Review – Hemlock Grove 1° Temporada

Dae pessoal, aqui é o Estupratom trazendo mais uma review para vocês.

Primeiramente eu desejo me desculpar pelo atraso da review. Devido a problemas pessoais e problema com o computador eu fiquei sem animo para escrever. Mas chega de desculpas e melodrama, vamos falar da mais nova série com temática sobrenatural.

Hemlock Grove

Bons filmes e livros que trabalham tramas sobrenaturais sempre me atraíram. Lembro que quando assisti “Entrevista com Vampiro”, o potencial dramático que uma maldição imortal e sedenta de sangue poderiam trazer para um obra eram ilimitados. Perdi a conta de quantos filmes, livros e séries de qualidade que trabalhavam essa temática eu tive o prazer de ler. Desde vampiros e lobisomens até múmias e fantasmas. Mas após o ciclone Stephenie Meyer infectar a mente dessa geração antes deles terem a oportunidade de verem obras de qualidade com essa temática, tivemos uma linha interminável de produções porcas e repetitivas.

Após séries insuportáveis como Supernatural e Vampire Diaries, a decadência de True Blood e de canceres com ebola como Drácula, porque diabos eu iria começar a ver uma série como Hamlock Grove? Por dois motivos. Eu precisava de uma série para assistir com minha namorada, e porque essa é uma série original do Netflix. Todas as séries do Netflix que tenho acompanhado tem me surpreendido, principalmente na direção e ambientação. Desde o lançamento de True Detective, as novas obras televisivas tem utilizado mais técnicas cinematográficas, o que tem feito maravilhas com a narrativa e a atmosfera dessas séries.

hemlockgroves-700x354

Hemlock Grove é um conto de mistério, assassinato e monstros que se passa em uma cidade da Pennsylvania. A série começa quando o corpo de uma jovem é encontrado em um velho moinho. Alguns moradores suspeitam de alguém que escapou da Torre Branca. Outros acreditam que o assassino pode ser Peter, um adolescente de 17 anos que boatos dizem que ele é um lobisomem devido ao seu sobrenome cigano. Ou poderia ser Roman, um arrogante cheio de problemas e herdeiro da família mais rica do estado. Enquanto o crime continua sem solução, os rumores se acumulam, e Peter e Roman decidem encontrar o assassino eles mesmos, confrontando as verdades indizíveis sobre eles mesmos e sobre Hemlock Grove.

Uma premissa simples e sem sal, inicialmente eu pensei que poderia ser mais um Supernatural, mas logo no primeiro episódio a série me despertou para a realidade. Os produtores apostaram em mistério, suspense e drama, e deixaram de lado as cenas de ação desnecessárias e os insuportáveis romances que tinham se tornado padrão no gênero. Como eu esperava, a direção e arte estão fantásticas, e o elenco não ficou para traz.

Hemlock Grove tem um elenco consagrado, como a atriz Famke Janssen (ignorem o papel dela como Jean Grey, ninguém consegue salvar uma personagem tão chata), ao mesmo tempo que trouxe jovens promessas de qualidade, como o ator Landon Liboiron que faz o papel do cigano. Acredito que alguns atores dessa série vão entrar na lista de grandes promessas para o futuro, que atualmente está sendo liderado pelo talentoso Evan Peters (American Horror Story, Kick- Ass e Quebrando Regras).

hemlock-grove

O maior diferencial que Hemlock Grove tem em relação aos seus antecessores genéricos, é saber definir um objetivo ao invés de tentar agradar a todos. Não temos uma personagem feminina jovem e independente, um personagem completamente moralista e altruísta e acima de tudo, não conhecemos o sobrenatural da obra. A série cria uma mitologia própria, trabalhando de forma criativa a mitologia cigana, voltando a lenda do lobisomens para sua base literária ao mesmo tempo em que adiciona folclores que são importantíssimos para o desenvolvimento do enredo e apresenta em seus protagonistas mitologias originais, criativas e misteriosas. Fiquei a temporada inteira tentando interpretar as diversas lendas apresentadas na série, como o Ubir, o Vargulf e o Oroboros.

Os personagens da série me cativaram tanto quanto a mitologia. Os dois protagonistas são diferentes dos padrões, um cigano lobisomem e um playboy com fortes desejos sádicos com poderes manipulação mental. Uma garota com feição monstruosa que não consegue nem falar, mas sua voz é transmitida através de uma narradora, mostrando a pureza e bondade escondida em uma aparência tão monstruosa. Uma mulher poderosa e manipuladora, uma garota que acredita ter engravidado de um anjo, uma premonição e muitos cadáveres mutilados. A série apresentou muito em pouco tempo, algo impossível de se dizer nas séries antecessoras.

