Comentando: Shigatsu wa Kimi no Uso – Episódios 1 a 3

Olha eu aqui de novo! Sei lá se alguém ainda se lembra de mim, mas vamo que vamo. Aqui é o Markimudkip e retorno com um Comentando de um dos melhores (senão o melhor) animes da temporada de outono: Shigatsu Wa Kimi no Uso (algo como mentiras de abril). Sei que estou atrasado, mas que se dane, o importante é falar sobre esse anime/mangá incrível.

Eu pretendia escrever sobre Shigatsu ao final do mangá, só que estive muito ocupado nos últimos tempos e agora decidi falar do anime que já começou nessa temporada de outono e dá tudo na mesma no fim, porque ambos são recomendadíssimos. O mangá foi escrito por Naoshi Arakawa e publicado pela Monthly Shonen Magazine, totalizando 10 volumes, ou seja, muito provavelmente o anime fechará seus 22 episódios contando toda a história do mangá, ou talvez o anime termine com seu final próprio, desde que seja bom, pra mim pouco importa.

shigatsu-wa-kimi-no-uso-episode-1-48

Vamos começar pela sinopse e partimos para o Comentando (com spoilers, é claro):

Kousei Arima é um estudante do ensino fundamental que há alguns anos largou a carreira de pianista, onde despontava como um grande gênio, tudo após a morte de sua mãe, uma pessoa violenta que deixou-o traumatizado, impedindo-o de conseguir ouvir sua própria música. Vivendo uma vida normal, mas monocromática como ele mesmo classifica, seus primeiros passos para fora de sua redoma de tristeza e isolamento emocional se dará ao conhecer a violinista espírito-livre Kaori Miyazono.”

Shigatsu começa “simples” (em comparação ao mangá, no quesito emoção faltou), colorido, rosa, fofo, tudo perfeitamente perfeito e lindo pra alguns e para o Arima sobrou só tristeza e espancamentos/boladas rotineiros e, é claro, não poderia faltar aquele humor forçado do mangá, ao meu ver, destoante da proposta da obra, e se eu não soubesse da qualidade do restante, droparia no primeiro episódio sem dor no coração.

6

78

9101112131415Sem títuloShigatsu-wa-Kimi-no-Uso-2

Os personagens principais (Arima, Kaori, Tsubaki e Watari) são apresentados em sequências alternadas de comédia (cenas bem coloridas e muito bonitas) e drama (quase monocromático), forçando bastante na comédia, com momentos até desnecessários. Sabemos que há maneiras melhores de se trabalhar o humor e esse é um dos problemas de Shigatsu. Apesar dos pontos positivos do primeiro episódio, ele não impressiona tanto, mesmo tendo uma atmosfera diferenciada de outros animes dramáticos com temática musical. É a partir dos 8 minutos do segundo episódio que eu vi o melhor do mangá acontecer e senti toda a emoção transbordar, como foi nas primeiras páginas do mangá.

As técnicas que o autor usou no mangá para expressar emoções, transformando ações em algo quase poético, ainda não se fez presente no anime, pelo menos pra mim eu não vi e espero que aconteça, mas mesmo assim, a primeira cena da Kaori tocando o violino consegue fazer a espera do primeiro episódio valer a pena. A animação feita pela A1-Pictures está impecável, belíssima, só que a adaptação está menos emocionante que no mangá. Podem desconsiderar essa parte se quiserem, porque eu não gosto muito de animes e provavelmente isso pese na minha colocação.

