkk. Estou aqui pra isso…

        • Eu pedi para darem uma revisada, mas se você quiser revisar vai lá, pois tava querendo fazer um texto maior nesse final e não tava querendo atrasar.

  2. Realmente, ótima review. Nem tão grande, nem pequena. Essa saga me surpreendeu, e muito. Sempre ouvi pessoas dizerem que essa era a melhor saga de HunterxHunter, mas não esperava que fosse tão boa. Só não concordo com o 10, pois o desenrolar da história depois dos episódios iniciais(aquelas lutas com seres inferiores na floresta) foi um pouco ruim. Mas, afora isso, saga espetacular. Ótimo desenvolvimento de personagens, bem como de enredo, que inúmeras vezes tomou rumos inesperados, superando qualquer shounen que já tenha sido feito. Também me emocionei muito com aquele final tão pouco digno de um rei com tanto poder como Meruem, e forma como não fazia a menor diferença para ele, que só se importava com o que no final se tornou seu único desejo: o amor. Tenho certeza que guardarei na memória o momento em Knuckle teve uma epifania e previu a própria morte, quando estava de frente para o monstruoso Youpi.

  3. Só queria que tivesse sido o lobo, e não a doença, embora ela fosse essencial para que o ataque do lobo funcionasse, a dar o golpe final em Youpi. Mas, valeu pela semana que passei acreditando nisso.

  4. Caramba, esse epi….emocionante, mas acho que o final teria um clima um pouco melhor se fosse feito como no mangá e a tela ficasse preta e houvesse apenas as falas dos personagens. Mesmo assim, a forma como foi feita pra mim também ficou muito boa.

    Hunter x Hunter foi, é um mangá, anime totalmente fora das expectativas. Lembro de quando via o primeiro lá na rede tv… lembro que acabei não gostando, minha principal frase era “aquele desenho do muleque que pesca passarinho”… e caramba, aquele “muleque que pescava passarinho” virou praticamente um monstro… pra mim, sombra de duvida, melhor anime desse ano. Pra surgir um anime com uma adaptação de tão boa qualidade e que adapte uma estória excelente assim. Da nem pra acreditar que isso tenha saído da Jump kkkkkk’

    Pra mim, esse arco começa a ficar épico no momento em que eles encontram a Pitou pela primeira vez, Kaito perde o braço e tals… a partir dali… cara, Togashi foi mestre, a invasão do castelo, Meruem contra Netero, Killua vs Pufu e Gon contra Pitou (a animação de episódio… épica).

    Confirmaram que adaptarão o arco da eleição, mas e depois? Como Level E já foi adaptado, podiam fazer um remake de Yu Yu Hakusho nas mesma qualidade de HxH e só depois (quem sabe, se o Togashi não fizer um hiato de 10 anos (^^;) ) animarem o arco do Continente Negoro

  5. Tem que dar os parabéns pra Madhouse mesmo, o lance dos fótons apagando aos poucos foi tão bem sacado quanto os quadros escuros só com balões no mangá. Engraçado que mesmo com esse consenso que há do quanto humanidade é destrutiva e cruel todos nós interpretamos e damos um significado diferente pro arco em si, seja ele negativo ou positivo, a história tem uma qualidade que não deixa ela ser unilateral (eu mesmo acho que no arco não existe vilão, pelo menos não entre os personagens). Parabéns pelo texto e a sua analogia ao Buda me deu vontade de ler o Buddha do Tezuka, além de me lembrar dessa aqui bem interessante: http://intoxianime.blogspot.com/2014/06/hunter-x-hunter-chimera-ants-segunda.html

    • Valeu pelo feedback! Tudo que coloquei acima de referências budistas são coisas que eu nem sabia antes de ver o episódio e acabei tendo que pesquisar para fazer o post (como no link que coloquei acima nos comentários). Essa parada dos fótons se apagando foi um detalhe pequeno mas elevou o final do anime, eu gosto igualmente tanto do final do anime como no do mangá. A crítica a sociedade é algo que precisa de coragem de colocar em um mangá shounen e sair algo bem feito e isso o mangá faz muito bem. Eu não sabia que lá no IntoxiAnime tinha um post desse do anime de Hunter x Hunter, vou conferir lá.

  6. Queria deixar aqui meus agradecimentos pelos comentários Shatu, vi todos, concordava alguns e com outros não, mais foram muito bons. Esse final foi fantástico fechou com chave de ouro e encerrou a historia de forma bem trabalhada, Acho que muitas das teorias para chimera ants são validas, principalmente uma que eu vi que a bomba do netero seria tbm uma analogia a nagasaki e hiroshima durante a 2° Guerra. E parabens a Madhouse pela animação, ficou incrível.

  7. Esse Arco foi sensacional!!!
    Esse episódio 135 foi de +. Chorei do inicio ao fim, pois jáh sabia que o Rei morreria, e como gostei muito dele como personagem, fiquei muito abalado com a morte. Por falar na morte, foi muito bem feita, tanto no anime quanto no mangá. Aquele capítulo inteiro só com quadros pretos e balões de fala… 😥 😥
    No anime, achei muito criativo o que fizeram com os poderes que o Meruem tinha soltado, se apagando aos poucos, e por fim aquela ultima cena dos 2 juntos 😥 😥 😥
    Chorei de + com esse final, depois que acabou o episódio eu deitei na minha cama e continuei a chorar por mais uns 20 minutos (rs), só lembrando de todos os momentos que eles passaram juntos, e tudo o que aconteceu para chegarem até ali. O desenvolvimento do Rei e das demais formigas foi excelente neste Arco. A luta do Netero com o Meruem foi incrível, a história do Netero é incrível, a história do Gyro é incrível, tudo foi incrivelmente bem feito neste arco. Sem duvidas foi o melhor arco de um Shounen que eu jáh vi.
    Obrigado por esse ótimo ”Comentando”, me emocionei lendo certas partes que vc escreveu ;3

  8. Fiquei curiosa para ler o mangá por causa desse arco. Eu normalmente acompanho shonens, mas, hxh a priori me pareceu mais uma história de torneios, por isso deixei passar. O anime encontrei por acaso na Netflix e só assisti por ser do “Seu Togashi”. Fiquei surpresa com a desenvoltura que esse arco contou.

    O duelo com Netero mas teria sido cliché demais acabar ali. “Eba o “”bem”” venceu, o presidente salvou o mundo.” Seu Togashi foi perfeito com seu final de suar pelos olhos.

    Pensando direitinho, acho que o “veneno” da bomba era radiação. Por isso a guarda real e a Komugi morreram mesmo sem ter contato direto com ela.

    Ps -> Eu sempre achei que o Meruem e o Gyro pudessem ser a mesma pessoa por alguma razão aleatória.

  9. Obrigado por compartilhar tudo o que vc achou sobre HxH

    Eu fiquei chateado por meruem e komugi morrer , chorei demais

    Dito isso e deixando meu respeito a eles , nao comento mais nada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s