Hemlockgrove103-030

Ao assistir Hemlock Grove vocês não precisaram cortar os pulsos ao ver uma personagem irritante conquistando o coração de diversos seres sobrenaturais, personagens rasos que chamam mais atenção tirando a camisa do que falando, e acima de tudo, não verão uma série que segue uma fórmula cômoda ao invés de evoluir. Mesmo tendo alguns problemas de previsibilidade, o episódio final da série me deixou boquiaberto. Não passaram a mão na cabeça de ninguém, as personalidades não foram ignoradas para uma comodidade de enredo, e definitivamente, essa não é uma série que pretende enrolar os espectadores até não conseguir mais ter lucro. Inclusive, já foi confirmado que a terceira temporada será a última.

Outro triunfo nesse sentido é a recusa da série de jogar revelações apressadas nessa primeira temporada. No finale, descobrimos algumas coisas que estavam ocultas durante os episódios o suficiente para chocar o espectador, mas ela mantém tramas e mistérios em aberto. O público precisa aprender que há muito mais graça nas possibilidades do não saber do que na fria certeza do saber.

Hemlockgrove102-073Hemlock-Grove-Season-1-Screencaps-hemlock-grove-34761797-1280-720

Muitas pessoas tem criticado fortemente a série, mas analisando apenas a primeira temporada, acredito que grande parte dessas críticas foram infundadas. Muitos compararam de forma ignorante Hemlock Grove com House of Cards, uma obra prima do Netflix, enquanto outros julgam a série prematuramente devido ao preconceito a temática que foi criado devido ao ciclone Stephenie Meyer e ainda tem os que ficaram decepcionados por não verem mais uma variante de Crepúsculo (graças a glória e misericórdia de Odin!). A série não é magnífica, mas ela é de longe a melhor série de sobrenatural que tivemos nos últimos anos. Sua direção e arte está excepcional, os atores tem qualidade e sua abordagem e mitologia são muito interessantes.


Mas após tantos elogios, quais são os pontos negativos de Hemlock Groves? Existem dois aspectos da série que me incomodaram. O principal deles é uma das personagens secundárias, a insuportável Christina Wendall, a garota que deseja ser escritora que fica obcecada com o cigano, principalmente pelo papel ser interpretado pela medíocre Freya Tingley, que é de longe a pior atriz da série. E em segundo temos a velocidade em que são formadas conexões entre os personagens. Acredito que a série ficou tão preocupada em não criar draminhas entre os personagens, que os vínculos foram ligados de forma conveniente, dando enfoque ao enredo geral e pouco atenção aos enredos individuais. As amizades e romances são repentinos, algo que favorece o foco no mistério e no suspense, mas enfraquece  a credibilidade e carga dramática dos romances, das amizades e até mesmo dos personagens.
tumblr_mra9n9AcGb1qap3owo1_500

Hamlock Grove tem potencial de agradar Gregos e Troianos, mas para isso é necessário dar uma chance a série sem ter preconceitos e altas expectativas pré-formados. Aproveite a jornada, o mistério e o enredo. E  principalmente, fique  bem longe de spoilers, sem a menos sombra de dúvidas eles iram acabar com qualquer impacto que a série poderia lhe causar. Por restaurar minhas esperanças com séries dessa temática, eu dou uma nota 8 para a primeira temporada da série. Assim que eu terminar a segunda temporada eu trarei minhas opiniões para vocês.

Me digam o que vocês acharam da série, me avisem que o texto ficou uma merda, ou se o mesmo convenceu vocês a darem uma chance para série. Um abraço e até a próxima.

flw

3 pensamentos sobre “Review – Hemlock Grove 1° Temporada

  1. Vlw pela review me deu uma incentivada a continuar a ver a serie. Já vi alguns epi. Dessa serie mais por falta de tempo acabei não vendo mais, tbm por ler em outros sites criticas negativas da serie, só que, pra mim pelo menos, eles não analisavam de uma forma coerente, como vc mesmo disse, querendo compara-la a outras séries onde a temática não é a mesma.

    Só acho que vc poderiam ter se aprofundado um pouco mais no texto, por exemplo da relação dos dois protagonista com eles mesmo e com a Jean grey, foi uma coisa que chamou minha atenção na serie.

    Outra coisa que eu tbm achei ótima foi o sobrenatural, eles na verdade não criaram uma mitologia própria mais sim juntaram diversos contos e lendas, tanto europeus como orientais, e o contaram de uma forma diferente, o Vargulf e o Oroboros por exemplo.

    Em suma achei que vc poderia ter falado mais da serie, mas mesmo assim já me convenceu a ver o resto da serie hahaha. Obrigado pela review, estava curioso pra saber a opinião de vcs sobre esta série.

    Abrços.

    • Quis evitar ao máximo os spoilers. Sobre a mitologia, mais para frente vão ter informações que foram criadas pela série, como a origem do Vargulf (que eu adorei) e sobre o Ubir. Por isso disse que eles criaram uma mitologia.

  2. Parece uma serie muito boa vou ver se assisto por que eu tenho um problema com serie, tenho preguiça de assistir por os epi são muito longos 40min e não tenho tempo.Vou assistir para ver se a serie me prende.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s