Durante o recital, eu fiquei realmente incomodado quando os competidores de Kaori apareceram imóveis enquanto tocavam, e se fosse outro estúdio, poderia pensar que estavam economizando na animação, mas é clara a ideia de surpreender e manter toda a atenção no espetáculo feito pela garota. Funcionou, no entanto, teve uma quebra de continuidade, e não teria sido nada demais colocar os outros músicos tocando uma ou outra nota, e novamente a comédia pouco colaborou para o conjunto.

shigatsu-wa-kimi-no-uso-episode-1-32

Mesmo assim, o anime é claramente muito bom e faz seus protagonistas brilharem desde os primeiros instantes, mesmo desagradando-me o romance água com açúcar e o papo da primavera dos 14 anos, algo bastante clichê. O primeiro episódio não foi perfeito, mas dá pra perceber como a A1-Pictures trabalhou bem e soube criar uma trilha sonora maravilhosa e animação de encher os olhos, o que no segundo episódio foi o ponto alto e no terceiro a história ganha um desenvolvimento bem estruturado e gostoso de se acompanhar.

É interessante vermos a aproximação da Kaori com o Arima durante o terceiro episódio, mesmo que seja com segundas e boas intenções (fazer com que o prodígio toque com ela). Há leveza e sutileza, exceto nas forçações de barra de comédia. Até a forma de mostrar que Kaori, apesar de toda sua alegria e descontração, também está passando por momentos difíceis, o que provavelmente seja uma doença, o seu problema é mostrado de uma maneira que os mais desapercebidos nem vejam. O drama sempre é bem dosado, pena que a comédia não. Pra não ser injusto, concordo que em muitos momentos o humor funcionou, exagerado, mas constantemente sai de contexto e mais atrapalha que ajuda.

05

Kaori e Tsubaki carregam o anime nesses três primeiros episódios. Carismáticas e divertidas, todas as cenas em que elas estiveram presentes foram para que o Arima, um peso morto (com forte potencial) e Watari, personagem tapa-buraco nesse primeiro momento, pudessem ganhar destaque. Será uma estratégia constante de Shigatsu que Kaori faça Arima esquecer seus fantasmas do passado e possa fazer seus olhos brilharem novamente com a música, e Tsubaki como a boa “irmã” mais velha e problemática estará lá para ajudar no que for preciso e o Watari, por enquanto só é um pretexto para barrar o romance entre Kaori e Arima e tentar ser foco de comédia. É disso que se trata a obra, é simples, mas a forma como é contado, faz emocionar com louvor. Até o próximo Comentando, que provavelmente sairá atrasado também. Flw e até a próxima! Comentem!!!

5 pensamentos sobre “Comentando: Shigatsu wa Kimi no Uso – Episódios 1 a 3

  1. Concordo contigo, se não fosse a boa vontade, com certeza droparia o anime no primeiro episódio. Humor forçado é algo que, pelo meu ver, diminui a qualidade de algumas obras. Porém, o fator emoção, não só das cenas onde é apresentados os recitais, mas como também na própria estória, contando o passado dos personagens, faz eu continuar a ver esta obra.
    Outra característica que achei muito boa foi o Arima ter uma personalidade considerada pela maioria de “fraca”, mas vale lembrar que poucas obras tem um protagonista com tal personalidade que realmente age respeitando a mesma. É muito fácil ver obras com um personagem fraco, que logo em situações difíceis supera tudo e vira o máximo! Mas, estórias que respeitam essa característica e colocam situações onde essa superação virá de forma dolorida, e muitas vezes, tardias, e o personagem age como de fato a personalidade do mesmo o obriga, são obras de grande destaque, em minha opinião.
    Shigatsu no Uso será um bom anime, tem uma boa estória até agora e está desenvolvendo os personagens de maneira exemplar, tem tudo para se tornar tão bom quanto Fate está sendo.

        • Se eu me lembro Gon, vc queria que o EMD sugerisse shoujos, e apesar de Shigatsu ser classificado como shounen, ele tem uma pegada shoujo bem forte.
          Vc dizer que não gostou é uma coisa, outra é dizer que é ruim. Shigatsu está longe disso, possui muita qualidade, eu jamais perderia meu tempo escrevendo sobre porcarias feito Naruto no conjunto atual da obra. Se dropou, blz, todo mundo tem suas preferências e Shigatsu não é pra todo mundo mesmo. Mesmo assim, vlw o coments de todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s